Mundo

Agressor de Rushdie acusa-o de atacar Islão e nega contacto com Irão

O homem que tentou assassinar o escritor Salman Rushdie em Nova Iorque declarou ter-lhe aversão por "atacar o Islão" no seu romance "Os Versículos Satânicos", que admitiu não ter lido, mas negou qualquer contacto com o Irão