Política
Exclusivo

PSD e PCP substituíram as respetivas lideranças. É preciso que algo mude, para que tudo fique na mesma?...

A relação com o Chega é o ponto mais ambíguo da liderança de Montenegro. Já a condenação da “ação militar” é um pequeno passo para Paulo Raimundo, mas um salto gigantesco para o PCP

OLHO VIVO

A Guerra dos Costas: "As acusações do ex-Governador soam a ajuste de contas e a reabilitação de imagem"

A troca de acusações entre António Costa e Carlos Costa e a "oportunidade desperdiçada" do PCP no que toca ao discurso em relação à Guerra da Ucrânia foram temas em análise no Olho Vivo

VISÃO DO DIA
Exclusivo

VISÃO DO DIA: O regresso do irritante angolano

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

A linhagem do PCP

Jerónimo de Sousa sempre foi um homem suave, de palavra, e sem matreirice política

Política

Pai de Paulo Raimundo à VISÃO: “Ter um filho a receber um partido nas mãos, nas condições em que o PCP está neste momento, não é algo que se deseja”

José Raimundo e Teresa Cantigas, pais do novo secretário-geral do PCP, souberam uma hora antes do anúncio oficial, num telefonema do filho, que ele seria o sucessor de Jerónimo de Sousa

Política
Exclusivo

Paulo Raimundo: A história de um camarada que vem da sombra e de um anúncio que chegou à família uma hora antes de chegar ao País

Sem ter sido sufragado pelas bases do PCP, o nome do sucessor de Jerónimo apanhou de surpresa o Comité Central, apesar de Paulo Raimundo há muito ser um dos ativos da máquina comunista. Travar a queda eleitoral e voltar a ter um partido de protesto é a dura tarefa que recebe e que preocupa uma família que soube das novidades uma hora antes do País 

OLHO VIVO

"Se Miguel Alves não sair, é a evidência de que os homens de Costa têm mesmo as costas quentes"

Política

Quem é Paulo Raimundo, o novo líder do PCP?

Paulo Raimundo vai ser o novo líder comunista, sucedendo a Jerónimo de Sousa, que esteve 18 anos à frente do PCP. Apesar de ser identificado como operário, Raimundo é funcionário do partido há quase três décadas. Tem 46 anos, nasceu em Cascais por acaso e já andava a dar nas vistas nos últimos tempos, como a VISÃO já tinha sinalizado

Política

António Costa ganha orçamento um ano após crise política mas assume divórcio com esquerda e deixa direita a fazer contas

António Costa tem motivos para sorrir. Fruto da maioria absoluta, o Orçamento de Estado foi aprovado na generalidade sem qualquer surpresa. Porém, o debate e a votação do documento deixaram claro que é irreversível o corte do PS com os antigos parceiros da gerigonça. Enquanto isso, a direita mostrou que ainda convive mal com o seu passado de austeridade

OLHO VIVO

"Ilegalizar o PCP é uma ideia estapafúrdia. Quem tem de penalizar o PCP são os portugueses com o voto"

No Olho Vivo desta semana, estive em análise a polémica na Câmara de Setúbal, os danos colaterais para o PCP e para o governo e ainda o preço dos combustíveis e a situação na Hungria

Política

Jornalista que acompanha a guerra da Ucrânia pelo lado da Rússia foi eleito deputado municipal da Amadora pela CDU

O jornalista freelancer Bruno Amaral de Carvalho, que está a fazer a cobertura da guerra na Ucrânia, guiado pelos exércitos russo e de separatistas pró-russos, foi eleito, nas listas da CDU, nas últimas Autárquicas, para a Assembleia Muncipal da Amadora

VISÃO DO DIA
Exclusivo

Zelensky, o PCP e os valores de Abril

OLHO VIVO

PCP e a Ucrânia: “Se hoje existisse geringonça, António Costa seria obrigado a demitir-se”

O impacto da posição do PCP sobre a Guerra na Ucrânia esteve em análise no Olho Vivo desta semana

Atualidade

António Costa inicia defesa do programa do governo com pacote de propostas anti-inflação: ISP vai descer

O primeiro-ministro iniciou a apresentação do programa do governo anunciando pacote de medidas para combater a inflação. Num discurso recheado de provocações à direita, António Costa destacou "oportunidade" que os fundos europeus permitem para País "vencer, construir e realizar"

OLHO VIVO

“Só vamos conhecer o verdadeiro programa do Governo daqui a dois meses, quando se discutir o Orçamento do Estado...”

A discussão do programa do Governo, na Assembleia da República, a sucessão na liderança do PSD e a guerra na Ucrânia, não esquecendo a posição do PCP contra o convite ao presidente Zelensky para falar ao Parlamento português, foram temas centrais na edição desta semana do Olho Vivo.

Política

Primeira fila do hemiciclo "encolheu", depois de a cadeira "a mais" do PCP já ter sido retirada

Os serviços da Assembleia da República já retiraram a cadeira, que "pertencia" ao PCP, e que estava "a mais" na primeira fila do hemiciclo – que agora passa a ter apenas 23 lugares. Deputados únicos mantêm-se em segundo plano. Novo desenho do Parlamento na apresentação e discussão do programa do governo

Política
Exclusivo

83 anos de equívocos do Partido Comunista Português

Do pacto entre Hitler e Estaline, em 1939, ao Golpe de Moscovo, em 1991, o PCP manteve sempre o desencontro com a História. A atitude face à guerra na Ucrânia está a provocar desconforto interno e já há quem peça um congresso extraordinário, para rever velhas posições

Política

PCP foi o único partido a votar contra recomendação do BE sobre integração para refugiados ucranianos na Assembleia Municipal de Lisboa

"Entendemos que importa não tratar a situação dos refugiados de forma restritiva ou discriminatória, abrangendo apenas alguns cidadãos em algumas circunstâncias e desconsiderando outros cujas circunstâncias merecem proteção com idêntica dignidade", disse o comunista João Ferreira, horas depois da votação da proposta discutida AML e no dia em que o PCP apresentou uma medida semelhante na autarquia

"Nem o IRS é apenas escalões nem os impostos são apenas o IRS"
Opinião

Ucrânia e a insustentável leveza do PCP

Pacto Germano-Soviético. Hungria. Praga. Moscovo. Ucrânia. O bilhete de identidade de um partido em avançado estado de senilidade

Guerra na Ucrânia

PCP vota contra resolução do Parlamento Europeu de condenação da Rússia

De acordo com o partido, esta resolução, que foi aprovada, dá "força à escalada" e "cobertura ao colossal processo de aumento de despesas militares, ao reforço e alargamento da NATO e à militarização da UE"

PCP: Quem tem medo do lobo mau?
Guerra na Ucrânia

“O PCP age como se não tivesse caído o muro de Berlim”. Não condenar claramente a Rússia “vai levar a dissidências, mesmo que silenciosas”

Foi o único partido no Parlamento que não condenou frontalmente a invasão russa à Ucrânia. Os comunistas têm criticado as ações de Putin, mas deslocam a responsabilidade da guerra para a NATO, para a União Europeia ou para os norte-americanos. O antigo deputado Miguel Tiago foi mesmo ao Twitter do presidente ucraniano demarcar-se das palavras de solidariedade de Marcelo Rebelo de Sousa para com a Ucrânia. Não estamos em período eleitoral, mas a atitude do PCP não vai passar em branco, anteveem analistas políticos