Relacionados

Tecnologia, sustentabilidade e confiança, os três desafios da nova supervisão financeira

A supervisão e regulação no contexto da revolução tecnológica foi o tema abordado pela presidente da CMVM

Futuro da banca: “Hoje não quero um licenciado em Economia e Gestão”

As transformações por que está a passar o setor bancário e que vão marcar os próximos anos estiveram em análise na conferência Portugal em EXAME. "A banca em Portugal nunca teve crise," distinguiu o presidente do BBVA no País, numa alusão às dificuldades vividas por algumas instituições financeiras na última década.

CEO, uma profissão em risco? “O meu trabalho vai acabar. Não sei quando, mas vai”

A forma de trabalhar está a ser reinventada e no futuro as organizações vão ser mais descentralizadas e requerer mais soft skills. Especialistas presentes na conferência Portugal em EXAME defenderam a existência de uma cultura de risco que sustente a inovação.

João Duque: “Vendemos tudo e não temos capital nacional”

O economista João Duque passou em revista os “altos e baixos” que caracterizaram a economia portuguesa durante a conferência Portugal em EXAME

Mais na Visão

Funcionários públicos passam a receber hoje 75% do valor das progressões

Governo volta a chamar sindicatos para negociar aumentos salariais

O Governo convocou as estruturas sindicais da administração pública para voltar a negociar a proposta de os aumentos salariais para este ano, de 0,3%, anunciou esta sexta-feira a ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão

CIONET Exame Informática

CIONET: Há quatro portugueses nomeados para informático europeu do ano

Prémio ECOTY vai para a nona edição. Dois executivos portugueses já ganharam galardão europeu em edições anteriores

Três toneladas de hidrocarbonetos derramadas no Porto de Sines

Flamingo Verde: Projeto de hidrogénio em Sines avaliado em €3.500 milhões

Pormenores sobre a central foram apresentados em Bruxelas na passada quarta-feira. O investimento pode superar €3.500 milhões.

Como Meghan Markle se tornou o saco de boxe preferido dos britânicos nas redes sociais

De “traidora da raça” a “rainha da ilha dos macacos”, a duquesa de Sussex tornou-se alvo de centenas de tweets racistas e sexistas

O Homem está a alterar mais o ciclo do carbono do que o asteroide que matou os dinossauros Exame Informática

Microsoft quer eliminar todo o dióxido de carbono que emitiu desde... 1975

Satya Nadella anunciou o objetivo de transformar a Microsoft numa empresa de carbono negativo até 2030 e remover todo o CO2 que a empresa emitiu desde a fundação em 1975

2020 e as tendências em Medicina Dentária

O objetivo de tudo na medicina dentária é fazer tratamentos o mais rápido possível, o mais estético possível e o mais duradouro possível

Cascais com 3 mil novas casas para a classe média

A autarquia apresentou os projetos que vão arrancar este ano e onde também se incluem uma nova marina, o Museu Judaico e mais faculdades no campus da Universidade Nova, em Carcavelos

Como Portugal continua a dar bola ao mundo

Há mais de uma década que os criativos portugueses são chamados a traduzir a paixão pelo futebol para as formas, as cores e os movimentos que são imagem de marca das maiores competições mundiais. Uma experiência que é cada vez mais requisitada dentro e fora das quatro linhas (Artigo publicado na edição de novembro de 2019 da EXAME)

O intérprete de pássaros

Entrevistei Emanuel Divino Tchimbamba há alguns anos, num imenso mercado, entretanto desaparecido, da capital angolana. O antigo guerrilheiro montara uma pequena barraca, no coração do irrepreensível caos. Recebia ali quem quer que estivesse interessado em conversar com uma velha coruja, que Tchimbamba afirmava ser o espírito do lendário soba Caparandanda. A coruja, ou Caparandanda através dela, respondia a todo o tipo de questões, das mais domésticas e triviais às mais complexas e inusitadas, tendo Tchimbamba como tradutor

Amor-próprio

Tenho algumas intenções para este ano que começa. Arranjar uma babysitter por-amor-da-santa. Não me sentir culpada por pôr a Rua Sésamo no telemóvel para ter uns minutos de descanso

Quando o mar bate na rocha quem se lixa é o Iraque

Aquela ideia da borboleta que bate as asas em Chicago e provoca um tornado em Tóquio, nunca consegui confirmar – embora defenda que, à cautela, se devia descobrir e matar essa pérfida borboleta. Mas que o Iraque começa a estoirar quando há impeachment na América, isso é um facto cientificamente comprovado

A temperatura do nosso corpo baixou meio grau desde o século XIX

Da próxima vez que medir a temperatura, assegure-se de que o termómetro não sobe dos 36,5. É que, ao que tudo indica, estamos meio grau mais frios, desde 1860