Miguel Carvalho

Miguel Carvalho

Nasceu a 25 de novembro de 1970, prova de que teve razão antes do tempo. Cresceu a beber PCP, PS, PSD, Expresso, Tom Sawyer, Soeiro, Marx, Groucho, Easton Ellis, MEC, Torga e épicos Marvel. Despertou para o jornalismo em plena delinquência, roubando jornais dos vizinhos e revistas nos quiosques. Fez jornais de caserna. Gosta da palavra camarada e vacinou-se contra o coleguismo e o fascismo de unha pintada. Foi «rádio pirata». Tirou (mas devolveu) o curso de radiojornalismo. Anda nisto desde 1989. Alguns acham demasiado. Publicou cinco livros com histórias que não ficam para a história (e muito bem!). Ganhou o prémio Gazeta de Jornalismo com uma investigação situada em 1979, para surpresa dele e escândalo nacional na era do instantâneo. O que mais gozo lhe deu foi ter um prefácio do Manuel António Pina num livro seu. Detesta o Portugal sentado e admira o Portugal sentido. Conhece Buenos Aires, Moscovo e Bissau, mas prefere a rua dele e o coração dos outros. Consome uma droga dura (Cossery) e uma leve (gin tónico), e nunca inalou empreendedorismo. É adito a todos os vícios que pode controlar, afetos à parte. FC Porto, jornais, livros, pernil assado, poesia, Talese, Chien Qui Fume, Billie Holiday, Carlos Paião, Douro, Alentejo e filmes argentinos são alguns dos seus dogmas. É ateu e tem raiva de quem sabe. Deseja glória ao brunch nas alturas e paz na terra aos homens de boa boutade. Veste o Porto por dentro. Cidade onde gostaria de viver até ser pó, cinza e nada.
Política

Dirigente nacional do Chega demite-se

Diretor de conteúdos, Gerardo Pedro, comunicou a decisão a André Ventura esta madrugada. O dirigente sai do partido, fala em “ameaças de morte” e demarca-se da criação de perfis falsos. “Nunca o fiz”, garante à VISÃO.

Miguel Carvalho
Política

Investigação: Os segredos do pregador Ventura

Os poderosos lóbis evangélicos, as ligações ao setor imobiliário, as influências neofascistas, as milícias digitais e o percurso controverso de dirigentes

Miguel Carvalho
Política

Líderes e pastores evangélicos fazem campanha pelo Chega

Os poderosos lóbis evangélicos, as ligações ao setor imobiliário, as influências neofascistas, as milícias digitais e o percurso controverso de dirigentes da nova direita radical populista. Para ler esta semana na VISÃO

Miguel Carvalho
Política

Sindicalismo pós-Covid. A carga de trabalhos para quem representa os trabalhadores

No 1º de Maio mais atípico de sempre, os sindicatos já olham para o "regresso à normalidade". Uma vez que as relações laborais jamais serão iguais, só a adaptação garantirá a sobrevivência

Miguel Carvalho Octávio Lousada Oliveira
Sociedade

"Eram tantos a berrar ‘chega de Estado’ e agora é vê-los a virarem-se para o Estado e a dizer: ‘Ó papá, salve-nos!’"

Januário Torgal Ferreira, Bispo emérito das Forças Armadas e Segurança, em entrevista à VISÃO

Miguel Carvalho Lucília Monteiro
Política

“Capitães de Abril” em casa: Otelo saiu do hospital, não consegue cantar e faltam-lhe abraços

O coronel até já cantou o fado, noutros tempos. Mas a voz, este ano, nem dá para usar à janela. Abril, só mesmo no sofá

Miguel Carvalho
Política

“Capitães de Abril” em casa: a "Grândola" veio de Macau num piano e Vasco libertou-a por aí

Da região administrativa autónoma chinesa chegaram à Associação 25 de Abril, uns 30 minutos “arrepiantes e emotivos” de músicas de Zeca Afonso interpretadas pelo pianista José Li Silveirinha.

Miguel Carvalho
Fotografia

Eles pintam tudo e não deixam nada? O Porto e o estranho apagão das palavras grafitadas

Artistas confinados, palavras de parede apagadas e paisagem mural quase silenciada. A pandemia atacou a cidade grafitada?

Miguel Carvalho Lucília Monteiro
Política

"Capitães de Abril" em casa: os dias cheios de Martins Guerreiro e o "25" que passa no Zoom

Pelo menos 40 militares vão estar em direto na plataforma digital para celebrar a revolução. O almirante será um deles

Miguel Carvalho
Cultura

O dia em que o escritor Luís Sepúlveda não precisou sair de casa para dar a volta ao mundo

Vítima de Covid-19, o escritor chileno faleceu aos 70 anos, nas Astúrias. Recuperámos excertos da versão longa de uma entrevista em sua casa, quase autobiográfica e parcialmente nunca editada na Imprensa.

Miguel Carvalho
Sociedade

Fim de festa: O efeito dramático da Covid-19 no setor das diversões

O cancelamento de todas as festas, feiras e romarias até ao final de junho e, provavelmente, durante todo o verão, abriu uma crise sem memória no setor das diversões. A paragem forçada pode durar ano e meio. Até lá, estão ao abandono. Veja a galeria fotográfica

Miguel Carvalho Lucília Monteiro
Política

Covid-19: Pico pode ter sido ultrapassado a 16 e 17 de março

Cientistas disseram à porta fechada que o número de casos de infetados pode já estar a diminuir, mas que o efeito pode só ser visível nos próximos dias. Em Portugal, terão sido realizados 120 mil testes até agora. Baixa taxa de imunizados condiciona o regresso à normalidade

Miguel Carvalho Octávio Lousada Oliveira
Cultura

Festas populares, Amália e “Avante!”: o que a pandemia já cancelou e o que ainda resiste

Santo António e São João ficam para o ano. Parte das comemorações oficiais do centenário de Amália Rodrigues também. Só o PCP mantém a sua festa anual para o início de setembro. Até ver

Miguel Carvalho
Economia

Quem é o empresário que não vai despedir e desafia os bancos a ajudar o País?

Em entrevista à VISÃO, Paulo Pereira, sócio da Quinta da Pacheca e de empresas ligadas à hotelaria e grande distribuição em França, vai manter os trabalhadores e pede ao sistema bancário que se reconcilie com o País

Miguel Carvalho
Cultura

Exclusivo: "Mudar de Vida", "Grito" e a guitarra de Gaspar Varela contra a pandemia

Mudar de Vida, do mestre Carlos Paredes, e Grito, tema imortalizado por Amália Rodrigues, inspiraram a síntese mágica composta pelo jovem guitarrista Gaspar Varela em exclusivo para a VISÃO. “Mudar de Vida é o que todos fizemos com esta pandemia e o Grito é uma homenagem ao grande guitarrista e compositor Carlos Gonçalves, que nos deixou esta semana.”. O bisneto de Celeste Rodrigues e sobrinho-bisneto de Amália, jovem prodígio da guitarra portuguesa contratado por Madonna para a sua última digressão mundial, toca-nos em todas as cordas neste momento sensível

Miguel Carvalho
Política

Covid-19: regresso à normalidade pode demorar até um ano

Especialistas convictos de que haverá um segundo surto de coronavírus. Marcelo está preocupado com a saúde mental dos portugueses. Estado de emergência vai ser renovado, pelo menos, por 15 dias

Octávio Lousada Oliveira Miguel Carvalho
O Estado e a liberdade de Imprensa
Atualidade

Quiosques unidos jamais serão vencidos? “Somos serviço público”, dizem em Madrid

Sindicato dos Jornalistas português alerta, entretanto, para o risco de o setor da Comunicação Social "colapsar"

Miguel Carvalho
Sociedade

Covid-19: "Estamos tão à nora como um camponês na Idade Média". O vídeo de Carlos Tê para a VISÃO

O escritor e letrista Carlos Tê, tão eterno como as canções Chico Fininho, Porto Sentido ou Não Há Estrelas no Céu, na voz de Rui Veloso, conta, a partir de casa, o que lhe vai na alma nestes tempos de pandemia. “As histórias”, diz, “continuam a ser o argumento mais fabuloso para derrotar mostrengos”. Veja aqui

Miguel Carvalho
Galeria Ventura 10
Política

Ventura fica em terra: como o coronavírus tramou a promoção mundial do CHEGA

Não fosse a pandemia e o líder do CHEGA estaria nesta altura em Cabo Verde. Era a primeira viagem de um périplo internacional para promover o partido junto de governantes e dirigentes amigos que também incluiria Matteo Salvini

Miguel Carvalho
PS: rever e continuar
Política

Parlamento aprova declaração de Estado de Emergência

Maioria dos partidos votou a favor - só o PCP e o PEV se abstiveram. Costa foi ao plenário mostrar "solidariedade" com Marcelo e antecipou "semanas e meses" de combate contra a Covid-19

Miguel Carvalho Pedro Raínho
Visão Saúde
VISÃO Saúde

Governo pede ajuda urgente às IPSS para receberem outros internados

O Governo pediu à Confederação Nacional de Instituições de Solidariedade (CNIS) para avaliar a disponibilidade de camas para internar outros doentes hospitalares face “ao incontornável aumento da afluência dos serviços de saúde” provocado pelo COVID-19. As respostas têm de ser dadas até sábado, 21.

Miguel Carvalho