VISÃO VERDE
VISÃO Verde

O ovo é a cena

Em Portugal, ao fim de seis anos de governação, há uma estabilidade política e orçamental de longo prazo como nunca antes houve. Não faltam, também, referenciais estratégicos recentes, do Roteiro para a Neutralidade Carbónica, ao Plano de Recuperação e Resiliência. Agora, é só uma questão de saírem do papel, sem demoras, nem disfarces. É chegada a hora de Costa mostrar que merece a confiança que lhe foi dada pelos portugueses

Exame
Exame

Emprego: pagar para contratar?

Que a pandemia veio alterar as regras do jogo no mundo do emprego já todos sabemos. Para colmatar a falta de recursos, há empresas que já estão a pagar a quem aceite ir, pelo menos, a uma entrevista

Exame Informática
Exame Informática

Exame Informática Semanal 224

Nesta edição, apresentamos-lhe uma antevisão do Portugal do futuro com os principais projetos selecionados para o PRR, testamos uma estufa caseira e o novo ASUS VivoBook. Também respondemos à pergunta: o 5G já vale a pena?

Exame
Exame

EXAME de janeiro: O que esperar de 2022, em 15 grandes áreas

Os temas em destaque na primeira EXAME do ano, que já se encontra nas bancas.

Exame
Exame

Se o OE chumbar, como se gerem as contas públicas?

Quatro perguntas sobre as consequências para as contas públicas do chumbo do OE 2022

Economia
Exclusivo

PRR e Retoma: Os ventos que empurram o Orçamento de 2022

A negociação do Orçamento do Estado entra na reta final com ventos favoráveis que facilitarão a sua aprovação, apesar de a incerteza da pandemia continuar a ser uma séria ameaça

Política

Costa vê “nação a reerguer-se da luta” e acena com mão cheia de medidas (muitas delas já conhecidas)

Num dia de balanços sobre o estado da nação no último ano, António Costa usou 13 minutos para anúncios (alguns dos quais medidas de orçamentos anteriores) e outros quatro para elogiar a resistência dos portugueses na pandemia. Para o primeiro-ministro, o País está "agora a reerguer-se" do impacto da Covid-19, estando a economia a dar sinais de robustez

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

Só nos faltavam as 117 locomotivas

No momento em que estavam a comprar 117 novas locomotivas, decretavam o recolher obrigatório a quase 7 milhões de portugueses. Bem pensado

Economia
Exclusivo

Nelson de Souza, ministro do Planeamento: “Não somos maus a executar”

No momento em que o PRR chega ao terreno, o governante contesta a ideia de que a taxa de execução dos fundos europeus é reduzida. À nossa frente, só está a Lituânia. Mas admite que, em tempo de pandemia, o aproveitamento das verbas do PRR e do Portugal 2030 constitui um desafio acrescido

Economia

Bazuca europeia: Há ainda uma via-sacra a percorrer até que o dinheiro chegue ao terreno

A máquina está desenhada, mas não está montada. A falta de definição das tarefas de cada uma das quatro estruturas criadas para seguir a atribuição e a execução dos fundos pode aumentar a máquina burocrática, num processo que se pretende “ágil, eficaz e transparente”. Fernando Alfaiate, gestor do programa Compete, é quem assegurará a boa aplicação dos fundos

SNS registou prejuízo de cerca de 848 milhões em 2018, um agravamento de 502 milhões
Opinião

Saúde: A parte escondida do PRR

Já aqui tinha feito um comentário geral sobre o primeiro documento, considerando-o um conjunto de boas intenções, com falhas e omissões importantes. A versão desenvolvida agora conhecida, não concretiza completamente as boas intenções e mantém as principais lacunas

notas dinheiro
Economia

Quando chega o dinheiro da “bazuca” europeia? Como aceder aos fundos? 10 perguntas e respostas

Até final da semana, o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) português deverá ser entregue em Bruxelas. Assim que estiver aprovado, o dinheiro da “bazuca” começará a chegar à economia. Serão €16,6 mil milhões, entre subvenções e empréstimos destinados ao investimento público e às empresas. Neste conjunto de perguntas e respostas, encontrará o que precisa de saber para aproveitar a chuva de milhões

Centeno emagrece o Estado até níveis do início do século Exame
Exame

PRR dá impulso à economia entre 1,1% e 2% até 2026

Diferentes simulações do Banco de Portugal sugerem que o Plano de Recuperação e Resiliência poderá deixar o PIB português num nível até 2% mais elevado nos próximos seis anos

VISÃO VERDE
VISÃO Verde

"A Comissão Europeia não deixa fazer investimentos em barragens e rodovias"

Nas vésperas da Hora do Planeta – uma hora às escuras no sábado, 27 –, Ângela Morgado, da associação ANP/WWF, critica o que chama de sete pecados mortais no Plano de Recuperação e Resiliência português, sobretudo a Barragem do Pisão e os gastos com estradas