LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Temido sabe que não pode abrir Lisboa

Marta Temido sabe, todos sabemos, que a passagem à terceira fase do desconfinamento, em Lisboa e Vale do Tejo, será uma tragédia, que não tem preço em número de mortes e contagiados

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

A DGS tem de ser apenas técnica e não política

Muitas e sérias dúvidas existem, contudo, quando se sente, implicitamente, no discurso diário da DGS, um leve pendor para as preocupações económicas e financeiras do país, e a necessidade de «abençoar» e apressar as fases de desconfinamento

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Quem manda? O medo ou o Governo?

Não sendo leve nem extremo, o medo do vírus está algures entre o moderado e o severo. Isto ajuda? Não, nada.

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

A morte lenta de Centeno

Tudo isto é uma pena, diga-se. Centeno é inegavelmente muito bom. E nesta crise pandémica, económica e financeira poderia ser estrela, outra vez. Mas perdeu-se, algures, no caminho.

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Centeno esqueceu-se que tem um PM?

Num Governo, por boa tradição, não há proximidade maior do que a que existe entre um primeiro-ministro e um ministro das Finanças. Assim, outra vez, uma de duas: ou o ministro nunca ouviu o PM, ou fez de conta

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Cautela e caldos de galinha

Agora vamos ver. Se o vírus se acobardou e se a economia ressuscitou

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

O que faria se fosse primeiro-ministro?

Não há uma decisão melhor do que a outra. Mais racional. Mais aceitável. A pandemia tem tudo para piorar, mas nenhuma Nação sobrevive sem funcionar. Agora decida, senhor PM

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Vem aí a calamidade

A existir uma calamidade nacional, o Governo será o responsável único, direto, e sem perdão

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

É a Covid-19 que vai matar a UE?

Devagar, devagarinho, estamos a chegar às 1000 mortes e a atingir a fasquia dos 25 mil infetados. Há, nisto, qualquer coisa de preocupante

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

A lata de Rui Rio

Para Rio, na verdade, o Twitter é o órgão-de-comunicação-mais-do-que-perfeito. Não faz perguntas, não analisa, não revela, e não mexe. Melhor ainda: funciona sem jornalistas. Que democracia ideal. Perfeita. Completa

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

A birra do 25 de Abril

Reduzidos à nossa pequenez, na AR, e no dia 25, bastaria o discurso do Presidente. Sozinho. Porque nos representa a todos. Porque estamos em emergência. Porque tudo o resto é dispensável

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Manter fechado, ou abrir o País? Quem decide?

Onde está a fronteira, a linha vermelha, o muro, a partir do qual tem de haver uma decisão sanitária, e política, de equilíbrio?

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Estamos a ser claros e transparentes no Covid-19?

Todos os dias, quando o Ministério da Saúde e a DGS fazem a conferência de Imprensa, o primeiro número que deveriam divulgar era o dos testes efetuados na últimas 24 horas

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

500 mil milhões do Eurogrupo?

Bom, está bem, sempre são 500 mil milhões de euros. E de imediato. A sério?

Luís Delgado
LInhas Direitas

Mais longe, mais fundo, mais depressa

Se nos querem salvar, pensem em grande, sejam ousados e atuem como se não houvesse amanhã. E tenham sempre em mente um princípio vital desta crise: vai ser tudo muito pior do que parece

Luís Delgado
LInhas Direitas

A emergência é um bom remédio

Estamos numa emergência sanitária nacional, ou não? Ou só talvez. Ou assim-assim. Muito bem fez o PR em decretar há 15 dias, e renovar agora

Luís Delgado
LInhas Direitas

Pontos assentes positivos

Marta Temido não pára, não descansa, não atrapalha. Notável

Luís Delgado
LInhas Direitas

E depois de Março?

Nesta fase, nesta tragédia, o Governo não pode continuar a ser ineficaz. Burocrata. De meias medidas. De paninhos quentes

Luís Delgado
LInhas Direitas

Medidas de Salvação

Percebe-se o esforço, o desejo, a tentativa, mas nesta fase, e nestes dias, e nos vindouros, o Governo tem a atirar dinheiro para a rua, muito dinheiro, para aliviar o desastre nacional

Luís Delgado
LInhas Direitas

O Ministro escondido

Acho que alguém se esqueceu de dizer a Mário Centeno que a porta está aberta

Luís Delgado
LInhas Direitas

Linhas Direitas 2.0. As 5 razões para voltar

Esta coluna não vai ser independente, nem isenta, nem assética. Nada disso. Nunca foi. Não será agora

Luís Delgado