Relacionados

Repórter EI

Porto Santo Sustentável, como o Porto Santo vai deixar de usar combustíveis fósseis

A Empresa da Eletricidade da Madeira pretende atingir 60% de energia renovável em 2025. O objetivo é tornar o Porto Santo a primeira ilha do mundo a deixar completamente os combustíveis fósseis, sendo que atualmente apenas 15% da energia elétrica consumida é originária de fontes renováveis. A central solar e a turbina eólica já instaladas produziram mais de três gigawatts hora em 2018. A rede inteligente envia a energia renovável em excesso para as baterias de carros elétricos.

Repórter EI

Vodafone Business Conference reune especialistas em Inteligência Artificial de todo o mundo

Estivemos no Porto para acompanhar a conferência da Vodafone dedicada à Inteligência Artificial. Vários especialistas do setor de todo o mundo estiveram juntos e uma das conclusões do encontro é a de que a entrada dos algoritmos na vida das empresas é essencial para o sucesso das organizações.

Repórter EI

Empresas@pt: Petlândia

Unificar a informação de 40 lojas num único sítio para ajudar à tomada de decisões. A dispersão geográfica obrigou a Petlândia a procurar uma plataforma que centralizasse a gestão de milhares de produtos, necessária todos os dias.

Repórter EI

Fire Protect: tecnologia portuguesa que ajuda a proteger dos incêndios

Fomos até à Serra da Lousã conhecer as soluções desenvolvidas no Centro de Estudos de Incêndios Florestais da Universidade de Coimbra. Há proteções colocadas nos telhados que descarregam água enquanto chegam as primeiras chamadas, uma cerca inteligente que deteta o fogo e uma tela protetora para o automóvel. O objetivo é proteger pessoas, habitações e veículos aquando da passagem de fogos florestais. O projeto já abriu caminho ao registo de patentes.

Repórter EI

VOI, as trotinetes e bicicletas de aluguer com baterias substituíveis

A VOI é uma das empresas mais populares do setor em várias cidades europeias. A empresa sueca aposta na inovação tecnológica para marcar a diferença e mostrou, em Estocolmo, as primeiras bicicletas e trotinetes com baterias que amovíveis. Esta capacidade permite acelerar o processo de aluguer dos veículos e tê-los disponíveis por mais tempo.