Pedro Norton

Pedro Norton

Opinião

O antirracismo é sério demais para ser entregue aos radicais

Sou dos que acreditam que Portugal tem um problema com o racismo. Julgo que qualquer pessoa de boa-fé pode constatar com facilidade que certas minorias étnicas estão absolutamente sub-representadas na política, na academia, na comunicação social, nas empresas

Pedro Norton
Opinião

Oportunidade e responsabilidade

Antes de começar a fazer contas à vida, será bom que tenhamos a humildade de reconhecer que nem sempre, no passado, aproveitámos da forma mais eficaz as tremendas ajudas que fomos recebendo da União

Pedro Norton
Opinião

E que tal apostar na responsabilidade individual?

Talvez seja a altura de mudar de paradigma. De deixar de infantilizar e passar a confiar mais nos cidadãos

Pedro Norton
Opinião

A vaca sagrada (e voadora) do regime

Um eventual aumento da participação do Estado na TAP deve mesmo ser temporário. Acho virtualmente impossível que o Estado consiga reestruturar a empresa e não me esqueço, e espero que ninguém se esqueça, do que foram os anos de gestão pública da TAP com resultados miseráveis, greves constantes e negócios ruinosos

Pedro Norton
Opinião

25 de Abril: uma solução conservadora

Será difícil de perceber que perdemos a oportunidade de recordar, por muitos anos, uma comemoração do 25 de Abril realizada em moldes extraordinários?

Pedro Norton
Opinião

O medo e a democracia liberal

O que me assusta é que, movidos por um medo legítimo, mas que raramente é bom conselheiro, sejamos nós próprios a reclamar mais e mais invasões à nossa privacidade

Pedro Norton
Opinião

A crítica em tempos de cólera

Pode-se ser contundente sem se ser incendiário. Pode-se ser intransigente sem se ser gratuito. Pode-se ser corajoso sem se ser populista. Os tempos não autorizam silêncios acríticos, mas reclamam muito civismo

Pedro Norton
Extrato de um e-mail obtido por um hacker
Opinião

Indignações seletivas

Custa a perceber o contraste entre o rasgar de vestes e a comoção causada pelo escândalo envolvendo Isabel dos Santos e o relativo desinteresse que as revelações relativas ao mundo opaco do futebol parecem suscitar. Não tenho, como é óbvio que não posso ter, uma explicação cabal para tamanho desequilíbrio. Mas consigo detetar uma coincidência. Vamos então por partes

Pedro Norton
Opinião

O ano de Greta: Esperanças e perigos

É evidente que precisamos de reconhecer que há falhas graves no modelo capitalista e que precisamos de um capitalismo 2.0

Pedro Norton
Mário Centeno, ministro das Finanças
Opinião

O método Centeno

A última vez que fui verificar, governar significava fazer escolhas

Pedro Norton
Da legitimidade de um golpe de Estado 1
Opinião

Da legitimidade de um golpe de Estado

Um mínimo de honestidade intelectual obriga a que se reconheça que a tomada de poder por parte de Jeanine Añez está longe de parecer regular

Pedro Norton
Três notas sobre o Livre
Opinião

Três notas sobre o Livre

Digam o que quiserem, julguem a mudança como entenderem, o Livre de Rui Tavares morreu. Está aí, para o bem e para o mal, o Livre de Joacine Katar Moreira

Pedro Norton
Cinco equívocos sobre o Chega
Opinião

Cinco equívocos sobre o Chega

O racismo e a xenofobia não são passíveis de legitimação pelo voto. E imaginar o contrário é reflexo de uma boçal ignorância política

Pedro Norton
Amazónia e soberanias
Opinião

Amazónia e soberanias

Por mais que o sr. Bolsonaro repita o seu mantra de conotações salazarentas (“A Amazónia é nossa”), dificilmente se pode esperar que o mundo assista impávido à destruição de um ecossistema que é responsável por abrigar 10% de toda a biodiversidade do mundo

Pedro Norton
Pode discutir-se o tabu?
Opinião

Pode discutir-se o tabu?

O direito à greve não pode ser considerado um direito absoluto que se sobrepõe a todos os demais direitos

Pedro Norton
Podemos discutir civilizadamente quotas e liberdade de expressão?
Opinião

Podemos discutir civilizadamente quotas e liberdade de expressão?

Ora, se há uma coisa que ficou provada com o interessante debate dos últimos dias é que há, pelo menos, dois pontos que parecem dividir a sociedade portuguesa e que vale a pena debater. O primeiro é o de saber se devemos sequer dar voz a quem, ainda que de forma intelectualmente indigente, defende ideias preconceituosas e racistas, como é caso de Fátima Bonifácio

Pedro Norton
Opinião

Vamos falar de preconceitos?

Boa parte da nossa esquerda zurziu no João Miguel Tavares pela simples razão de que ele é o João Miguel Tavares

Pedro Norton
Política

O pós-PAN e a direita que se esqueceu de pensar

O mais certo, arrisco eu, é que o PAN siga, todavia, o seu instinto radical

Pedro Norton
Tá-se bem, babe!
Opinião

E nós?

Ficámos aquém do que nos seria exigido. E desse ponto de vista é até grotesco todo este histérico e tardio rasgar de vestes com as declarações de Joe Berardo

Pedro Norton
Secularismo na era da intolerância
Opinião

Secularismo na era da intolerância

Eu, ateu, me confesso: dispenso o proselitismo azedo e intolerante de uns e de outros. Trocava-o de bom grado por um mínimo de bom senso

Pedro Norton
Opinião

Famílias: a perspetiva de um beto

A “cunha” é a password, a palavra-chave, a senha mágica, para a autopreservação de uma suposta “elite”

Pedro Norton