Lançado portal ePortugal para simplificar o acesso a serviços públicos
Política

Multas a partir de hoje para serviços que ignorem atendimento prioritário

As entidades públicas ou privadas que não prestem atendimento prioritário a grávidas, idosos, pessoas com deficiência ou com crianças de colo podem, a partir de hoje, ser multadas até mil euros, com a entrada em vigor da nova lei