Sociedade

Na primeira pessoa: "Deram-me quatro meses de vida com dois cancros, um deles no pâncreas. Nunca equacionei morrer, mas o cenário era esse"

Dois cancros em simultâneo levaram João Senra à sua maior prova de vida: superar a doença. Quase seis anos depois, e agora com 56, ganhou a luta e diz que é possível domar o intruso oncológico, sobretudo num órgão em que costuma ser sentença de morte