Editorial

Governo planeia de menos e poupa de mais

O nosso forte sempre foi o improviso. Mas precisamos de planeamento e de gastar mais e melhor

Mafalda Anjos Mafalda Anjos
App de corrida revela suposta localização de bases militares secretas
Editorial

Precisamos de ser sedentários para crescer?

Um caminho de desenvolvimento que ignora o Desporto condena os portugueses a ficarem ainda mais sedentários, porventura mais obesos e menos saudáveis

Rui Tavares Guedes Rui Tavares Guedes
Editorial

Esta angústia que não nos larga

Olho à minha volta e vejo uma outra pandemia que toma proporções dramáticas: a da ansiedade e depressão. Silenciosa, cresce quase sem que se dê conta

Mafalda Anjos Mafalda Anjos
Editorial

Cuidado com as pressas…

Não podemos passar a admitir que uns poucos milhares de novos casos por dia é um patamar aceitável só porque deixámos de nos impressionar com esse tipo de números

Rui Tavares Guedes Rui Tavares Guedes
Editorial

O pequeno e triste espetáculo da vacinação

Com ajudas destas, não tenhamos dúvidas de que este tema será, durante largos meses, território de demagogia e populismo. Com milhares de doses a serem ministradas, há milhares de oportunidades de pequena fraude e compadrio

Mafalda Anjos Mafalda Anjos
Editorial

Os desafios de Marcelo e os votos de Ventura

Por mais sociologicamente interessante que seja analisar a percentagem de votos da extrema-direita no Alentejo, a verdade é que metade dos votos em Ventura foi depositada nos distritos de Lisboa, Porto e Setúbal. O Presidente que quer unir tem também aqui um dos seus principais desafios do seu segundo mandato – em nome e em defesa da democracia

Rui Tavares Guedes Rui Tavares Guedes
Editorial

Escolas, trilemas e falhanços

Quando as escolas reabriram em setembro, foi anunciado que tudo estava pronto para se regressar ao ensino à distância ou a um regime misto se necessário. Foi dito que seriam colmatadas as necessidades das famílias desfavorecidas, esforço este que, digo eu, as empresas de telecomunicações deviam solidariamente comparticipar. E o que foi feito até agora? Se não foi feito o suficiente para se poder agora fazer este recuo, é grave. Como são preocupantes os sinais de algum desnorteio do Governo e de falta de capacidade de antecipação e resposta

Mafalda Anjos Mafalda Anjos
Editorial

O que foi que não vimos?

Como sabemos, as mentiras duram mais tempo do que o mentiroso. Trump pode desaparecer, mas o trumpismo vai continuar

Rui Tavares Guedes Rui Tavares Guedes
Editorial

Ministros, responsabilidade e alienação

Estamos de acordo que nem sempre a demissão dos ministros é a melhor solução, se estes agirem como lhes é devido: atuando, sem delongas, sobre o problema de forma eficaz e responsável

Mafalda Anjos Mafalda Anjos
Editorial

Confiança e nervos de aço em 2021

O pior já passou, mas o melhor ainda vai demorar a chegar

Rui Tavares Guedes Rui Tavares Guedes
Editorial

Vade retro 2020

2020, que preferíamos esquecer e riscar do calendário, foi em tudo o período mais memorável da História Contemporânea: o ano que nos matou, assustou, fechou em casa, acossou, empobreceu, desumanizou… o ano que o diabo amassou

Mafalda Anjos Mafalda Anjos
Editorial

Guterres e o lado certo da História

Guterres tem dito o que precisa de ser afirmado, sublinhado e repetido até à exaustão – mesmo quando não é ouvido

Rui Tavares Guedes Rui Tavares Guedes
Editorial

Com este plano de vacinação, 2021 será um ano perdido

Agora que a luz ao fundo do túnel está cada vez mais nítida, é fundamental gerir as legítimas expectativas dos portugueses. A forma como decorrerá a vacinação será determinante para a velocidade da retoma económica e para a avaliação da capacidade de resposta deste Governo perante a pandemia

Mafalda Anjos Mafalda Anjos
Editorial

Assim se vê o conservadorismo do PC

Tudo no PCP se rege por mecânicas rígidas, ordens pré-definidas, procedimentos e ideias de base quase imutáveis. O mundo gira e o tempo passa, mas não pelo PCP

Mafalda Anjos Mafalda Anjos
No reino do “entãoeaquilismo”
Editorial

A democracia vai autodestruir-se em 3, 2...

Se olharmos para a democracia como um grande ecossistema natural que se autorregula, podemos tentar acreditar que, depois de as pessoas provarem a água e não gostarem, o bem, a decência e a civilidade acabarão sempre por vencer. O problema é que os humanos são peritos a destruir ecossistemas antes considerados indestrutíveis

Mafalda Anjos Mafalda Anjos
Editorial

A mudança está a passar-nos ao lado?

No conjunto dos 15 países que criaram agora o maior bloco comercial do mundo, houve menos mortes por Covid-19 do que... em França

Rui Tavares Guedes Rui Tavares Guedes
Editorial

PSD, Chega e a mínima decência comum

Quando Rui Rio diz que há hipótese de diálogo se o Chega se moderar, está a pedir a uma raposa que não entre num galinheiro com a porta escancarada. É simplesmente contranatura: a ideia de “moderar” um partido extremista é uma contradição nos termos, uma impossibilidade genética. Ao partido extremista que se modera, das duas, uma: ou disfarça-se mal e não convence, ou muda, aliena-se e desaparece

Mafalda Anjos Mafalda Anjos
Editorial

O nosso dever face à pandemia

Não há sistema de saúde capaz de resistir à pandemia sem que os cidadãos façam parte da solução

Rui Tavares Guedes Rui Tavares Guedes
Editorial

Obscurantismo 2.0 e os quatro tipos de negacionistas Covid

Há os alucinados, os libertários, os chico-espertos e os ignorantes. Todos são perigosos, mas uns mais perigosos do que outros

Mafalda Anjos Mafalda Anjos
Editorial

À primeira todos caem...

Perante uma pandemia global, convém ter uma visão também global do problema e, acima de tudo, das soluções

Rui Tavares Guedes Rui Tavares Guedes
Editorial

OE 2021: Um orçamento “nem-nem”

Mas também é verdade que há propostas que são pouco mais do que fogo-de-vista: a redução de 2% da retenção na fonte no IRS é apenas um muito ténue alívio fiscal

Mafalda Anjos Mafalda Anjos