As casas da revolta em Pedrógão Grande 6: Sair da casa da mãe
Política

As casas da revolta em Pedrógão Grande 6: Sair da casa da mãe

A alteração das moradas fiscais em datas posteriores aos incêndios de 17 de junho de 2017 foi o truque utilizado para que casas não permanentes, devolutas ou que, até, nem tenham ardido fossem tratadas como primeiras habitações e as respetivas reconstruções beneficiassem dos donativos dos portugueses. Conheça os casos denunciados em primeira mão pela investigação da VISÃO

Octávio Lousada Oliveira
Voltar a pôr uma aldeia no mapa
Iniciativas

Voltar a pôr uma aldeia no mapa

Há um mês e meio, João Viola pegou nas suas tintas e pincéis e pintou uma placa. Como um pouco de cor numa região deprimida pode fazer toda a diferença

Rosa Ruela André Moreira Tiago Miranda
“A minha vida agora é como o fumo”
Iniciativas

“A minha vida agora é como o fumo”

João Antunes e todos os outros construtores civis da zona de Pedrógão Grande trabalham em contrarrelógio para terminarem as casas destruídas pelo fogo. As coroas de flores nas estradas não os deixam esquecer a razão de tanta pressa

Rosa Ruela André Moreira Tiago Miranda
"Ainda não encontraram o meu filho"
Sociedade

"Ainda não encontraram o meu filho"

A aldeia de Nodeirinho perdeu onze dos seus 50 habitantes. Muitos fugiram de casa, em pânico – e foi por isso que morreram

Luís Ribeiro