Relacionados

Internet

Facebook diz que o vídeo original do tiroteio na Nova Zelândia foi visto 4000 vezes antes de ser apagado

O vídeo foi mais tarde republicado um milhão e meio de vezes no Facebook, mas a rede social garante que eliminou todas estas publicações.

Internet

Tiroteio na Nova Zelândia: das redes sociais para o resto do mundo

Breton Tarrant, 28 anos, australiano, autor dos ataques às duas mesquitas na Nova Zelândia utilizou as redes sociais para fazer live streaming dos seus crimes na passada sexta-feira. No vídeo apelou à subscrição no canal de YouTube de PewDiePie.

Mercados

Reino Unido quer Inteligência Artificial a detetar vídeos extremistas

O governo britânico deu luz verde aos fundos para uma solução baseada em Inteligência Artificial e em aprendizagem das máquinas que seja capaz de detetar vídeos com propaganda extremista. O objetivo é oferecer a solução às plataformas que não tenham possibilidades de criar os seus próprios mecanismos.