Ana Rita Ramos

Empreendedora e storyteller

Jornalista de formação, é defensora de um olhar positivo sobre a vida que tanto tem caído em desuso nos últimos tempos. Criou a HAVE A NICE DAY, editora especializada em sustentabilidade, cidadania, empreendedorismo social, saúde e bem-estar, storytelling e memória empresarial. A sua missão como produtora de conteúdos e organizadora de eventos é dar voz a pessoas e projectos que travam uma luta sistemática contra a indiferença e, no seu dia-a-dia, dão o exemplo. O seu lema de vida? A verdadeira magia da existência é sermos úteis a uma pessoa que seja.

Have a Nice World

A esperança que nasce de uma história

Há gestos dignos de serem elogiados e partilhados. Porque há uma implacável discrepância entre aparência e realidade. E porque, afinal, todos podem remendar a vida dos outros, para lá de rótulos, para lá de ideias feitas

Ana Rita Ramos
Have a Nice World

Pode haver perfeição na hora de morrer

Num mundo intoxicado pela sua própria tristeza, em que por várias razões penetramos o território do sofrimento, Suzanne Hoylaerts dá-nos uma lição magistral: que a fecundidade ou a inutilidade da vida está nas nossas mãos. E que o nascimento e a morte são muito parecidos. Podem ser momentos sagrados e misteriosos

Ana Rita Ramos
Have a Nice World

Goleada contra o coronavírus

Impossível não sublinhar a importância de Cristiano Ronaldo, que parece sempre saber onde estar no momento certo. Competitivo, profissional, obstinado. Tem a clareza dos gestos solidários. Com aquela altivez de nascença, aquele espírito de nunca desistir, com a sua força congénita, usa a torrente do sangue que lhe atravessa as veias para dar o exemplo

Ana Rita Ramos
Have a Nice World

Terence não lavou as mãos como Pilatos

A história inspiradora do homem que lidera a Love Beyond Walls e que, quando a pandemia surgiu, arregaçou as mangas e instalou uma rede de lavatórios portáteis em Atlanta para servir os sem-abrigo

Ana Rita Ramos
Have a Nice World

O Palácio do Kebab e o duplo sentido de um pequeno gesto

Há entre nós a perceção de que os imigrantes são uma ameaça, que usam e abusam dos recursos do Estado, mas isso não corresponde à verdade. Só para citar um dado: em 2017 a relação das contribuições e das prestações sociais dos imigrantes atingiu valores inéditos desde 2000, com um saldo financeiro positivo de 514 milhões de euros

Ana Rita Ramos
Have a Nice World

O primeiro infetado de Ovar e os telefonemas em cadeia

Nunca a superstição ligada à sexta-feira 13 fez tanto sentido a Emanuel. Foi esse o dia em que suspeitou estar infetado com o novo coronavírus. Aqui se conta a história do primeiro infetado de Ovar

Ana Rita Ramos
Have a Nice World

Este sou eu, profundamente humano

Ana Rita Ramos
Have a Nice World

Uma máscara para os surdos

Em vez de ficar aprisionada no tempo, suspensa na ansiedade do confinamento (como se a ansiedade se pudesse descontinuar carregando no botão “pausa” no filme da vida), Ashley Lawrence pôs-se em campo. Fez da sua casa o umbigo do mundo, do seu mundo, e começou a costurar

Ana Rita Ramos
Have a Nice World

Paraisópolis, a favela que parece um paraíso

Se a vida já era difícil antes de o novo coronavírus desembarcar em terras brasileiras, agora com a pandemia e sem uma política governamental organizada para combater o vírus, a comunidade de Paraisópolis sentiu-se ameaçada. Mais uma sombra entre as muitas que pairam por ali

Ana Rita Ramos
Have a Nice World

Teatro ao telefone para combater a solidão

A encenadora não sabe bem onde é que a peça a levará, onde é que os levará juntos, mas já tem data de estreia, porque é importante criar esta sensação de futuro, para motivar os atores. Até diz, na brincadeira, que agora “ninguém pode morrer”, porque vão estrear a peça em outubro, no Mês do Idoso, e precisam que todos estejam em muito boa forma até lá!

Ana Rita Ramos
Have a Nice World

Cinema paraíso

Como um casal inquieto traz o cinema a um pátio lisboeta

Ana Rita Ramos
Have a Nice World

Conspiração de generosidade

Ficámos fechados em casa, mas a solidariedade saiu à rua, destemida. Queremos celebrar este momento, partilhando e somando exemplos que inspiram

Ana Rita Ramos