Relacionados

Mercados

Coordenador do Centro Nacional de Cibersegurança demitiu-se devido à associação DNS.pt

Pedro Veiga também não poupa Manuel Heitor, ministro da Ciência, Ensino Superior e Tecnologia: «em 2016, aceitei coordenar o CNCS na pré-condição de que o DNS.pt voltava para o Estado»

Mercados

BE e PCP pedem explicações sobre domínio de topo de Portugal

Pedro Filipe Soares admite que o BE quer ir além do mero pedido de esclarecimentos: «Estamos a preparar uma medida para reverter as competências da DNS.pt para o Estado».

Mercados

Associação que gere endereços .pt foi criada com um sócio que não existe, dinheiro do Estado e sem concurso

Em 2013, Luísa Gueifão, diretora da DNS.pt, apresentou-se como representante da IANA para criar a associação que gere o .pt, apesar de não haver representante da IANA em Portugal. Entre 2013 e 2016, foram investidos mais de 246 mil euros em fundos de pensões para os 16 funcionários.