Patrícia Portela

Jornal de Letras
Crónicas

Basta dar a mão (em Paris ou Copenhaga)

Patrícia Portela
Jornal de Letras
Crónicas

A inútil e lúcida autocrítica

É assim que eu vejo a vida, devíamos ser todos livres em vez de nos estarmos para aqui a debater por isto ou por aquilo, a criar conflitos e confusão, quando na verdade nem estamos convictos do que realmente queremos

Patrícia Portela
Jornal de Letras
Ideias (JL)

Vamos sentir falta de tudo o que não precisamos

Nós ouvimos tudo isto, e ainda assim, perdemos o foco. Culpamos de volta o vírus, e confundimos a recalendarização de espetáculos, ou a difusão online de peças que temos em arquivos, com programação remota de um Teatro.

Patrícia Portela
Jornal de Letras
Crónicas

O aperto de mão

Um Presidente que nos encosta a todos à parede imóveis, para depois nos perguntar porque não avançamos com ele

Patrícia Portela
Jornal de Letras
Crónicas

O melhor dos contentores possíveis

Os sonhos e os dilemas e as desgraças da casa da Dona Glória, em Na Hora de Comer o Treinador, a crónica de Patrícia Portela

Patrícia Portela