notas dinheiro
Opinião

A gestão de tesouraria como área estratégica

É exigido a quem lidera esta função que seja um profissional com um conhecimento profundo das finanças internacionais, (…) competências de gestão, que permitam iniciar processos de transformação e de mudança estruturada que criem valor para as organizações e ser capaz de liderar a inovação e, assim, construir vantagens competitivas para a sua organização.

Francisco Pinheiro Catalão
teletrabalho, trabalho do futuro
Opinião

O futuro do trabalho exige novas competências

A aceleração da transformação digital exige um reforço da função dos departamentos de Recursos Humanos, com foco na melhoria e mudança das competências dos trabalhadores

Rui Teixeira Manpowergroup Rui Teixeira
Opinião

E Depois do Adeus - Episódio 1 - A relocação do teletrabalho

Chegados a 2021, enfrentando há mais de um ano uma Pandemia Global, não tenho dúvidas de que estamos a viver uma “nova Revolução” e nos devemos preparar também para uma nova realidade. É tempo de dizer Adeus ao mundo que conhecíamos.

Vasco Rosa da Silva Vasco Rosa da Silva
Opinião

A reputação das marcas está mãos dos consumidores... há mais de 4000 anos

O comportamento dos consumidores até pode mudar em conformidade com a conjuntura em que vive, contudo, a satisfação será sempre o catalisador da próxima compra.

Sónia Lage Lourenço
notas dinheiro
Opinião

Em busca da rendibilidade perdida

O cenário de juros baixos, e consequentemente de baixo retorno das aplicações financeiras mais conservadoras, vai continuar e pede uma estratégia mais agressiva, sempre com o aconselhamento profissional

Paulo Rodrigues
pessoa mulher trabalho teletrabalho casa
Opinião

Digitalização: o novo futuro dos trabalhadores

A crise ligada à pandemia está a acentuar as distorções no mercado de trabalho, sendo essencial uma requalificação cuidada para combater esse fenómeno.

Rui Teixeira Manpowergroup Rui Teixeira
pessoa homem escritório executivo falar líder liderança voz
Opinião

Valor de uma Voz

Qual é o valor de uma voz? De que maneira podemos realçar o seu valor? Pelo valor nas conversas e pelas palavras verdadeiras que exprimimos diante de quem nos escuta.

João Costa Pereira
Transformação negócio PME
Opinião

A internacionalização dos negócios

A internacionalização foi e continua a ser uma ferramenta muito útil de reposta à crise e forçou as empresas a reinventarem-se na gestão diária

Manuel Cota Dias
Uma cedilha e um til
Opinião

Desafios do chief information officer: trabalhar isolado ou funcionamento em rede?

O sucesso de cada empresa depende cada vez mais da sua capacidade de mobilizar o melhor talento disponível no mercado e de o alinhar com os seus objetivos de negócio, com relações de médio prazo

João Paulo Cabecinha
Trabalho remoto | Remote work | Teletrabalho
Opinião

Saúde mental em teletrabalho: um desafio à distância

A questão que se coloca agora é perceber de que forma as empresas podem responder de forma efetiva aos desafios que o contexto de trabalho remoto lhes coloca ao nível da saúde mental?

Joana Brito
Opinião

O Euro digital

A possível introdução de uma moeda digital de banco central, disponibilizada ao público em geral para ser utilizada nos pagamentos de retalho, apresenta várias vantagens face às alternativas existentes

Hélder Rosalino
Opinião

2020 mudou o consumo para sempre? Penso que não.

Os consumidores perdem a confiança, após más experiências de consumo e certamente que irão optar pela velha e tradicional compra física, logo que possível

Pedro Lourenço
Opinião

Pelo andar da carruagem

A primeira razão para, perante um obstáculo, resistirmos a adotar uma solução melhor é o chamado ponto-cego. O ponto-cego é aquilo que não vemos agora, mas que a posteriori parece evidente. Já alguma vez fez a pergunta “como é que não me lembrei disto antes"?

Pedro Amendoeira
Opinião

Quando o local de trabalho é tão diverso e inclusivo como o mundo deveria ser

Se na IKEA já alcançámos a igualdade de género nas posições de liderança, sabemos que ainda existe longo um caminho a percorrer para que todos, independente do género, etnia, raça ou nacionalidade, tenham acesso às mesmas oportunidades e recursos para uma vida melhor.

Cláudia Domingues
Opinião

Analfabetos digitais? Ainda há muitos!

Analfabeto de ontem era o iletrado, não conhecedor do alfabeto, o de hoje, é aquele que não saber usar corretamente as inovações tecnológicas em seu redor.

Pedro Lourenço
Opinião

Três pilares de intervenção para um melhor futuro de Portugal

Esta profunda crise gerada pelo Covid-19 passará, com maior ou menor turbulência. Mas por muitas alterações estruturais que o Mundo tenha sofrido durante esta pandemia (que certamente incorporaremos no nosso dia a dia), com inevitáveis cicatrizes, são estes os temas prioritários a trabalhar para encarar o futuro do País com maior confiança.

Eduardo Ramos
Opinião

O paradoxo da poupança em tempo de pandemia

Sem poupança, não há investimento no futuro, e sem investimento não há crescimento económico.

Pedro Lourenço
Opinião

A banca comercial e o futuro da relação com os clientes

Ao longo dos últimos anos, em paralelo com o encerramento de agências, a Banca procura um novo modelo para estes espaços, adaptado ao contexto em que vivemos, tendo para isso desenvolvido as denominadas Agências do Futuro.

Bruno Saraiva
Opinião

Uma liderança ágil e focada é essencial no mundo TUNA

Os tempos que vivemos exigem, mais do que nunca, líderes em equilíbrio e alinhamento entre o seu propósito e os objetivos corporativos que precisam de alcançar.

Felipa Xara-Brasil Joana Proença de Carvalho João Perre Viana Nuno Santos Fernandes
Opinião

As lojas acabaram… tal como as conhecemos.

Como bom otimista que sou, forço-me a ver o copo meio cheio. Esta aceleração trouxe uma oportunidade gigantesca, para compradores e empresas, de descobrir um mundo novo, sem fronteiras no que toca ao sítio onde posso comprar (ou vender) as coisas que quero, fazê-lo às horas que quero, pagando como bem entender.

Gaspar d’Orey
Opinião

O primeiro passo é acreditar em Portugal

Ouço com frequência dizer que estamos a perder o que nos caracteriza. Mas o povo português continua a ser acolhedor, tolerante e adapta-se com enorme facilidade a diferentes circunstâncias. Estas características são virtudes especificamente nossas, são parte da nossa identidade. E os estrangeiros sentem-no.

Alexandra Cesário