tomada de posse 12
Sociologia do Quotidiano

Os amigos António e Marcelo: ilusionismo e entretenimento na política portuguesa

Esta união entre os dois é para durar. Prova disso é que, num ato inédito na democracia, não respeitando a separação de poderes, um primeiro-ministro é praticamente o mandatário da candidatura de um Presidente da República

Donizete Rodrigues
Em sincronização

Descer às trincheiras com André Ventura e Ana Gomes

André quer deitar abaixo o Estado de direito em nome do povo que o Estado de direito visa proteger e construir um Estado totalitarista, Ana arrasta o Estado de direito pela lama quando, porventura carregada de boas intenções, qual milícia popular, compra guerras e dispara em todas as direções

Mafalda Anjos
Opinião

As finas flores do entulho

O campo religioso evangélico atravessa talvez a sua pior fase na história do mundo ocidental. Depois da prostituição com o poder político os escândalos sucedem-se. Era de esperar

José Brissos-Lino
Opinião

O regresso à escola em tempos de COVID-19: vai correr tudo bem, com 99% de certeza

Temos de ter cuidado, mas não podemos ter medo. Será altamente improvável que os nossos filhos adoeçam e, muito menos, que algo de mau lhes possa vir a acontecer. Tenho 99% de certeza!

Hélder Maiato
Opinião

Educação para a exigência

O Governo como um todo foi incapaz de produzir um quadro coerente de decisões que nos façam sentir orientados, quando era quase só disso que se precisava

José Eduardo Martins
Opinião

Herói ou vilão?

Não quero viver num País em que o futebol é um mundo e um poder que ninguém enfrenta. Mas também não quero viver num País de justiceiros privados

Pedro Norton
Silêncio da fraude

O Risco de Manipulação do Relato de Sustentabilidade

É de notar que o crescimento acentuado nas décadas mais recentes do relato empresarial no âmbito da sustentabilidade e responsabilidade social, muitas vezes não tem vindo a ser acompanhado, de igual forma, de maior credibilidade e fiabilidade

Nuno Moreira
Igualmente desiguais

Se a televisão não mostrou, então, não aconteceu!

O drama dos refugiados não terminou. Apenas passou para um plano secundário das nossas agendas condicionadas pelo imediatismo dos media e das preocupações políticas, que não pretendem reativar o tema

Manuela Niza Ribeiro
Opinião

Porque é que Cavaco e Passos devem ter aulas de educação para a cidadania?

É certo que Cavaco Silva e Passos Coelho são homens políticos do pós-guerra, não viveram de perto os horrores das Primeira e Segunda Guerras Mundiais para terem percebido o que quis dizer Robert Schuman quando fez a declaração que fundou a primeira comunidade europeia, em 9 de maio de 1950, advertindo que o fim da guerra não significava a paz adquirida. Porém, as oportunidades que a vida política lhes deu, juntamente com a capacidade de discernir além do imediato e do foro meramente económico, seriam suficientes para compreenderem a importância da educação para a cidadania nos nossos dias

Dina Sebastião
Opinião

Covid-19: Algumas certezas e muitas dúvidas

Faltam dados para avaliar devidamente o impacto do SARS-CoV-2 no País. Ou seja, sabe-se a idade dos infetados, o sexo e a localidade, mas falha uma parte essencial: o contexto da contaminação

Catarina Guerreiro
Editorial

Escolas, perigos e angústias

Em algumas escolas vai correr bem, noutras vai com certeza correr mal. Temos de estar cientes disso e redobrar cautelas

Mafalda Anjos
Exame
Opinião

Construção e Imobiliário: imprescindível motor da retoma da economia nacional

A generalidade dos países europeus prepara respostas relevantes em domínios como a habitação, incluindo-se aqui questões como a eficiência energética, a mobilidade, as infraestruturas da saúde e da educação, ou a energia e o ambiente. Portugal não pode ficar à margem desta estratégia

Manuel Reis Campos
Exame
Opinião

Retomar o crescimento

O nosso foco para vencer o desafio da competitividade só pode ser um: subir na cadeia de valor e afirmarmo-nos em atividades de maior valor acrescentado, seja em componentes físicas de transformação do produto, seja em domínio de produção imaterial.

João Vieira Lopes
As imagens dos piores atentados das duas últimas décadas 37
Opinião

Cristo, Gandhi e Mandela

Do mesmo modo que uma minoria ateia não pode impor à força a toda uma sociedade a sua forma de pensar, também nenhum sector religioso tem o direito de fazer o mesmo. A isto chama-se democracia

José Brissos-Lino
Investigação científica covid-19 miguel castanho Exame Informática
Opinião

Investigação em tempo de pandemia: a encruzilhada do futuro

Neste artigo de opinião, Miguel Castanho sublinha como "a monopolização do debate público em torno do desenvolvimento de vacinas (e, sobretudo, a sua politização) tem tolhido a discussão sobre como a Investigação Científica pode, efetivamente, ser usada como arma contra o vírus e a pandemia"

Miguel Castanho
Opinião

Crise? Qual crise?

O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, com a sua “Presidência Aberta” por todos os concelhos algarvios, já remeteu o primeiro-ministro à defesa, já puxou as orelhas à Direção-Geral da Saúde, obrigando aquele organismo a mudar o plano de comunicação, e continua, alegremente, entre copinhos de medronho e cortes de cabelo na “Barbearia Central” de cada terra que visita, a produzir declarações que fazem deste mês de agosto um dos seus períodos mais interventivos de sempre

Filipe Luís
Opinião

Contra todas as teocracias

Por princípio sou contra todas as formas de teocracia, incluindo as cristãs. Esses ideais estribam-se em equívocos teológicos, em erros de interpretação histórica ou, em muitos casos, em inconfessáveis aspirações de poder

José Brissos-Lino
Veja todas as fotos premiadas no World Press Photo 2017 19
Bolsa de Especialistas

Suspensão e limitação do desporto de Formação? Uma enorme asneira intelectual e pedagógica….

Não é preciso muita inteligência e bom senso para perceber que em termos de risco (ou agravamento do mesmo) de propagação da COVID-19, esse mesmo risco é muito menor numa atividade física (onde, regra geral, só está quem se sente bem), praticada de forma organizada, controlada por técnicos que têm formação e podem contribuir para educar a melhor conviverem com esta situação

Miguel Portela
Opinião

As pontas soltas de Reguengos de Monsaraz

Depois de engolir tantos sapos da Ordem dos Médicos, o primeiro-ministro não aguentou tanta indigestão e, finalmente, ripostou. Têm sido vários, desde o XXI Governo Constitucional, os momentos de tensão entre a Ordem dos Médicos e o Estado. Em vez de adotarem uma postura construtiva e colaborante, os atuais corpos sociais da Ordem dos Médicos assumem frequentemente posições de deselegância e oposição perante o poder político

Manuel Delgado
Opinião

A proteção de testemunhas

A lei portuguesa prevê ainda um programa especial de segurança, de que podem beneficiar a testemunha, o seu cônjuge, ascendentes, descendentes ou irmãos, a pessoa que com ela viva em condições análogas às dos cônjuges ou outras pessoas que lhe sejam próximas

Adão Carvalho
Silêncio da fraude

O advogado “vigilante”

Perante este bloco de deveres, parece claro que se nada mais resultasse desta iniciativa, o que felizmente não é o caso, a previsão de tais deveres seria, por si só, um aspeto digno de registo, pois os advogados, enquanto garante de confiança de todos aqueles que a eles recorrem, assumem um papel da maior importância na defesa do Estado de Direito e na adequada prossecução do princípio do acesso ao direito e aos tribunais

Mário Tavares da Silva