Mário Tavares da Silva

Mário Tavares da Silva

Ex-membro do Conselho de Prevenção da Corrupção. Associado do Observatório de Economia e Gestão de Fraude. O OBEGEF é uma associação, sem fins lucrativos, para a aquisição de novos saberes sobre a fraude e a corrupção, contribuindo, pela formação e informação, para a sua deteção e prevenção.
Opinião

Carta aberta ao “senhor Corona”

“Sabe “senhor Corona”, apesar de tudo, quero que fique já bem claro para que não lhe assaltem quaisquer dúvidas. Nós não vamos desistir…! Pelo contrário…! Nós vamos resistir, pois é dessa nobre tessitura que se faz a espécie humana.”

Mário Tavares da Silva
Inteligência artificial e dignidade da pessoa humana – o desafio de uma difícil compatibilização
Silêncio da fraude

Inteligência artificial e dignidade da pessoa humana – o desafio de uma difícil compatibilização

“Uma IA de confiança constitui, inegavelmente, uma ambição fundamental da modernidade, dado que por natureza, como sabemos, o homem e as comunidades em que insere, só tenderão a confiar no desenvolvimento tecnológico se o mesmo se concretizar de acordo com um quadro legal claro, equilibrado e que, sobretudo, se revele capaz de garantir a sua fiabilidade"

Mário Tavares da Silva
Silêncio da fraude

Combate à corrupção em África - Uma centelha de esperança?

Apesar do GCB em África revelar que a maioria dos africanos perceciona um aumento da corrupção no seu país, o documento transporta em si uma centelha de esperança ao desvelar, também, que a maioria dos africanos se revela otimista, sentindo cada um deles uma responsabilidade decisiva em fazer a diferença na luta contra essa mesma corrupção

Mário Tavares da Silva
Europeias: Direita nacionalista governa em dez países da UE
Silêncio da fraude

O futuro da proteção de denunciantes – uma luz ao fundo do túnel?

Será importante também que os Estados Membros incorporem na legislação nacional, face aos padrões mínimos de controlo previstos na diretiva, normas de proteção mais elevada aos denunciantes, preenchendo, por essa forma, algumas “lacunas” que ainda possam subsistir

Mário Tavares da Silva
O dilema do denunciante
Silêncio da fraude

O dilema do denunciante

A ausência de uma proteção efetiva coloca invariavelmente o denunciante num complexo e difícil dilema, pois se é expectável que ele proceda, sem tergiversar, à denúncia, também não é menos verdade que ele sabe, melhor do que qualquer outro cidadão, que ao fazê-lo, se expõe, com alta probabilidade, a uma possível retaliação por parte daqueles que denuncia.

Mário Tavares da Silva
Silêncio da fraude

Do berço à sepultura

Impõe-se hoje uma visão holística nas organizações públicas, capaz de recobrir toda a cadeia de geração de valor, como uma das estratégias mais eficazes de prevenção e combate aos fenómenos de natureza corruptiva

Mário Tavares da Silva
Opinião

A revolução digital

O Homem do século XXI é, decididamente, um Homo Digitalis na sua forma de viver, comunicar e de se relacionar, agrilhoado que se encontra em rede com os seus semelhantes

Mário Tavares da Silva