Atualidade

Quem tem direito agora ao teletrabalho? Tem ou não de cumprir um horário? O seu chefe pode ir ver se está em casa? A resposta a dez perguntas essenciais

O teletrabalho já não é obrigatório em Portugal. Mas há pessoas que podem - e devem - continuar a trabalhar a partir de casa. Carmo Sousa Machado, advogada sócia da Abreu Advogados e especialista em Direito do Trabalho, responde a dez perguntas que podem ajudar os trabalhadores que estão com dúvidas

Red Dead Redemption: Como o jogo mais aguardado deu fôlego ao debate sobre sindicalização Exame
Exame

Red Dead Redemption: Como o jogo mais aguardado deu fôlego ao debate sobre sindicalização

Enquanto milhares de gamers correm para as lojas para comprar o novo Red Dead Redemption, a indústria dos videojogos entrou num debate mais aceso sobre a necessidade de sindicalização dentro do setor

A foto que venceu o desafio da VISÃO
Fotografia

Já pode ver as fotografias vencedoras do World Press Photo em Lisboa. Entretanto, veja o video

Abriu dia 27 ao público a exposição do World Press Photo 2018. De quinta a domingo e até 20 de maio, no Hub Criativo do Beato, em Lisboa. Veja o vídeo da apresentação oficial e fique a saber tudo sobre as outras exposições, os workshops e rallies fotográficos que se vão realizar nas próximas semanas

Cavaco promulga 40 horas de trabalho para a Função Pública
Política

Cavaco promulga 40 horas de trabalho para a Função Pública

O Presidente da República promulgou na quinta-feira o diploma que estipula o aumento do horário de trabalho no Estado de 35 para 40 horas semanais

Política

PCP apresenta proposta para reduzir o horário de trabalho

O PCP apresentou quarta-feira mais de 60 propostas de alteração ao projeto legislativo do Governo para rever o Código do Trabalho e aproveitou para defender a redução do horário de trabalho semanal para as 35 horas

Meia hora de trabalho extra divide patrões e sindicatos
Política

Meia hora de trabalho extra divide patrões e sindicatos

A UGT e CGTP defendem que a proposta do Governo de aumentar o horário laboral em meia hora irá estimular o desemprego. Cada funcionário irá trabalhar mais 10 horas por mês, e aos patrões caberá a gestão dos horários, com ou sem acordo dos trabalhadores.