Em sincronização

Meloni, Truss e asteroides. Opinião de Mafalda Anjos

Fascínio espacial confesso à parte, o acontecimento dá-me boas metáforas políticas: há asteroides à solta, capazes de causar danos de grandes proporções e uma mudança de rota é urgente. Putin é o maior de todos, naturalmente, mas não é dele que quero falar hoje

Mafalda Anjos
Mafalda Anjos
Em sincronização

As horas decisivas

Mafalda Anjos
Mafalda Anjos
Em sincronização

Borrões maiores do que a folha. Opinião de Mafalda Anjos

Cabe agora a António Costa, na rentrée, provar que é mais do que um mata-borrão e fazer o que se espera de um primeiro-ministro: pôr ordem na casa e evitar mais conspurcações e asneiras. Não há maioria absoluta que valha se os erros se sucederem a esta velocidade

Mafalda Anjos
Mafalda Anjos
Em sincronização

Temido esticou a corda ao limite. Tremeu tanto que caiu

Estava escrito nas estrelas: Marta Temido estava tremida. E não há maioria absoluta que valha quando a corda estica e rebenta na Saúde

Mafalda Anjos
Mafalda Anjos
Em sincronização

A massa de um populista. Opinião de Mafalda Anjos

De quando em vez, os populistas chegam ao poder. E este alegado excecionalismo, quando posto à prova, resulta, mais tarde ou mais cedo, em acidente

Mafalda Anjos
Mafalda Anjos
Em sincronização

Como engolir um elefante, por Pedro Nuno Santos

A declaração de hoje de Pedro Nuno Santos não apazigua as coisas. Deixa todos em muito maus lençóis

Mafalda Anjos
Mafalda Anjos
Em sincronização

Bem-vindas às trevas

Os números mostram também que os abortos não deixam de ser feitos – passam é a implicar mais mortes, mais complicações de saúde, mais traumas

Mafalda Anjos
Mafalda Anjos
Em sincronização
Exclusivo

O SNS e a tragédia anunciada

Anunciar mais concursos sem se tratar das causas do problema é como tentar meter pensos rápidos numa artéria que rebentou. De nada serve

Mafalda Anjos
Exclusivo
Mafalda Anjos
Em sincronização

As pedras no caminho estreito de Montenegro

Faltam mensagens claras, firmeza de objetivos, ideias e propostas claras. Não chega olhar para trás e voltar a encher a boca com o PPD de Sá Carneiro, essa figura mitológica tutelar

Mafalda Anjos
Mafalda Anjos
Em sincronização
Exclusivo

O engodo dos benefícios líquidos

A guerra até pode trazer bons números numa folha de Excel, mas não beneficia nenhuma organização social. Causa traumas profundos, cria ansiedades, faz aumentar divisões internas e agravar tensões latentes

Mafalda Anjos
Exclusivo
Mafalda Anjos
Em sincronização

O que fazer com a Hungria?

Com pezinhos de lã, foi montando uma autocracia cada vez menos soft. É assim, caro leitor, que morrem as democracias... O que nos importa isto, pensarão alguns. Importa muito para todos os europeus. Ele está no meio de nós. E a Guerra da Ucrânia veio escancarar um problema que vem de trás: o que fazer com um autocrata dentro das fronteiras da União Europeia?

Mafalda Anjos
Mafalda Anjos
Em sincronização

Seis más abordagens à guerra

Uma coisa é certa – tem de ser certa: há agressores e vítimas nesta e noutras histórias e não podemos confundi-los

Mafalda Anjos
Mafalda Anjos
Em sincronização

Os “maus” não podem ganhar

Do lado do Ocidente, será o momento da verdade. Temos de manter a racionalidade, mas não podemos ceder perante uma ameaça global. Como dizia Applebaum, se não travarmos “os maus” lá fora, eles em breve virão confrontar-nos nas nossas fronteiras. E “os maus” não podem ganhar

Mafalda Anjos
Mafalda Anjos
Em sincronização

Isto está tudo ligado

Acontecimentos imprevisíveis, transtornantes e difíceis de explicar e entender são terreno fértil para explicações alternativas que imaginam uma super-conspiração

Mafalda Anjos
Mafalda Anjos
Em sincronização

Enorme Zelensky, o herói improvável que se agigantou

São os momentos de grande stress que mostram de que fibra é feito um grande líder. Zelensky, carregado de força, determinação e coragem, mostrou como se faz

Mafalda Anjos
Mafalda Anjos
Em sincronização

Roleta-russa e facciosismos

Tudo em Putin é imprevisível e potencialmente irremediável, o seu jogo é a roleta-russa. Será preciso nervos de aço para acompanhar o desenrolar da situação que pode ficar-se “apenas” por sanções internacionais, descambar num conflito armado sério na Europa ou escalar para uma guerra mundial. Isto envolvendo um país carregado de arsenal nuclear – que fez questão de exibir nos últimos dias

Mafalda Anjos
Mafalda Anjos
Em sincronização

O dia em que António Costa ficou com a faca, o queijo e o prato na mão

Cabe agora a Marcelo Rebelo de Sousa fazer aquilo que o próprio António Costa assegurou que o Presidente da República faria: fiscalizar a atuação do governo e refrear um primeiro-ministro absoluto, evitando que se torne absolutista

Mafalda Anjos
Mafalda Anjos
Em sincronização

Agora escolha

Rui Rio chuta para adiante e promete o que for possível, logo se vê quando, depois de meter a economia a crescer não se sabe bem como. Já António Costa não é bom em campanha e abundaram os erros e os tiros nos pés

Mafalda Anjos
Mafalda Anjos
Em sincronização

Ecogeringonça, libergeringonça ou centrogeringonça?

Geringonçar será o verbo de 2022. Resta saber com que peças da engrenagem vão conseguir juntar-se, encaixar e formar qualquer coisa que se mova adiante

Mafalda Anjos
Mafalda Anjos
Em sincronização

A IL e a idade adulta

As dores de crescimento do partido mostram-se sobretudo na definição do que é o liberalismo e que conceitos e posições cabem lá dentro

Mafalda Anjos
Mafalda Anjos
Em sincronização

Pedro Oliveira, o "techie" de coração enorme

Hoje partiu Pedro Oliveira, um dos nossos. Um dos melhores e mais bondosos

Mafalda Anjos
Mafalda Anjos