Marta Rebelo

Consultora de comunicação, ex-deprimida e ansiosa ocasional. Jurista de formação, autodidata em falências da mente por imperativo de sobrevivência e tendencial mudadora de preconceitos, números e injustiças. Ex-deputada e assistente universitária, cronista, sobretudo comunicadora porque só falando é que nos entendemos.
Opinião

Quando o período é doença mental - o Transtorno Disfórico Pré-Menstrual

Oscilações dramáticas de humor, irritabilidade, disforia - o antónimo de euforia -, ansiedade. Os sintomas vão desaparecer nos primeiros dias de menstruação e voltar no mês seguinte. Mas enquanto duram, são de tal modo intensos, debilitantes e graves que comprometem a capacidade de funcionar e trabalhar. Sejam mal-vindas ao odioso TDPM - o transtorno depressivo que só foi cientificamente reconhecido e catalogado como doença mental em 2013, e de causa ainda por concluir

Opinião

Headline Stress Disorder: Como o excesso de informação sobre a guerra na Ucrânia (e o scroll pela desgraça) pode bombardear a nossa saúde mental

Se estes 15 dias de conflito lhe trouxeram insónias, dificuldade de concentração, taquicardia, impotência, frustração, problemas gastrointestinais, medo, culpa e quebra de produtividade, seja mal-vindo às fileiras dos ansiosos de guerra que se movem no terreno que a pandemia minou

A culpa não é minha!
Opinião

Precisamos de um Ministério da Solidão?

Não saímos deste pandemia em pleno arco-íris, não vai ficar tudo bem – sobretudo no sítio onde já muito ia tão mal, a nossa mente

Opinião

A pílula mágica

Enquanto a depressão ansiosa me infernizou década e meia de vida, foram-me receitados 7 antidepressivos diferentes, 8 ansiolíticos distintos e uma mistura exótica de outras pílulas que fariam as magias coadjuvantes

Fibromialgia: viver com dores e com o rótulo da preguiça
Opinião

A Grande Depressão

Viver com uma depressão é semelhante ao vazio das nossas ruas no Estado de Emergência, sem que se entenda quem decretou o confinamento obrigatório no pior sítio de todos: a nossa cabeça