Opinião

As teias do(s) crime(s)

Continuam a existir intrincados, mesmo inextricáveis, procedimentos propiciadores ou facilitadores de crimes, sem que o poder democrático pareça empenhar-se a fundo em combatê-los e aniquilá-los

Opinião

António Guterres, um "exemplo"

Nada serve mais as forças populistas, extremistas, antidemocráticas do que certos comportamentos na área da política e do que sobre ela se escreve

Opinião

Originalidades - e contra os “blocos”

É mau para o País a cristalização de dois blocos políticos, de esquerda e direita – e é “original” o segundo ser capitaneado por um partido social-democrata

Opinião

Justiça para dois

Nos 45 anos da Constituição, o País deve lembrar e agradecer aos presidentes Henrique de Barros e Costa Gomes

Opinião

E a Justiça "funcionou"...

Se o crime era flagrante e as suas terríveis circunstâncias fáceis de investigar, a instrução e a acusação correram como devido, e a sentença foi proferida em prazo razoável

Opinião

Marcelo, um artista e o 25 de Abril

Além do notável discurso do Presidente, zero mortes por Covid, no dia 25 de Abril, foi também uma sua comemoração

Opinião
Exclusivo

Uma corajosa decisão instrutória

A decisão de Ivo Rosa foi corajosa e mostra um extraordinário trabalho de estudo da doutrina e da jurisprudência sobre as questões jurídicas em pauta

Opinião

Marcelo, para lá da simples promulgação

A fundamentação é lapidar na clareza de análise, no sentido de equilíbrio, na reveladora expressão de como o PR vê a situação política e vai atuar

Opinião

Três “temas”

Se em Lisboa, quando de costas voltadas, PS e PCP se entenderam para conquistar a câmara, será um enorme erro político agora não fazerem nada nesse sentido

Opinião

Incentivar, não limitar, a participação cívica

Fazia bem ao PS, e a todos os democratas, (re)lerem as conclusões dos Estados Gerais promovidos por Guterres, um excelente documento político, com boas propostas por concretizar

Opinião

Responsabilidade e/ou impunidade

Os mesmos que condenam e atacam governantes por efetivos ou supostos erros, ficam eles sempre impunes apesar dos seus erros, de inverdades ou injustiças

Opinião

Mais debate, menos “debates”

Um número excessivo de debates, se sem qualidade (ou, pior, sem decoro) só contribui para os descredibilizar, redundando em prejuízo e não em benefício da democracia

Opinião

Reorganizar o SEF é muito pouco...

Devem-se impor regras e procedimentos que evitem o mais possível qualquer tipo de violação dos Direitos Humanos por forças policiais, em particular dentro das suas instalações

Opinião

Vencer a “vaga”

No princípio foi a paz e a concórdia. A trégua na trivial luta político-partidária. O sentido da “responsabilidade”. Agora, não há razão para o deixar de ser, pelo contrário

Opinião

Por este Rio abaixo

Os democratas, face ao Chega, só podem não lhe facilitar os intentos, atapetar o caminho, ajudar a credibilizar ideias e posições. E não é isto que se faz quando com ele se negocia para constituir um governo

Opinião

Erros que se pagam, informação que falta

O resultado das eleições nos Açores, não sendo transponível para o todo nacional, pode sinalizar uma tendência, mormente na correlação de forças PS/PSD

Opinião

OE: como equilibrar o necessário e o possível?

Se inviabilizassem o OE, BE e PCP seriam penalizados pelos que passariam a votar PS para lhe dar uma maioria que assegurasse a estabilidade política

Opinião

Quem aprova o OE?

Não faz sentido tirar ilações, quanto a orientação política geral, de acordos ou convergências entre PS e PSD para a aprovação de certos diplomas legais

Opinião

Presidenciais: “painel” consolidado

Ana Gomes não deve fundamentar a sua candidatura em qualquer alegada “razão” partidária, como fez Maria de Belém com os resultados que se conhecem

Opinião

PSP: “comunicado” a mais e a menos

O que pode prejudicar ou afetar o prestígio e a imagem da PSP é ela apresentar esta queixa-crime, não o cartoon seu absurdo motivo ou pretexto. Mesmo admitindo, apenas para este efeito, que um dos oito “bonecos” da ilustração tem a farda de polícia, é um polícia – não a PSP

Opinião

“Dar a mão” ao País

Parece-me oscilar entre o errado e o ridículo dizer que no PS já se abriu a luta pela sucessão de António Costa