"Era tão bom se pudéssemos editar a vida"
Cultura

"Era tão bom se pudéssemos editar a vida"

Miguel Esteves Cardoso regressa com novo livro de crónicas, "Amores e Saudades de um Português Arreliado", onde escreve sobre o tempo, o envelhecimento, e, claro, sobre o grande amor por Maria João. LEIA A ENTREVISTA

Sílvia Souto Cunha