Sociedade

Viúva de ucraniano morto no aeroporto teve de esperar 80 dias por resposta judicial

Por fim, Oksana Homenyuk pode agora, enquanto assistente, não só aceder ao inquérito como requerer diligências de prova no processo do assassínio do marido, no aeroporto de Lisboa, homicídio pelo qual estão indiciados três inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras

J. Plácido Júnior