Patrícia Portela

Os locais preferidos das celebridades para as férias de Verão 49 Jornal de Letras
Jornal de letras

Não se ama quem não ouve a mesma canção?

Jornal de Letras
Jornal de letras

A medicina e o trabalho

Jornal de Letras
Jornal de letras

Um médico que deixa morrer à fome

É a senhora matos do 3º esquerdo? Trago aqui as suas compras, pode abrir? Deixe-se estar, não precisa de sair à rua que lhe entrego tudo separadinho por caixas, como pediu: os vegetais, o peixe, a carne, os sumos dos seus netos, as bolachinhas, os sabonetes, as revistas, e ainda lhe trago duas botijas de gás. O elevador não funciona? Não se preocupe senhora, eu subo a pé e levo-lhe todas as caixas lá acima. Vai levar só mais um bocadinho, são muitas caixas. Se tivesse dito que não tinha elevador tínhamos trazido ajuda, hoje sou só eu. Sim, compreendo, não sai de casa há um mês, não reparou no elevador. Já só falta mais uma caixa, pode deixar a porta aberta que eu subo já, já já.

Jornal de Letras
Jornal de letras

A escola do futuro

Jornal de Letras
Jornal de letras

Esperar como um Rocky Balboa

Jornal de Letras
Jornal de letras

Basta dar a mão (em Paris ou Copenhaga)

Jornal de Letras
Jornal de letras

A inútil e lúcida autocrítica

É assim que eu vejo a vida, devíamos ser todos livres em vez de nos estarmos para aqui a debater por isto ou por aquilo, a criar conflitos e confusão, quando na verdade nem estamos convictos do que realmente queremos

Jornal de Letras
Jornal de letras

Vamos sentir falta de tudo o que não precisamos

Nós ouvimos tudo isto, e ainda assim, perdemos o foco. Culpamos de volta o vírus, e confundimos a recalendarização de espetáculos, ou a difusão online de peças que temos em arquivos, com programação remota de um Teatro.

Jornal de Letras
Jornal de letras

O aperto de mão

Um Presidente que nos encosta a todos à parede imóveis, para depois nos perguntar porque não avançamos com ele

Jornal de Letras
Jornal de letras

O melhor dos contentores possíveis

Os sonhos e os dilemas e as desgraças da casa da Dona Glória, em Na Hora de Comer o Treinador, a crónica de Patrícia Portela