Estão à espera que morra mais alguém?

MIGUEL RIOPA/AFP via Getty Image

Não podia ter sido mais triste aquele que era suposto ser um momento de celebração para todos os que amam o futebol. É verdade que, ao contrário de outras ocasiões, não morreu ninguém. Mas será preciso que mais alguém volte a perder a vida nesta luta idiota de vândalos que gravitam à volta do futebol para que alguém tome medidas?

Como sócio do Benfica, o que exijo é que os dirigentes máximos do meu clube não se limitem a condenar os ataques de ontem, mas que digam sem qualquer hesitação que, caso venha a demonstrar-se que foram adeptos benfiquistas a cometer aqueles crimes, que serão perseguidos judicialmente até às últimas consequências e impedidos de alguma vez voltar a pisar qualquer instalação do clube. Mais: exijo que, caso se venha a provar que alguma claque (ou grupo informal de adeptos, como lhes prefere chamar o Presidente Luís Filipe Vieira) esteve envolvida na organização das ações que visaram jogadores, treinadores, demais membros da equipa, bem como qualquer outro cidadão, seja ele ou não adepto de um clube adversário, essa organização seja severamente castigada, perdendo todo e qualquer apoio que possa ter por parte do clube. Tudo o que seja menos do que isto, será uma vergonha e um insulto para todos aqueles que, como eu, são benfiquistas mas, sobretudo, amantes do desporto. O futebol não é isto e os dirigentes e demais intervenientes que continuem a pactuar com atos desta natureza estão, também eles, a mais.

O futebol não pode continuar a ser palco deste espetáculo indecoroso de ataques e acusações. Não pode continuar a ser pretexto para se montarem espetáculos televisivos de desrespeito, maledicência e má criação. E tem, de uma vez por todas, deixar de ser albergue para delinquentes, criminosos e gente incapaz de conviver sem ser através do insulto e da agressão. E enquanto todos os envolvidos no fenómeno (a começar pelos dirigentes clubísticos e institucionais, mas também jogadores e treinadores, jornalistas e comentadores, forças de segurança e governantes) continuarem a fingir que nada se passa, isto não vai ter fim. E, acreditem, vai voltar a morrer gente! Até quando?

Leia todos os conteúdos exclusivos da VISÃO no site. E experimente a nova app, mais completa, com podcasts, newsletters diárias, alertas noticiosos e muitos conteúdos só para assinantes

Tenha mais VISÃO

Assinar

Mais na Visão

Mundo

Covid-19: Peritos alemães consideram que será necessária terceira dose da vacina

As autoridades sanitárias alemãs admitem que venha a ser necessária no próximo ano uma terceira dose da vacina contra o novo coronavírus, tal como já haviam apontado alguns fabricantes, numa altura em que continuam a descer casos e incidência

Política

Exclusivo: Como a extrema-direita regressou à Ibéria, num livro de Daniela Santiago, correspondente da RTP em Espanha

Entre o Vox (Espanha) e o Chega (Portugal), existe um traço comum na agressividade para com a condição feminina. Em exclusivo, a VISÃO pré-publica um largo excerto do capítulo final de "A Tempestade Perfeita", que será lançado na próxima semana com a chancela da Oficina do Livro

O parto
Sociedade

Grávida com agorafobia será obrigada a dar à luz num hospital por decisão de um juiz em Inglaterra

Devido à fobia que a impede de sair de casa foi considerado que a mulher não tinha capacidade mental para tomar a decisão sobre o nascimento do filho. Uma equipa médica foi autorizada a usar a força mínima necessária para a levar para o hospital

Cultura
Exclusivo

António Mega Ferreira: “As redes sociais transformaram-se na cloaca da nossa civilização”

A amizade na era das redes sociais tem muito que se lhe diga. Mas António Mega Ferreira, no seu novo livro, Desamigados, recua a onze casos de velhos amigos célebres que... deixaram de o ser. Pretexto para uma conversa descontraída em casa do escritor

Se7e
Comer e beber

Olhe, cheire e saboreie: Há magia nos vinhos portugueses

Castas tintas portuguesas em evidência, quer atuando a solo, num branco e num tinto, quer em coro, num rosé. A opinião do crítico gastronómico da VISÃO Se7e, Manuel Gonçalves da Silva

Newsletters

Telegrama: A liderança dos grandes jornais americanos está a mudar – e a dar sinais para o futuro?

Mundo

Covid-19: Sars-Cov "é uma mentira", diz movimento World Wide Demonstration

A representante em Portugal do movimento World Wide Demonstration -- Rally for Freedom (WWD/RF) considerou hoje que o coronavírus SARS-CoV-2, que está na origem da doença covid-19 "é uma mentira" e duvidou da morte de pessoas com esse diagnóstico

Sociedade
Exclusivo

Famílias mudam-se para Bragança: Como é possível trabalhar (e viver bem) no interior transmontano

Durante um mês, quatro famílias deixaram Lisboa, Porto e Póvoa de Varzim, para viverem em Bragança. O projeto-piloto pretende atrair nómadas digitais e provar que é possível trabalhar (e viver bem!) no Interior transmontano

Visão Saúde
VISÃO Saúde

"Hoje em dia, a depilação, como outras coisas, são feitas, não digo em bancos de jardim, mas dentro de esconsos, cabeleireiros, manicuras"

Uma entrevista ao dermatologista Fernando Guerra, fundador do Grupo Português de Dermatologia Cosmética e Estética e Presidente do Conselho Científico da Sociedade Portuguesa de Medicina Estética, sobre os perigos da prática descontrolada da medicina estética em Portugal

Mundo

Egito inicia obras de ampliação do Canal do Suez após bloqueio pelo Ever Given

A Autoridade do Canal do Suez iniciou hoje obras para ampliar dez quilómetros do troço sul, onde o navio Ever Given encalhou em março causando o bloqueio de uma das vias de navegação mais importantes do mundo

Visão Saúde
VISÃO Saúde

Covid-19: Lacerda Sales recusa dispensa do uso de máscara para vacinados

Portugal não está a equacionar a dispensa do uso de máscara por parte de pessoas vacinadas, garantiu hoje o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Lacerda Sales, alegando falta de robustez científica para avançar com essa medida

Sociedade
Exclusivo

Sexo: Os efeitos físicos e mentais e as histórias de um ano à míngua

Quais os efeitos físicos e mentais da ausência de uma vida sexual ativa? Histórias de quem está há um ano sem intimidade e que procurou o prazer através de sexting, videochamadas e sexualidade a solo