Estão à espera que morra mais alguém?

MIGUEL RIOPA/AFP via Getty Image

Não podia ter sido mais triste aquele que era suposto ser um momento de celebração para todos os que amam o futebol. É verdade que, ao contrário de outras ocasiões, não morreu ninguém. Mas será preciso que mais alguém volte a perder a vida nesta luta idiota de vândalos que gravitam à volta do futebol para que alguém tome medidas?

Como sócio do Benfica, o que exijo é que os dirigentes máximos do meu clube não se limitem a condenar os ataques de ontem, mas que digam sem qualquer hesitação que, caso venha a demonstrar-se que foram adeptos benfiquistas a cometer aqueles crimes, que serão perseguidos judicialmente até às últimas consequências e impedidos de alguma vez voltar a pisar qualquer instalação do clube. Mais: exijo que, caso se venha a provar que alguma claque (ou grupo informal de adeptos, como lhes prefere chamar o Presidente Luís Filipe Vieira) esteve envolvida na organização das ações que visaram jogadores, treinadores, demais membros da equipa, bem como qualquer outro cidadão, seja ele ou não adepto de um clube adversário, essa organização seja severamente castigada, perdendo todo e qualquer apoio que possa ter por parte do clube. Tudo o que seja menos do que isto, será uma vergonha e um insulto para todos aqueles que, como eu, são benfiquistas mas, sobretudo, amantes do desporto. O futebol não é isto e os dirigentes e demais intervenientes que continuem a pactuar com atos desta natureza estão, também eles, a mais.

O futebol não pode continuar a ser palco deste espetáculo indecoroso de ataques e acusações. Não pode continuar a ser pretexto para se montarem espetáculos televisivos de desrespeito, maledicência e má criação. E tem, de uma vez por todas, deixar de ser albergue para delinquentes, criminosos e gente incapaz de conviver sem ser através do insulto e da agressão. E enquanto todos os envolvidos no fenómeno (a começar pelos dirigentes clubísticos e institucionais, mas também jogadores e treinadores, jornalistas e comentadores, forças de segurança e governantes) continuarem a fingir que nada se passa, isto não vai ter fim. E, acreditem, vai voltar a morrer gente! Até quando?

Assine a Revista VISÃO, em digital, por €1 e apoie o jornalismo de qualidade.

ASSINE JÁ

ASSINE JÁ!

Mais na Visão

LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Para ter orgulho no SNS, vá a um centro de vacinação!

Vendo esta coreografia, tão bem montada e executada, e com tantos jovens, que estão ali, calcula-se, voluntariamente, mais os profissionais absolutamente experimentados e bem-dispostos, sentimos orgulho, de verdade, no nosso Serviço Nacional de Saúde, e em todas as instituições que colaboram e colocam à disposição os espaços e o suporte logístico. Impressionante. Muito bem montado. Muito bem organizado. Muito bem executado.

Igualmente desiguais

Limpar a História, conspurcar o presente

Mais do que os brasões da Praça do Império ou derrubar o Monumento aos Descobrimentos, deveria preocupar-nos muito mais os indícios atuais de xenofobia e intolerância que surgem um pouco por todo o lado

VOLT
Volt

VOLT Live: a app que permite carregar na Mobi.E sem cartão

Conversa com Daniela Simões da Miio, um operador e uma app que permite o carregamento de veículos elétricos sem cartão num processo totalmente digital.

Sociedade

O pesadelo da pornografia de vingança

O confinamento fez aumentar crimes que atingem cada vez mais mulheres, incluindo menores. As histórias das vítimas, como se defender, os castigos para quem partilha imagens

Salário programador Portugal 2021 Exame Informática
Mercados

Salários de programador em Portugal. Veja os empregos tecnológicos mais bem pagos em 2021

Um programador de interfaces gráficas (front-end) com apenas dois anos de experiência pode ganhar a partir de 30 mil euros brutos por ano no mercado português. Mas há posições, de chefia e liderança, cujos ordenados podem chegar aos 120 mil euros brutos anuais. Apesar da tendência de subida de ordenados para profissões tecnológicas em comparação com 2020, valores mostram descida salarial em algumas posições específicas

Bolsa de Especialistas

V de vulva e vagina. O que elas pensam (e não pensam) sobre o corpo genital

Uma zona proibida, mal conhecida, “aquela-que-não-deve-ser-nomeada”, um mistério ainda para as próprias mulheres, para algumas delas (muitas…?). O que pensam as mulheres sobre o seu corpo genital? Que tipo de emoções desperta esta parte do corpo? Que representação mental têm as mulheres sobre a sua vagina, ou seja, como é que a imaginam? Esta é o desafio da psicóloga e investigadora Ana Alexandra Carvalheira

Fotografia

Um dia de ondas grandes e muito surf na Nazaré em 15 imagens

Não estão gigantes, mas impõem respeito. E é com respeito que a elite de surfistas mundiais que já está na Nazaré trata estas ondas

Irrevogável

António Marçal: Os funcionários judiciais "devem ser prioritários" na vacinação porque "os acrílicos não protegem ninguém"

O presidente do Sindicato dos Funcionários Judiciais diz que o risco de surtos nos tribunais é real e faltam mecanismos de segurança. Descreve tribunais onde chove e lembra que há comarcas do interior onde a média de idades dos oficiais de Justiça "é superior a 59 anos"

Cultura

O palco do Teatro Nacional de São Carlos cresceu 8 metros em altura para dar a volta à pandemia

Ao todo, são quatro andares de uma estrutura em metal, que permitirá acolher até 48 cantores, mantendo os distanciamentos necessários

VOLT
Volt

Hyundai vai substituir baterias dos Kauai elétricos devido a risco de incêndio

Uma falha detetada nas baterias dos Hyundai Kauai EV vai levar a marca sul coreana a chamar os carros às oficinas, numa operação que deverá custar cerca de 750 milhões de euros.

Sociedade

A incrível história da americana que venceu o cancro em criança e agora vai para o espaço

Aos dez, foi diagnosticada com cancro nos ossos. Aos 30, vai integrar a primeira missão civil a dar uma volta à terra. Será a mais jovem de sempre a fazê-lo

Edição Impressa

Para começar a pensar no desconfinamento: Guia "52 fins de semana", grátis, esta semana, com a VISÃO

Com a edição que, esta quinta, 25, chega às bancas, a VISÃO distribui, gratuitamente, um guia de 62 páginas com sugestões de 52 escapadelas em todo o País