Oceano de Esperança

Em contrarrelógio para salvar os cavalos-marinhos da ria Formosa

Já foram quase dois milhões e dominaram as pradarias. Hoje são pouco mais de 150 mil e estão em risco, mas Miguel Correia, da Universidade do Algarve, ainda acredita que a ria Formosa pode voltar a ser um santuário para o cavalo-marinho