“Todo o plástico retirado do mar será sempre uma gota de água no oceano”

Foto: Luis Barra

O plástico que está à superfície – ou seja, aquele que vemos e tanto nos impressiona – representa 1% de todo plástico nos oceanos. Apenas 1%. A esmagadora maioria, 94%, está no fundo e 5%, nas praias.
Continuamos a ter uma imagem demasiado ingénua do que se passa no mar e, para o resolver, só existe uma solução: consumir menos. “Tudo o resto não vai funcionar”, explica à VISÃO a presidente da Associação Portuguesa do Lixo Marinho, investigadora no MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente, e professora na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova.

Paula Sobral é a primeira a reconhecer a utilidade de “tentar retirar o lixo do mar e promover atividades de recolha nas praias e reciclar”, às quais está intimamente ligada, mas reconhece que essas ações por si só nunca irão resolver o problema do lixo marinho. Até porque “todos os anos entram no mar 12 milhões de toneladas de plástico”. É por isso que “todo o plástico que retirarmos será sempre uma gota de água no oceano”. Nas suas aulas e frequentes palestras recorre, muitas vezes, a uma metáfora: “Imagine que chega a casa e tem uma inundação. O que vai fazer? Começar a limpar ou fechar primeiro a torneira? Vai certamente fechar a torneira. É isso que temos de fazer.”

Com uma carreira dedicada às causas ambientais, Paula Sobral foi recentemente galardoada com o “Iconic Women Creating a Better World for ALL”, no Internacional Women Economic Forum. Recebeu o prémio com duas colegas docentes e, no seu caso, foi salientado precisamente o papel no combate ao lixo marinho e aos microplásticos. Um combate que se materializou, por exemplo, na parceria entre a Associação do Lixo Marinho e a Doca Pesca, “Pesca por um mar sem lixo”, que envolve os pescadores na recolha do lixo que encontram no mar. A maioria vem inclusivamente nas próprias redes, e os pescadores, em vez de o deitarem borda fora, guardam e trazem para terra.

O projeto implica, acima de tudo, recolher os restos de redes “eternamente a pescar no mar”, causando a morte a inúmeras tartarugas, tubarões, mamíferos marinhos e outros peixes. Com esta iniciativa os pescadores passam a fazer parte da solução, pelo que a aceitação tem sido bastante positiva.

As máscaras e luvas são descartadas um pouco por todo o lado, sem o cuidado de as colocar no contentor certo. Num país como Portugal, onde existe gestão de resíduos, não há desculpa para esses materiais acabarem na praia

PAula sobral

O confinamento foi aproveitado para dar “frequentes passeios à beira-mar” e para a “simples contemplação dos espaços naturais”. Foram a sua terapia, embora não resistisse muitas vezes e lá ia “olhando para o que estava praia”, porque esta professora universitária tem, sobretudo, notas negativas para o comportamento negligente de muitos portugueses – e a primeira vai diretamente para os fumadores, responsáveis pelo item de lixo que, “de longe”, se encontra em maior quantidade no mar: as beatas.

As máscaras e as luvas de proteção, por causa da pandemia, são outra fonte de preocupação atual. “São descartadas um pouco por todo o lado, sem o cuidado de as colocar no contentor certo. Num país como Portugal, onde existe gestão de resíduos, não há desculpa para esses materiais acabarem na praia”. Mas acabam, “arrastados diretamente pelas chuvas para as linhas de água, ou, indiretamente, através dos esgotos pluviais”.

Paula Sobral, fotografada naTrafaria. Foto: Luis Barra

Outra nota negativa vai para quem consome plástico em excesso, muitos justificando-se com a reciclagem. “Reciclamos apenas 9% do plástico enviado. Não somos só nós, Portugal, é o mundo inteiro.” Pela sua parte já decidiu e evita todas as “embalagens idiotas”. E existem muitas, “os supermercados estão cheios de coisas ridiculamente embaladas”. Ora, “se todos consumirmos menos plástico, a indústria vai produzir menos plástico”, o que me parece evidente. Se queremos parar esta calamidade, “temos de fechar a torneira”!

Oceano de Esperança é um projeto da VISÃO em parceria com a Rolex, no âmbito da sua iniciativa Perpetual Planet, para dar voz a pessoas e a organizações extraordinárias que trabalham para construir um planeta e um futuro mais sustentáveis. Saiba mais sobre esta missão comum.

Assine a VISÃO digital e receba a VISÃO Saúde, Edição Especial “70 Perguntas e Respostas sobre Saúde”, também em formato digital.

EM TEMPOS DIFÍCEIS É PRECISO TER VISÃO

ASSINE JÁ!

Relacionados

Oceano de Esperança

A Amazónia está em risco. João quer ajudar a salvá-la com as comunidades locais

Aos 36 anos, João Campos-Silva está numa missão para salvar o peixe gigante da Amazónia. E, com ele, todo o ecossistema do rio

Oceano de Esperança

“Os tubarões azuis nos Açores tinham todos marcas de ‘encontros’ com os humanos”

Nuno Sá é o nosso mais prestigiado cameramen subaquático e já viu de tudo: paisagens virgens, profundezas misteriosas, espécies fascinantes, mas também animais feridos por humanos e rios de lixo

Oceano de Esperança

“Numa semana, corais saudáveis, vibrantes e cheios de cor ficaram completamente brancos”

A jovem bióloga inglesa Emma Camp está numa corrida para salvar a Grande Barreira de Coral na Austrália. Será que vai a tempo?

Oceano de Esperança

Uma missão comum

Oceano de Esperança é um projeto da VISÃO em parceria com a Rolex, no âmbito da sua iniciativa Perpetual Planet, para dar voz a pessoas e organizações extraordinárias que trabalham para construir um planeta e um futuro mais sustentáveis

Mais na Visão

Visão Fest

"Tudo parece descrever a nossa espécie como a mais estúpida que alguma vez apareceu no nosso planeta"

Stefano Mancuso, professor na Universidade de Florença, falou no VISÃO FEST Verde

Sociedade

É verdade que os casais ficam parecidos com o passar do tempo?

A questão sempre nos deixou curiosos e um estudo dos anos 80 corroborou essa ideia. Mas uma nova investigação, realizada com a ajuda de um software de reconhecimento facial, conclui que não há evidências científicas nesse sentido

Eleições EUA 2020

EUA/Eleições: A mão de Trump entre insultos e aclamações

A limusina presidencial que transportava o chefe de Estado norte-americano praticamente parou para Donald Trump saudar os apoiantes no portão da Universidade de Belmont, Nashville

Visão Fest

"Não há contradição entre a prioridade de conter a pandemia e a de cuidar e preparar o futuro"

Apesar da emergência do combate à pandemia, António Costa salientou a importância de não se deixar para trás os desafios para o que diz “ser o futuro da humanidade”. O primeiro-ministro na manhã do primeiro dia de VISÃO FEST Verde

Sociedade

Relógios atrasam uma hora na próxima madrugada

Os relógios vão atrasar 60 minutos na próxima madrugada em Portugal para dar início ao horário de inverno, segundo o Observatório Astronómico de Lisboa

Sociedade

Amor, ódio, vida, morte, céu e inferno: quantas vezes aparecem estas e outras palavras na Bíblia?

Colectivo Sideline oferece leitura alternativa do livro sagrado, ao organizar as mais de 1300 páginas por ordem alfabética com o objetivo de quantificar cada palavra escrita. “Ele” surge dez vezes mais do que “ela”

Mundo

Português responsável por limpeza de hospitais condecorado pela Rainha Isabel II

O português Maciel Vinagre pensou que era mentira ou engano ao ler a notificação de que tinha sido distinguido pela Rainha Isabel II pelo trabalho como responsável da limpeza de dois hospitais públicos britânicos durante a pandemia de covid-19.  

Visão Saúde
VISÃO Saúde

Covid-19: Hospitais têm comissão de prevenção para detetar casos entre profissionais

A ministra da Saúde explicou hoje que os hospitais têm uma comissão de prevenção da infeção, que tem "sempre detetado" os casos de profissionais infetados com covid-19, os quais estão enquadrados nos planos de contingência dos estabelecimentos de saúde

LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Trump dá tudo por tudo

Robert Cahaly, especialista em sondagens do Trafalgar Group, o mesmo que em 2016, na mesma altura, e quando ninguém acreditava, deu a vitória a Trump, volta, de novo, a prever, a 11 dias das eleições, um mínimo de 270 votos do Colégio Eleitoral para o presidente, o que significa a vitória

Sociedade

Radical islâmico detido em Espanha. Andava a pregar que a Covid-19 é um “castigo contra o ocidente”

Passava o tempo a difundir material propagandístico com o objetivo de angariar mais membros para aquela organização terrorista, pedia mais tortura para os infiéis e associava a pandemia a uma vingança de Alá

Sociedade

Tal como os humanos, também os chimpanzés se tornam mais dóceis com a idade

Um estudo publicado esta semana na Science revela que há (ainda) mais semelhanças entre o Homem e o chimpanzé - tal como o seu primo humano, também ele, com a idade, se torna mais calmo e fortalece a amizade com amigos próximos

Sociedade

Discurso de Hitler vendido por €34 mil em leilão

Manuscritos dos discursos do ditador nazi foram vendidos por valores consideravelmente superiores à base de licitação. Críticos acusam a casa de leilão de encorajar neonazis