Manuela Niza Ribeiro

Migrações
Igualmente desiguais

Partidos "tasca": eles andam por aí

O povo, aquele que mais ordena, chegou a um ponto de total descrédito nas políticas implementadas até ao momento, e nos políticos que as apregoam. Esta é que é a verdade!

Manuela Niza Ribeiro
Igualmente desiguais

Narrativas pouco inocentes

Olhemos o que se passa, por exemplo, com as lojas chinesas no nosso País. Quem é que hoje entra hoje numa dessas lojas, onde antes fazia compras regularmente?

Manuela Niza Ribeiro
Igualmente desiguais

A verdadeira doença europeia

Não é verdade que a Europa não possa acolher um tal número de migrantes/refugiados. Veja-se o número acolhido por países bem menos desenvolvidos, quer em África, quer no Médio Oriente. São milhões!

Manuela Niza Ribeiro
Igualmente desiguais

Um polícia bom é sempre um bom polícia

O que temos que combater e derrubar não são as estátuas do passado, mas sim os preconceitos, os valores instituídos, o politicamente correto, o corporativismo, o etnocetrismo do presente

Manuela Niza Ribeiro
Igualmente desiguais

A preto e branco

Já agora, sejamos um pouco mais humildes e arrumemos primeiro a nossa casa, antes de atirarmos pedras ao vizinho. O que aconteceu nos EUA foi hediondo e as repercussões também são condenáveis. Mas... E por cá?

Manuela Niza Ribeiro
Igualmente desiguais

Warao: A tribo índia à beira da extinção

Pedem muito pouco: apenas uma área onde se possam instalar. Num país imenso como o Brasil, terra é coisa que não falta. Mas não sobra para esta tribo, que se vê enclausurada, abandonada e sem quaisquer defesas

Manuela Niza Ribeiro
Igualmente desiguais

SNS migrantes

Um imigrante irregular tem direito a ser atendido no SNS? Numa palavra única, sim. A regularização da sua situação em Portugal não compete às autoridades de saúde

Manuela Niza Ribeiro
Igualmente desiguais

Democracia: o pior dos sistemas... Tirando todos os outros

Lembro-me de, quando o Chega nasceu, as pessoas se rirem e, com algum paternalismo, dizerem que não ia a lado nenhum. O problema não era aonde iria. O problema era aonde tinha chegado – aqui!

Manuela Niza Ribeiro
Igualmente desiguais

União Europeia: É tempo de cidadania consciente e ativa

As medidas de contenção do virus são: lavagem das mãos, a não partilha de materiais de higiene ou de alimentação e o distanciamento social. Perguntinha: Como podem estas medidas ser implementadas em locais onde existe um ponto de água potável para cerca de mil pessoas, onde as condições sanitárias e de higiene são praticamente inexistentes?

Manuela Niza Ribeiro
Igualmente desiguais

A geopolítica do "day after"

Os EUA decidiram retirar a sua contribuição para a Organização Mundial de Saúde. Quem se perfilou imediatamente para substituir esse gap orçamental? Alguns países do Médio Oriente, mas, de uma forma muito clara e substancial, a China

Manuela Niza Ribeiro
Igualmente desiguais

Covid-19, A guerra dos outros

Existe mais vida para lá da pandemia e, embora o nosso pequeno mundo esteja parado, os problemas pré-Covid não entraram em modo pause como se fosse um filme. Não, eles existem, estão aí por resolver e a tendência é para aumentar

Manuela Niza Ribeiro
Igualmente desiguais

O puxão de orelhas de Portugal à Europa e o abraço dos imigrantes

Estes imigrantes terão que retomar os seus processos assim que termine esta pandemia. O que um Estado solidário e humanista não podia fazer era deixá-los desprotegidos

Manuela Niza Ribeiro
Igualmente desiguais

Pausa na Covid-19 por repugnância

Talvez hoje já pudessemos responder a Kissinger, sobre a quem ligar quando quisesse falar com a Europa: “Ligue ao António. Ao Costa“

Manuela Niza Ribeiro
Igualmente desiguais

Coronavírus: A guerra que todos temiam e ninguém viu III

Se há um local onde o vírus se deve ter sentido bem à-vontade foi nestes campos que deixámos criar às portas da Europa

Manuela Niza Ribeiro
Saúde em 2019: entre a demagogia e o caos
Igualmente desiguais

Coronavírus: a guerra que todos temiam e ninguém previu – parte II

O certo é que todos os que me rodeiam (e são de vários quadrantes, esclareço, antecipando já uma que outra pedrada) e que tiveram que recorrer ao SNS ou ao sistema de despistagem do vírus, falam da prontidão, da correção, do empenho dos profissionais que os atenderam. Falaram da exaustão, mas não de desânimo

Manuela Niza Ribeiro
Igualmente desiguais

Coronavírus: a guerra que todos temiam e ninguém previu - parte I

Na guerra surge o pior e o melhor de todos e de cada um. É o momento em que se formam verdadeiros elos , se forjam espíritos de nacionalismo, se expurga o que já não tem valor

Manuela Niza Ribeiro
Igualmente desiguais

O jogo político do drama migratório

Quer a Grécia quer a Turquia têm vindo a enfrentar uma enorme pressão, com o aumento do número de refugiados e deslocados, sobretudo da Siria mas não só

Manuela Niza Ribeiro