Moniz Pereira, o revolucionário inesquecível
Almanaque Olímpico

Moniz Pereira, o revolucionário inesquecível

Nunca houve outra unanimidade como esta em Portugal, sejamos sinceros. Há muito que todos sabemos que o prof. Moniz Pereira foi o responsável pela mais importante mudança de mentalidades do desporto português

Rui Tavares Guedes Rui Tavares Guedes
Há 40 anos: a medalha olímpica que mudou Portugal
Almanaque Olímpico

Há 40 anos: a medalha olímpica que mudou Portugal

"A prata de Carlos Lopes nos Jogos de Montreal fez despertar uma crença nova entre os portugueses: a de que, afinal, também podíamos ganhar", diz Jorge Vieira, presidente da Federação Portuguesa de Atletismo

Rui Tavares Guedes Rui Tavares Guedes
Ali, a coragem do homem sem medo
Almanaque Olímpico

Ali, a coragem do homem sem medo

Reduzir Muhammad Ali ao estatuto de desportista é o mesmo que dizer que Nelson Mandela foi apenas um político sul-africano. Ambos foram, como sabemos, muito mais do que isso. Ambos se distinguiram por uma mesma característica: a coragem extrema

Rui Tavares Guedes Rui Tavares Guedes
Rosa Mota volta sempre ao local em que foi feliz – a Grécia
Almanaque Olímpico

Rosa Mota volta sempre ao local em que foi feliz – a Grécia

"Foram os deuses gregos que me escolheram para ser maratonista", disse um dia Rosa Mota que, na Grécia, ganhou a primeira grande prova internacional e correu duas vezes com a chama olímpica

Rui Tavares Guedes Rui Tavares Guedes
Sabia que há três campeões olímpicos “escondidos” no nosso futebol?
Almanaque Olímpico

Sabia que há três campeões olímpicos “escondidos” no nosso futebol?

No Benfica, FC Porto e Vitória de Setúbal jogam, atualmente, futebolistas que já tiveram a honra de subir ao lugar mais alto do pódium olímpico. E dois deles até se podem defrontar na próxima jornada do campeonato

Rui Tavares Guedes Rui Tavares Guedes
Tocha olímpica: a invenção nazi que pode unir o Brasil
Almanaque Olímpico

Tocha olímpica: a invenção nazi que pode unir o Brasil

A ironia é quase cruel: um dos maiores criminosos da História da Humanidade teve, afinal, um papel decisivo na criação de um dos mais reconhecidos símbolos da paz e da irmandade entre os povos

Rui Tavares Guedes Rui Tavares Guedes
Maldição olímpica de Lula da Silva e Chun Doo-hwan
Almanaque Olímpico

Maldição olímpica de Lula da Silva e Chun Doo-hwan

Os dois homens que cometeram a proeza de ganhar a organização dos Jogos Olímpicos para países em desenvolvimento têm mais um ponto em comum: a Justiça não os larga

Rui Tavares Guedes Rui Tavares Guedes
A corrida mais mentirosa de sempre?
Almanaque Olímpico

A corrida mais mentirosa de sempre?

Seis das 12 atletas da final dos 1500 metros de Londres 2012 foram apanhadas nas malhas do doping. Uma delas por causa da mesma substância que tramou a tenista Maria Sharapova. Redistribuir as medalhas vai ser um quebra-cabeças

Rui Tavares Guedes Rui Tavares Guedes
Fernanda Ribeiro, o ouro olímpico e "a farmacêutica" Wang Junxia
Almanaque Olímpico

Fernanda Ribeiro, o ouro olímpico e "a farmacêutica" Wang Junxia

Moniz Pereira chamava-lhe "a farmacêutica" e confirmou-se que tinha razão: numa carta escrita há 20 anos, e agora divulgada, a atleta chinesa Wang Junxia confessava que era obrigada a tomar substâncias proibidas. Mas, mesmo assim, não chegou para impedir o título olímpico de Fernanda Ribeiro, nos Jogos de Atlanta

Rui Tavares Guedes Rui Tavares Guedes