Mundo

Ex-presidente da Gâmbia Yahya Jammeh associado ao homicídio de 59 migrantes

Os testemunhos perante a Comissão de Verdade que implicam o então presidente da Gâmbia, Yahya Jammeh, na execução sumária de 59 migrantes da África Ocidental deve ser seguido de responsabilidade criminal, defendeu hoje a Human Rights Watch (HRW)

Mundo

Tribunal Europeu dos Direitos Humanos condena Suíça por devolver homossexual à Gâmbia

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos condenou hoje a Suíça pela sua decisão de devolver um cidadão homossexual da Gâmbia ao seu país de origem, afirmando que as autoridades não avaliaram devidamente o risco de maus-tratos que corria

Mundo

Covid-19: Presidente da Gâmbia anuncia reabertura imediata das fronteiras

O Presidente da Gâmbia, Adama Barrow, anunciou hoje a reabertura imediata das fronteiras do país, encerradas há mais de seis meses para tentar conter a propagação da covid-19 no território

Economia

Covid-19: Produtores de petróleo africano pedem acordo na OPEP para garantir "sobrevivência da indústria"

A Câmara de Energia Africana (CEA), que representa os produtores africanos de petróleo e gás, exortou hoje a OPEP a chegar a acordo sobre os preços, argumentando que está em causa a "sobrevivência da sua indústria"

Exame
Macro

Quando a Economia vai ao terreno combater a pobreza

Na Nova SBE há um centro que utiliza a mesma linha de trabalho do último Nobel da Economia para ajudar a reduzir a pobreza.

De novo, a imigração e as políticas europeias
Horizontes

De novo, a imigração e as políticas europeias

É preciso melhorar a informação sobre as tragédias humanas e a aflição que esperam a maioria dos imigrantes, uma vez chegados à Europa. Destruir o mito do El Dorado

Mundo

Missionário britânico condenado a trabalhos forçados

O missionário britânico David Fulton, já condenado na Gâmbia em Dezembro, juntamente com a mulher, a um ano de trabalhos forçados por "sedição", foi condenado novamente, mas desta vez... a três anos

Mundo

Mais de mil pessoas raptadas por curandeiros

Mais de mil pessoas foram raptadas para serem "tratadas" à força por curandeiros, que entravam em aldeias escoltados pela polícia governamental e as obrigavam a ingerir bebidas alucinogéneas. A denúncia é da Amnistia Internacional