SNS: 40 anos de sucesso e a necessidade de evolução
Opinião

A saúde do SNS

Talvez fosse caso para dizer que o SNS está bem e recomenda-se. Mas isso não é verdade. Tem muitas lacunas, vícios e maleitas crónicas que limitam os resultados, cidadãos sem acesso atempado a cuidados de saúde, populações distantes dos serviços, uma oferta pouco flexível e pouco sensível às circunstâncias de vida das pessoas

Manuel Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Cheira a Poder no Chega

O Chega tem problemas internos, e é um problema para Portugal. Não porque nasceu, mas porque tem um eleitorado extremado, que afinal existe, como noutros países, e a tendência é para ganhar terreno, entre os que já não acreditam no sistema tradicional, no pântano, como chamou Trump (filho dessa insatisfação e radicalização) e desejam soluções extremas.

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Costa furioso com o carteiro!

Resultado prático: afinal a Ordem excedeu-se. Ultrapassou as suas competências. Não tinha de fazer nada. Há nisto, nesta fúria, algo de surreal. O problema é da Ordem, ou da vergonha do que se estava a passar no Lar de Reguengos? A responsabilidade é do Carteiro?

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

O vai ou racha de Trump

Trump chegou a um ponto, quase quatro anos depois, que figuras importantes do seu partido, mas na maior parte do caso anónimas, lançaram o "Projeto Lincoln" para o tirar da Casa Branca. São muito bons, conhecem todos os truques, e têm dinheiro que se farta

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

O tiro de Costa e o NB a sério

Alguém acredita que essa decisão do Novo Banco não foi falada e aprovada por todos e mais alguns reguladores nacionais e europeus? Banco de Portugal, Fundo de Resolução, BCE, Direção da Concorrência europeia, e mais uns tantos?

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Qual é a indignação com o NB?

Vamos lá ver se nos entendemos: a indignação, a raiva e o suposto escândalo não existe. O que existe, sim, é um negócio simples, direto, em que o vendedor, de uma forma transparente e inatacável, não só vende como também paga, o que pode ser replicado por qualquer pessoa. Algum problema?

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

O vírus que mata duas vezes

São doentes de segunda, esquecidos, relegados para uma lista infindável de adiáveis, e que vão morrendo lentamente, sem dó nem piedade. Seja como for, a pandemia mata muito mais do que apenas os doentes de SARS-CoV-2

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Geringonça ou caranguejola?

Uma geringonça não tem plano de engenharia, materiais específicos, linha de montagem. Faz-se. Não se sabe como, nem quando. Quase que nasce de conceção imaculada. Salvo seja

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

O combate mais difícil de António Costa

Bruxelas transformou-se num Estado todo poderoso, governado por mandantes, rico como poucos, e invariavelmente sovina, forreta e avarento. Mas para fora, para os que lhe mandam dinheiro. Para dentro, entre eles, é o que se sabe

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

A UE passou a Fundo Predador

A União, agora, descaradamente, funciona assim: anuncia programas e ajudas de milhares de milhões de euros, para manter a ficção da solidariedade e coesão, mas os pormenores, e os detalhes, do diabo, levam uma eternidade a ajustar, a negociar, e sem isso não há dinheiro

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Os solenes avisos do Pro-cônsul do PM

A partir do segundo semestre deste ano – que já começou - a economia terá uma “significativa deterioração”, que será fatal para as empresas, emprego, consumo, investimento e PIB

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

50 mil contagiados e 2 mil mortos em julho?

Basta extrapolar as médias diárias divulgadas, e ainda sem contar, tudo indica, infelizmente, com números que poderão ser mais pesadas do que conhecemos, até agora

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

TAP e Efacec? Só pode ser do vírus

O Governo sempre pode dizer, claro, que está comprador de tudo. Pronto, sempre é uma estratégia. Mas com o dinheiro de quem? Da UE não será, com certeza. Dos cofres públicos muito menos, porque estão vazios. Uma de duas, ou as duas ao mesmo tempo: mais impostos, e mais empréstimos obrigacionistas

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

O Bom, Mau e Péssimo da Champions

Se vai ter público, nacional e estrangeiro, então vamos objetivamente ajudar à progressão da pandemia em Lisboa. É inadmissível

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

PM revelou verdade sobre pandemia

Finalmente percebemos todos, mas não o Governo, que temos um problema sério, que pode obrigar o País a voltar atrás. Há muito mais contagiados do que pensávamos, ou diziam, pela simples razão de que mais testes estão a mostrar essa realidade

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Quem é a ministra que faz de conta?

Nós fazemos de conta que temos a pandemia controlada em Lisboa e Vale do Tejo, e daí à normalidade é um passinho. Quem nos ajudou neste fingimento? Marta Temido, a Diretora Geral de Saúde (não há arraiais, mas uma sardinhada numa esplanada, e seguindo as regras, até calha bem), o Governo, e por tabela o primeiro-ministro

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Um Leão nas Finanças, por fim

Se os nomes moldam personalidades, então temos, finalmente, um Leão na Finanças

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

O frete de Centeno e o desatino da DGS

Numa crise tão dramática, que só agora começou, nenhum Governo pode ter um ministro das Finanças que esteja a fazer um favor ao País. Aos portugueses. Obrigado, mas não. Não estamos nessa

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Temido sabe que não pode abrir Lisboa

Marta Temido sabe, todos sabemos, que a passagem à terceira fase do desconfinamento, em Lisboa e Vale do Tejo, será uma tragédia, que não tem preço em número de mortes e contagiados

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Quem quer uma Europa esquizoide?

Persiste o sentimento, pelos visíveis atrasos, que o Conselho, a Comissão e o Eurogrupo vão, uma vez mais, chegar tarde, sempre carregados de ponderações políticas internas, e incapazes de responder, com energia e rapidez, a uma crise

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Aviso solene de Marta Temido

Os portugueses não estão disponíveis para um jogo de fecha-abre-fecha indefinidamente. Isso significaria um evidente desastre na saúde pública, e uma brutal desconfiança e desesperança das pessoas. Com o que implicaria, de infernal, para a sobrevivência económica do país

Luís Delgado