Adolfo Mesquita Nunes

Adolfo Mesquita Nunes

“É branco, negro, cigano ou asiático?”: A fúria estatística e o racismo em Portugal
Opinião

"Algo em que acreditar"

Desde Thatcher e Reagan que a direita perdeu o caráter inspiracional. E se em tempos de bonança a coisa funciona, em tempos de crise, de bloqueio, em que nos vemos condenados ao nosso contexto de nascimento sem conseguir vencê-lo ou superá-lo, essa falta é letal

Adolfo Mesquita Nunes
A moderação está viva e recomenda-se
Opinião

A moderação está viva e recomenda-se

O erro absoluto é pensar que esse sentimento de revolta e que esses problemas só podem ser satisfeitos através das propostas e linguagem fleumáticas, platónicas, utópicas e imediatistas

Adolfo Mesquita Nunes
Opinião

Marxismo cultural

O engraçado é que essa direita armada em musculada ainda não se apercebeu de que é ela o seguro de vida da extrema-esquerda

Adolfo Mesquita Nunes
Uma reflexão sobre o caso Smollett
Opinião

Uma reflexão sobre o caso Smollett

Num tempo de mediatização extrema, uma falsa acusação pode ser uma condenação perpétua

Adolfo Mesquita Nunes
Opinião

Não há alternativa ao socialismo sem a direita

O País não pode ficar condenado a um socialismo obrigatório, vigente quando governa o PS, latente e vigilante quando governa o PSD e o CDS

Adolfo Mesquita Nunes
Opinião

E o Governo foi obrigado a mudar de discurso

Se a rua estiver calada, muita gente se convence de que há poucos problemas ou de que os problemas que sente são, afinal, só seus, mas tudo muda quando a rua se agiganta

Adolfo Mesquita Nunes
Opinião

A queda do Muro de Berlim e a vitória da liberdade

Num tempo em que os autoritarismos voltam a seduzir multidões, em que o valor da liberdade se mitiga ou relativiza em nome de outros valores supostamente maiores, é essencial celebrar a queda do Muro de Berlim

Adolfo Mesquita Nunes
Opinião

Os moderados são os novos apátridas

Lamento, mas a candidatura de Haddad serve outros propósitos que não o progresso ou o combate ao fascismo, serve antes a manutenção de um sistema clientelar e corrupto, que se desenvolveu ao longo de décadas, face ao qual a esquerda não se distanciou

Adolfo Mesquita Nunes
Opinião

Contra o discurso binário

Quando se exalta uma característica identitária, há sempre uma vocação excludente, que é muitas vezes silenciada, mas que é a consequência natural dessa exaltação

Adolfo Mesquita Nunes
Les Bourgeois
Opinião

Les Bourgeois

Se fosse com um vereador do PSD ou do CDS, o Bloco estaria, a esta hora, não tenhamos dúvidas, a avaliar a legalidade do negócio, a querer saber o valor das contas bancárias, a duvidar da bondade das suas intenções, a contar os m2 dos apartamentos, à procura dos rostos dos despejados, a denunciar a agência imobiliária, a fazer cordões humanos à volta do prédio

Adolfo Mesquita Nunes
Opinião

Viver nos centros das cidades

Temos de alargar o leque de zonas atrativas para as famílias, porque nunca o centro conseguirá albergar toda a gente

Adolfo Mesquita Nunes
Desligar a máquina não é eutanásia
Opinião

Desligar a máquina não é eutanásia

Esta circunstância, este erro aparente de tanta gente, dá bem conta do debate que ainda está por fazer sobre a eutanásia, já que, afinal de contas, muitos desconhecem com rigor de que é que falamos quando falamos da legalização da eutanásia

Adolfo Mesquita Nunes
Opinião

Uma nova dicotomia política a formar-se

É impressionante ver como, no plano europeu, só Macron conseguiu até agora fazer um discurso positivo, afirmativo, sem adversativas, a favor de uma sociedade aberta e global

Adolfo Mesquita Nunes
Opinião

E quando nos começamos a preparar para a mudança?

Como podemos ter empresas a crescer com novos produtos e serviços se todos os novos produtos e serviços são olhados com desconfiança, medo, obrigados a esperar por burocráticas autorizações?

Adolfo Mesquita Nunes
Opinião

A dicotomia esquerda versus direita

Temos direita que defende uma sociedade aberta e direita que defende uma sociedade fechada. O mesmo sucede com a esquerda

Adolfo Mesquita Nunes
Opinião

O principal desafio dos partidos políticos

Vivemos um tempo em que os partidos são percecionados como uma vil realidade paralela e isso não pode deixar de nos preocupar

Adolfo Mesquita Nunes
Opinião

O regresso do interior ao discurso político

Adolfo Mesquita Nunes
Opinião

O Estado Português falhou

Se quando o Estado falha aos seus não há lugar a censura, nada mais há a censurar porque o Estado deixou de servir para o essencial

Adolfo Mesquita Nunes
Opinião

O desapego à verdade em favor da tática 

Esta atitude conflitual do primeiro-ministro, esta separação artificial entre direita má e esquerda boa, é por isso tática, instrumental, e por isso irresponsável e pouco própria de um estadista.

Adolfo Mesquita Nunes
A sustentável força do turismo?
Opinião

Turismofobia: cinismo, elitismo, xenofobia e oportunismo

O substrato da turismofobia, a nova causa da esquerda anticapitalista, é a luta de classes, o combate ideológico, e não a discussão, necessária, sobre os desafios, na gestão urbana ou na habitação, do turismo.

Adolfo Mesquita Nunes
Opinião

O primeiro governo sem oposição de esquerda

Ter o apoio de toda a esquerda permite assim um debate político mais sereno, menos demagógico, o que favorece quem governa

Adolfo Mesquita Nunes