Vera Rodrigues Bernardino

Médica assistente hospitalar de Medicina Interna
Visão Saúde
VISÃO Saúde

Conta-me a tua pior história

No serviço da médica Vera Rodrigues Bernardino, começa a haver doentes sem Covid. Estas são as "piores histórias" de sete profissionais

Opinião

Os nossos pediatras e a pandemia dos adultos

A médica Vera Rodrigues Bernardino faz um relato sentido e emocionante de como os pediatras do "seu" hospital foram "desencantar os estetoscópios de adulto já no fundo da gaveta, substituir as canetas de bonecos por outras banais e reaprender a ver e tratar doentes adultos", somando horas de trabalho não remunerados para não deixar de ver nem as crianças nem os crescidos

Ao padre e ao médico
Opinião

Como se desenha uma casa. Uma metáfora sobre o SNS

Os meus colegas médicos de família têm cerca de mil e novecentos doentes a cargo. Cada um. Mil e novecentos. Imaginem que têm um restaurante capaz de atender decentemente, vá, vinte clientes por dia. Tem de ser um de cada vez. Mais uma reflexão da médica Vera Rodrigues Bernardino

Opinião

O reverso da metamorfose: O percurso de volta quando tudo isto acabar

"Ativámos o modo apaga-fogos e, apesar do esforço em contrário, acabámos inevitavelmente a correr atrás do dano, cientes de que estamos a praticar a melhor medicina possível, mas não a melhor que sabemos" A médica Vera Rodrigues Bernardino reflete sobre a dureza dos temos que aí vêm

Opinião

Caros doentes crónicos

Sabemos que é frustrante terem uma consulta marcada, ainda que telefónica, e não receberem nenhuma chamada nossa. Os administrativos e os enfermeiros são os nossos anjos da guarda, que vos atendem e respondem aos mails e nos encaminham recados urgentes, pedidos de receitas, de relatórios. Também é frustrante para nós. Carta aos doentes crónicos, pela médica Vera Rodrigues Bernardino

Opinião

Não tenho boas notícias

Volto a olhar para a imagem dos pulmões da senhora, a radiografia a preto e branco. Respiramos fundo, mais uma vez. A maioria dos doentes que entrou esta noite tem imagens semelhantes. Manchas esbranquiçadas, que, com os valores de oxigénio que apresentam, sugerem um mau prognóstico. Que, cá dentro, sabemos bem o que quer dizer: é provável que vão falecer nos próximos 3 a 4 dias. O relato da médica Vera Rodrigues Bernardino

José Carlos Carvalho
Opinião

"Hoje éramos três médicas para oito enfermarias e mais de 200 doentes"

Vera Bernardino, médica assistente de Medicina Interna num centro hospitalar de Lisboa de fim de linha, explica, na primeira pessoa, como é trabalhar no limite

Visão Saúde
VISÃO Saúde

O apelo de uma médica internista: "Neste momento precisamos da ajuda de todos"

Vera Bernardino, médica assistente hospitalar de Medicina Interna, explica na primeira pessoa como a sua rotina mudou drasticamente com a pandemia e o que é trabalhar desde março numa enfermaria com doentes Covid-19