Como escolher um carro elétrico

Como escolher um carro elétrico

Autonomia

Ainda não é possível falar de carros elétricos sem falar da autonomia. No entanto, os modelos mais recentes apresentam, regra geral, autonomias reais superiores a 300 quilómetros. O que significa que, para a esmagadora maioria dos condutores, a autonomia deixou de ser uma verdadeira limitação. Até porque, com o expandir da rede de carregamento rápido, é fácil acrescentar autonomia em viagens muito longas.

Há diferentes formas de expressar a autonomia e esta varia de acordo com condicionantes como o estilo de condução, a tipologia das estradas ou até as condições meteorológicas. Certifique-se de que não está a “comparar alhos com bugalhos”. Verifique qual o standard que foi usado para medir a autonomia. Atualmente, o mais usado é o WLTP, que apresenta resultados mais realistas do que o antigo método NEDC. Mas mesmo o WLTP tem variantes: combinado e cidade. Naturalmente, o valor referente ao ciclo combinado é mais realista. Mas, para verificar e comparar as autonomias reais em diferentes tipos de condução, recomendamos o site https://ev-database.org.

Análise em euros

Já estamos habituados a fazer as contas para calcular os custos com os combustíveis: basta multiplicar o preço e cada litro pelo número de litros que o carro gasta aos 100 km. Ou seja, um carro com um consumo de 5 litros/100 km representará, aproximadamente, um custo energético de €10 aos 100 km (considerando um preço de €2/litro para o combustível). Devemos fazer o mesmo tipo de contas para calcular os custos energéticos de um carro elétrico. Bastará multiplicar o preço do kWh (quilowatt-hora) pelo consumo. Mas as coisas complicam-se um pouco, porque o preço do kWh é muito variável em função de onde e quando o carro é carregado. Por exemplo, numa habitação com painéis solares, o custo até poderá ser zero. Mas, apesar de existirem já muitos exemplos de famílias portuguesas em que isto acontece, a maioria dos utilizadores está dependente de comercializadores de energia elétrica. Ainda no que concerne a carregamentos em casa – já vamos analisar os carregamentos em postos públicos –, é preciso verificar quais as tarifas. Por exemplo, em tarifas bi-horárias, o custo de carregamento pode ser muito inferior durante a noite do que durante o dia. Há, ainda, que considerar que alguns operadores de energia têm tarifários especiais para utilizadores de veículos elétricos. Tudo isto resulta em valores muito variáveis.

A média de poupança, aos 100 km, será de 70% quando se compara um veículo elétrico com um veículo a gasolina.

Atualmente, dependendo da empresa comercializadora e do tarifário, um kWh consumido em casa (ou na empresa) tanto pode custar menos de dez cêntimos como quase 30 cêntimos. Ora, para um carro com uma média de 15 kWh/100 km, os valores indicados geram um intervalo de cerca de €1,5 a €4,5 aos 100 quilómetros.

Uma coisa é certa: quando se faz as contas e considerando carregamentos em casa ou na empresa, o consumo energético de um carro elétrico é sempre muito mais baixo do que o consumo de combustível de um carro equivalente. A diferença pode ser na ordem das cinco vezes. De acordo com um estudo recente da Mobi.E, a média de poupança, aos 100 km, será de 70% quando se compara um veículo elétrico com um veículo a gasolina.

Consumo e eficiência

Os carros com motor térmico consomem, habitualmente, gasolina ou gasóleo e os carros elétricos consomem energia elétrica, medida normalmente em quilowatts-hora (kWh). Nos veículos elétricos, ainda é muito comum analisar-se apenas a autonomia e não o consumo energético. O que não faz sentido. Aliás, basta considerarmos que pouca gente se preocupa com a autonomia de um carro a gasolina, mas praticamente todos analisam o respetivo consumo. Consumos de energia mais baixos, um valor normalmente expresso em kWh/100 km (o equivalente dos elétricos a litros/100 km dos veículos tradicionais), representam, naturalmente, menos custos.

Mas há outras vantagens em gastar-se pouca energia: maior autonomia para a mesma capacidade de bateria e, muito importante, potencial para carregar mais depressa. Isto porque se um carro elétrico consumir 15 kWh/100 km e carregar a uma potência média de 30 kW, uma hora ligado ao carregador permitirá recuperar 30 kWh (30 kW x 1h), o que representa 200 km de autonomia para um consumo médio de 15 kWh. Mas se o mesmo carro consumir apenas 10 kWh/100 km, então na mesma hora será possível recuperar 300 km de autonomia.

Esta característica é tanto mais importante porque os testes têm demonstrado que há diferenças muito grandes de eficiência. De tal modo que, no mercado, é fácil encontrar carros maiores e mais potentes com consumos menores do que carros mais compactos e menos potentes – veja-se como o Tesla Model 3 domina o top de eficiência.

Os consumos também podem ser obtidos através dos dados WLPT e, para valores mais realistas, no site EV Database.

Os mais poupados

Este é o top dos carros elétricos com menor consumo de energia disponíveis no mercado nacional. Os valores da autonomia anunciados baseiam-se em testes reais (fonte: EV Database) e não nos dados anunciados pelos fabricantes

Tesla Model 3 Standard Range
Consumo: 15,1 kWh/100 km
Autonomia: 380 km

Hyundai Kauai Electric (39 kWh)
Consumo: 15,7 kWh/100 km
Autonomia: 250 km

Peugeot e-208
Consumo: 15,8 kWh/100 km
Autonomia: 285 km

Opel Corsa-e
Consumo: 15,8 kWh/100 km
Autonomia: 285 km

Fiat 500e 42 kWh
Consumo: 15,8 kWh/100 km
Autonomia: 235 km

Palavras-chave:

Mais na Visão

Mais Notícias

Musk: implantes de chips no cérebro estão a 6 meses de distância. E ele quer um

Musk: implantes de chips no cérebro estão a 6 meses de distância. E ele quer um

Lancia ‘renasce’ como marca 100% elétrica

Lancia ‘renasce’ como marca 100% elétrica

Diana Pereira: “Vivo este amor de forma mais consciente e madura”

Diana Pereira: “Vivo este amor de forma mais consciente e madura”

E ainda... Saramago

E ainda... Saramago

JL 1359

JL 1359

Eco-Rally de Lisboa: os elétricos passaram pela capital

Eco-Rally de Lisboa: os elétricos passaram pela capital

Legislação de proteção dos solos está

Legislação de proteção dos solos está "na gaveta" há sete anos

Tendências: couro

Tendências: couro

Mortandade de bivalves na ria Formosa ameaça sustentabilidade da amêijoa

Mortandade de bivalves na ria Formosa ameaça sustentabilidade da amêijoa

Natal: Presentes essenciais

Natal: Presentes essenciais

6 podcasts de true crime para detetives de bancada

6 podcasts de true crime para detetives de bancada

10 Looks para combater o frio sem perder o estilo

10 Looks para combater o frio sem perder o estilo

Charlene e Charlotte, acompanhadas dos gémeos Gabriella e Jacques, dão início às celebrações de Natal no Mónaco

Charlene e Charlotte, acompanhadas dos gémeos Gabriella e Jacques, dão início às celebrações de Natal no Mónaco

Loja da Costa Nova no Porto

Loja da Costa Nova no Porto

Pastelaria Versailles: 100 anos de histórias, sabores e algumas novidades

Pastelaria Versailles: 100 anos de histórias, sabores e algumas novidades

Hospital de Santa Maria teve mais 30% de afluência nas urgências no sábado

Hospital de Santa Maria teve mais 30% de afluência nas urgências no sábado

ONG dá

ONG dá "voto de desconfiança" a comissão de acompanhamento em obstétrica

VISÃO Júnior de dezembro de 2022

VISÃO Júnior de dezembro de 2022

Cientistas de Coimbra criam ferramentas inteligentes para prevenir erros informáticos

Cientistas de Coimbra criam ferramentas inteligentes para prevenir erros informáticos

Filha de Heidi Klum arrasa com foto em lingerie

Filha de Heidi Klum arrasa com foto em lingerie

JL 1360

JL 1360

Os tweeds da Chanel e as versões a preços acessíveis

Os tweeds da Chanel e as versões a preços acessíveis

Livros: Os melhores de 2022

Livros: Os melhores de 2022

Primeiro contacto: Toyota bZ4X, o elétrico com garantia de um milhão de quilómetros para a bateria

Primeiro contacto: Toyota bZ4X, o elétrico com garantia de um milhão de quilómetros para a bateria

Tutankhamon, Nefertiti e Cleópatra: Do Antigo Egito a faraós superstars, na Fundação Gulbenkian

Tutankhamon, Nefertiti e Cleópatra: Do Antigo Egito a faraós superstars, na Fundação Gulbenkian

Ligações felizes em Barcelona

Ligações felizes em Barcelona

Sara Matos apresenta Júlia, a trigémea de “Sangue Oculto”

Sara Matos apresenta Júlia, a trigémea de “Sangue Oculto”

João Bettencourt e Diogo Carvalho comentam casamento gay na TVI

João Bettencourt e Diogo Carvalho comentam casamento gay na TVI

Atitude, arrojo e inovação: Recorde os

Atitude, arrojo e inovação: Recorde os "looks" de Letizia na entrega dos prémios Francisco Cerecedo

Ana Milhazes: A arte de viver com o essencial

Ana Milhazes: A arte de viver com o essencial

Sofia Ribeiro sofre novo susto de saúde: “Tinha sintomas estranhos”

Sofia Ribeiro sofre novo susto de saúde: “Tinha sintomas estranhos”

PR dá posse a seis secretários de Estado incluindo novo adjunto do PM

PR dá posse a seis secretários de Estado incluindo novo adjunto do PM

Decskill chega aos 500 consultores

Decskill chega aos 500 consultores

As maiores fortunas de Portugal na capa da EXAME de Dezembro

As maiores fortunas de Portugal na capa da EXAME de Dezembro

Abra as portas ao Natal e vista a casa a rigor

Abra as portas ao Natal e vista a casa a rigor

Dão Nobre e outros senhores: Vinhos da nossa alegria

Dão Nobre e outros senhores: Vinhos da nossa alegria

A reorganização do enoturismo

A reorganização do enoturismo

Passatempos: vê o que podes ganhar este mês!

Passatempos: vê o que podes ganhar este mês!

Urgência Geral do Hospital de Setúbal com constrangimentos até às 20:00 de hoje

Urgência Geral do Hospital de Setúbal com constrangimentos até às 20:00 de hoje

Wrapped do Spotify: conheça os artistas, músicas, álbuns e podcasts mais ouvidos em 2022

Wrapped do Spotify: conheça os artistas, músicas, álbuns e podcasts mais ouvidos em 2022

Moda: Fundo preto

Moda: Fundo preto

Volta a Portugal em design nos dois apartamentos da Santo Infante

Volta a Portugal em design nos dois apartamentos da Santo Infante