O texto e a cidade

O Sr. Pingo Doce tem direito à sua opinião

Alexandre Soares dos Santos, o homem que há dias recomendou a António Costa resolver primeiro o problema da dívida pública antes de se lançar ao desenvolvimento, recebeu, em cinco anos, benefícios fiscais de 100 milhões de euros, receita fiscal perdida que teria dado uma ajuda a atacar o problema

Francisco Galope Francisco Galope
Costa sabe que a Comissão sabe que ele sabe que ela sabe e vice-versa
O texto e a cidade

Costa sabe que a Comissão sabe que ele sabe que ela sabe e vice-versa

Na negociação em torno das metas orçamentais para 2016 a Comissão Europeia não dará a António Costa tudo o que ele quer. Mas também não o deixará perder a face. Bruxelas não tem legitimidade para ser mais dura para com ele, que garante um défice português abaixo do limite de 3% do PIB, do que foi, em outubro de 2014, em relação a França quando esta anunciou não cumprir aquela regra no ano seguinte

Francisco Galope Francisco Galope
O texto e a cidade

O Natal roubado

O Natal é quando um homem quer. Mas não será feliz para todos, enquanto houver 350 mil portugueses sem dinheiro para uma refeição quente pelo menos de dois em dois dias

Francisco Galope Francisco Galope
Estado Islâmico está a planear ataque "espetacular" no Reino Unido
O texto e a cidade

A eficiente máquina de marketing dos jihadistas

O Estado Islâmico compreendeu as regras do marketing. A sua comunicação tem qualidade e quantidade. Vai ter com as pessoas onde elas estão e leva-lhes uma mensagem de conteúdo acessível e apelativo com narrativas eficientes, adaptadas à vivência cultural e às expetativas dos seus vários grupos alvo

Francisco Galope Francisco Galope
O texto e a cidade

A “peste emocional” ou porque é que os jiadistas odeiam tanto?

O fenómeno jihadista tem causas radicadas na história do último século. Mas essas não explicam tudo sobre um movimento que apresenta muitos paralelismos com os movimentos fascistas do século XX. A teoria do psicanalista Wilhelm Reich ajuda a compreender o resto

Francisco Galope Francisco Galope
A ponte não é uma mera passagem
O texto e a cidade

A ponte não é uma mera passagem

Para quando a travessia a pé e de bicicleta da Ponte 25 de Abril?

Francisco Galope Francisco Galope
O Ocidente é amigo da Turquia. E a Turquia será amiga do IS?
O texto e a cidade

O Ocidente é amigo da Turquia. E a Turquia será amiga do IS?

Crescentemente autoritário, o regime islamista turco revela uma dupla face na crise síria. E o Ocidente parece não se incomodar muito

Francisco Galope Francisco Galope
O texto e a cidade

Malala, a educação, os sauditas e as sementes do terrorismo jihadista

O incitamento ao ódio e à intolerância faz parte do currículo escolar na Arábia Saudita, simultaneamente aliada do Ocidente e exportadora da ideologia jihadista.

Francisco Galope Francisco Galope
Os terroristas já estão a ganhar
O texto e a cidade

Os terroristas já estão a ganhar

As vítimas mortais do terrorismo quintuplicaram entre 2000 e 2013. Oito em cada dez dessas mortes ocorrem em apenas cinco países: Síria, Iraque, Afeganistão, Paquistão e Nigéria. Ou seja, nas regiões de onde nos está a chegar a torrente de refugiados, que procuram fugir da morte. Se nos esquecermos disso, os terroristas ganharão esta guerra.

Francisco Galope Francisco Galope
A aventura quotidiana da Dona Adelaide
O texto e a cidade

A aventura quotidiana da Dona Adelaide

Já está um pouco surda mas sempre muito orgulhosa da sua autonomia de, aos oitenta e muitos, sair sozinha para fazer compras. Na idade dela, percorrer os 200 metros até ao supermercado é transpor um percurso cheio de obstáculos. Um ato diário de coragem.

Francisco Galope Francisco Galope
O texto e a cidade

O silêncio é um pacto com a tirania

Cavaco Silva não tem o número de telefone de José Eduardo dos Santos para lhe ligar exigindo a libertação dos 15 presos de consciência detidos em Luanda? Há cinco anos tinha-o e usou-o, intercedendo informalmente pelo filho de um antigo colega no Governo de Sá Carneiro, detido em Luanda por «motivos económicos»

Francisco Galope Francisco Galope
Sempre a tropeçar em casas vazias
O texto e a cidade

Sempre a tropeçar em casas vazias

Em Lisboa, basta andar em média trezentos metros para se tropeçar num edifício abandonado. Muitos são ruínas autênticas

Francisco Galope Francisco Galope