Sociedade
Exclusivo

Sexo: Os efeitos físicos e mentais e as histórias de um ano à míngua

Quais os efeitos físicos e mentais da ausência de uma vida sexual ativa? Histórias de quem está há um ano sem intimidade e que procurou o prazer através de sexting, videochamadas e sexualidade a solo

Sociedade

“O que nos dá mesmo saúde é sentir que encontramos alguém com quem temos intimidade partilhada, em que as pessoas aguentam e suportam as diferenças individuais”

Depois da privação da liberdade e da fome de contactos próximos, é tempo de arriscar encontros seguros e sinceros, com as nossas qualidades e defeitos, afirma Patrícia Câmara, psicoterapeuta e Vice-presidente da Sociedade de Portuguesa de Psicossomática

Ouvir - o poder da escuta
Sociedade

Katy Murphy e o poder da escuta: “Só podemos ser íntimos de alguém se formos capazes de ouvir. Se não conseguimos fazê-lo connosco, menos ainda com outros”

Jornalista sediada em Houston, Texas, a autora do livro O que Perde Quando Não Está a Ouvir (editora Planeta) explica porque escutar é uma arte e, até, um imperativo

"Sou gay. Ainda sou teu filho?"
VISÃO Solidária

"Ele ferve em pouca água"

Clara Soares responde a questões sobre psicologia. Envie as suas perguntas para  visaosolidaria@impresa.pt ou  clara.psy@gmail.com

"Tenho medo da morte"
VISÃO Solidária

"Não consigo dormir com ela. Falta amor?"

Clara Soares responde a questões sobre psicologia. Envie as suas perguntas para visaosolidaria@impresa.pt ou clara.psy@gmail.com

"Vivo assombrada pela ex dele"
VISÃO Solidária

"Vivo assombrada pela ex dele"

Clara Soares responde a questões sobre psicologia. Envie as suas perguntas para visaosolidaria@impresa.pt

Música para ler Jornal de Letras
Jornal de letras

Música para ler

"Sou um gajo simples, então acabo por falar comigo próprio num 'tu cá tu lá'", diz Carlos Nobre, referindo-se à sua escrita coloquial e sem rodeios, que tão bem conhecemos do tempo dos Da Weasel. O músico, mais conhecido por Pacman, acaba de lançar Uma Falaciosa Noção de Intimidade, o primeiro disco do seu novo projeto a solo, Algodão.

Jornal de Letras
Jornal de letras

Intimidade

 - ... era suposto estar a trabalhar mas estou a ler um livro. - Qual? - O que me emprestaste... Intimidade. - Isso lê-se num ápice. É pequeno. - Num ápice? Não sei a que velocidade lês, mas a mim vai levar-me algumas horas. E algumas horas era precisamente o tempo que tinha tirado para adiantar trabalho. - Que exagero. São pouco mais de 150 páginas. - Eu faço tudo devagar. Escrevo devagar, leio devagar, como devagar, falo devagar. A única coisa que faço depressa é foder. Na verdade, já não o faço há tanto tempo que, provavelmente, serei agora o mais lento dos homens. - No sexo não há tempo, nem velocidade... - ... a sério? E eu que estava a pensar convidar-te para vires a minha casa dar uma rapidinha...