Marquês de Pombal: A história secreta

E se começássemos por dizer que a controversa figura do marquês de Pombal podia muito bem nunca ter existido na nossa História? Sebastião José de Carvalho e Melo nasceu em 1699, em Lisboa, numa família tida como de fidalgos de terceira categoria – o avô homónimo e o pai, Manuel de Carvalho e Ataíde, eram meros capitães de cavalaria da Casa Real, com magros soldos e sem pagamentos em dia. Para contrariar a maledicência na corte sobre os “pergaminhos duvidosos” dos Carvalho e Melo, rumores que incluíam um suposto “sangue impuro” proveniente de uma africana e de uma cristã-nova, o pai de Sebastião José resolveu inventar um livro de genealogia. Impresso em 1702, em Nápoles, para fugir às autorizações necessárias em Portugal, Manuel de Carvalho e Ataíde ficcionou no livro, pela pena de um inexistente “prior D. Tivisco de Nasão Zarco y Colona”, ligações dos Carvalho e Melo a distintas raízes, de fidalgos da Restauração (a que acrescentou outros, como o florentino “Genebra Cavalcanti”) a “mestres-sala de D. João II”. A burla seria denunciada e eternizou-se como mancha na reputação da família.

Mas o livro que veio de Nápoles não nasceu de uma mente delirante. Fazia parte de uma luta, dir-se-ia obsessiva, que o avô de Sebastião José, Sebastião de Carvalho e Melo, e o pai travaram até ao fim das suas vidas – e que perderam. Desdobravam-se em litigâncias judiciais com o objetivo de reaver para a família o morgado de Carvalho, uma terriola perto de Coimbra que lhes devolveria “nome” e “brasão”. Ou seja, tirá-los-ia da relativa penúria e da irrelevância. Nunca conseguiram, porém, ganhar a causa, devido a um obstáculo colocado por um seu próprio antepassado, o qual, tendo um filho bastardo que demorou a reconhecer, deixou escrito que “a eleição” da “administração e senhorio” do morgado caberia “à Câmara da cidade de Coimbra, para que a apresentasse na pessoa que lhe parecesse mais idónea das da sua geração, sem atender à sucessão de pai e filho conforme o direito”.

Ironia trágica: embora tivesse sido instituído, em 1178, pelo antepassado Domingos Feyrol de Carvalho, o morgado estava, desde a Restauração de 1640, na posse do conde de Atouguia, um ramo dos Távora, família da alta nobreza que, muitos anos mais tarde, quando o poder do marquês de Pombal se encontrava no auge, foi barbaramente executada num patíbulo, em Belém. E então, sim, o tão desejado morgado passou para as mãos dos Carvalho e Melo…

Este artigo não está disponível na íntegra no site. ASSINE AQUI e leia a edição digital da VISÃO em primeira mão.
Se JÁ É ASSINANTE da VISÃO digital, leia na aplicação a nova edição ou clique AQUI.

Tenha acesso ilimitado a toda a biblioteca digital enquanto espera pela próxima edição

Comece a ler já hoje!

Leia já!

Mais na Visão

LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Uma Rainha que não desce da cruz

Isabel não quer ser uma rainha emérita. Para ela, e para a sua casa real de Windsor, o Reino Unido só tem um soberano

Política

Covid-19: Costa destaca que foram administradas 183 mil vacinas entre sábado e hoje

O primeiro-ministro destacou que foram administradas hoje e no sábado 183 mil vacinas contra a covid-19, considerando que Portugal caminha para cumprir os objetivos do plano de vacinação

Visão Saúde
VISÃO Saúde

Covid-19: Sindicato dos médicos alerta para possível "catástrofe" na saúde e pede "verdadeira retoma" no SNS

O Sindicato Independente dos Médicos alertou hoje que os atrasos causados pela pandemia no SNS podem provocar uma "catástrofe" e desafiou o Governo a implementar uma "verdadeira retoma"

Ideias

"Muitos humanos preferem acreditar que somos a espécie mais inteligente, mas a única forma de obtermos uma avaliação realista disso seria procurar por outras"

O astrofísico Avi Loeb, a voz mais proeminente na defesa da existência de vida extraterrestre inteligente, em entrevista à VISÃO

Sociedade

Vídeo de OVNI triangular é verdadeiro, confirma Pentágono

O Departamento de Estado dos EUA não esclarece, porém, se já identificou a aeronave filmada pela Marinha em espaço aéreo norte-americano. Veja o vídeo

Visão Saúde
VISÃO Saúde

Covid-19: Vacina da J&J deve ser retomada com "restrições" nos Estados Unidos, diz Fauci

A vacina da Johnson & Johnson, suspensa nos EUA e na Europa, deve voltar a ser administrada nos próximos dias, possivelmente "com restrições", disse Anthony Fauci, consultor para a pandemia

Mundo

Descarrilamento de comboio no Egito provoca 100 feridos

O descarrilamento de um comboio de passageiros no norte do Cairo, no Egito, provocou hoje cerca de 100 feridos, referem as autoridades egípcias citadas pela Associated Press (AP)

Desporto

Rochele Nunes conquista medalha de bronze em +78 kg nos europeus de judo

Judoca Rochele Nunes conquistou a medalha de bronze na categoria de +78 kg nos Europeus de Lisboa, ao precisar apenas de 50 segundos para vencer a ucraniana Yelyzaveta Kalanina, por 'ippon'

Sociedade

Covid-19: Portugal regista mais três mortes, 441 novos casos e subida dos internamentos

Portugal contabilizou hoje mais três mortes relacionadas com a pandemia de covid-19 e 441 novos casos de infeção, segundo a DGS, que regista um aumento dos internamentos

Mundo

Isabel II, a rainha que (quase) nunca chora

Esconder as emoções em público é uma opção estratégica para a qual se preparou desde cedo e que se esforçou por manter no funeral do príncipe Filipe, o seu companheiro de vida

Fotografia

20 imagens que mostram como o "G10 das Favelas" combate a fome em plena pandemia

Foram entregues, na maior favela de São Paulo, centenas de cabazes de alimentação. Até ao fim do mês devem ser entregues 30 mil toneladas de alimentos

Desporto

MotoGP/Portugal: Fabio Quartararo vence em dia de queda para Miguel Oliveira

O francês Fabio Quartararo (Yamaha) venceu hoje o Grande Prémio de Portugal de MotoGP, terceira corrida, em que o português Miguel Oliveira (KTM) foi 16.º após uma queda à sexta volta