Ricardo Gonçalves é hoje Co-founder da Collectiv, onde ajuda empresas a crescer. Esta mudança recente veio ao encontro do seu espírito empreendedor, e permite-lhe levar para outro nível o conhecimento de pessoas e organizações que acumulou ao longo de quinze anos na área de Executive Search. Esteve na Amrop entre 2001 e 2016, onde cresceu pessoalmente e profissionalmente. Para tal muito contribuíram os vários projectos pelos quais foi responsável, sempre ao nível de recrutamento de top e middle management. Participou ainda num programa de desenvolvimento interno que o levou para Amrop Dinamarca. Experiência esta que foi complementada com o término do MBA (iniciado na Universidade Católica) na Copenhagen Business School.

As cidades na guerra pelo talento

As cidades na guerra pelo talento

O talento encontra-se espalhado pelo mundo inteiro, mas as oportunidades não! Se houvesse um equilíbrio económico-social a nível global não existiriam desigualdades que, aliás, se têm vindo a agravar. O continente, o país, a cidade, a família onde se nasce condiciona, positiva ou negativamente, muitas das escolhas que cada pessoa faz e condiciona ainda o acesso às oportunidades que cada um consegue explorar

Ricardo Gonçalves
Refirme, Não se Reforme!

Refirme, Não se Reforme!

Um dia quererá reformar-se? Talvez! Mas será esse o “fim de um livro” que tem vindo a escrever ou, tão somente, o início de mais um capítulo?

Ricardo Gonçalves
A automação do trabalho: perder ou ganhar empregos?

A automação do trabalho: perder ou ganhar empregos?

Devemos preocupar-nos com a automação? Sim! Vamos perder postos de trabalho? Sim! Vamos ganhar outros? Sim!

Ricardo Gonçalves
Será possível trabalhar somente 4 dias por semana?

Será possível trabalhar somente 4 dias por semana?

Em Portugal continua a ser prática comum as 10, 12 ou mais horas de trabalho diárias, 5 dias por semana

Ricardo Gonçalves
Coaching, o novo normal

Coaching, o novo normal

As pessoas estão mais abertas e ávidas por metodologias que as possam ajudar no seu desenvolvimento pessoal e autoconhecimento

Ricardo Gonçalves
Mais turistas que habitantes? Portugal faz parte de clube restrito

Turismo: Qualificar o “eldorado”

Portugal, se quer continuar a ter um “eldorado” no turismo tem um enorme triplo desafio pela frente

Ricardo Gonçalves
Prepare-se para ser entrevistado por um robô

Prepare-se para ser entrevistado por um robô

Vantagens e desvantagens da introdução da inteligência artificial nos processos de recrutamento das grandes empresas

Ricardo Gonçalves
18 coisas que a sua linguagem corporal diz sobre si

E quando não houver empregos?

Esta ideia de no futuro não existirem empregos para muitos talvez lhe pareça demasiado radical, mas faz sentido pensar no longo prazo e tentar perceber se isso o afectará, dado que certamente afectará os seus filhos. Um estudo da Universidade de Oxford refere que nos próximos 25 anos 47% dos trabalhos podem desaparecer

Ricardo Gonçalves
Quando é que lhe faltaram skills ou conhecimento?

Quando é que lhe faltaram skills ou conhecimento?

É necessário adaptar e testar as técnicas que mais se adequam à sua empresa ou à função para a qual está a recrutar

Ricardo Gonçalves
Novas profissões: Humanos peritos em inteligência “não humana”

Novas profissões: Humanos peritos em inteligência “não humana”

A oferta de empregos não tem correspondência com a oferta de profissionais qualificados, pelo que se espera uma verdadeira “guerra por talento”. Saiba como preparar-se

Ricardo Gonçalves
A sociedade do reconhecimento

A sociedade do reconhecimento

“As duas coisas que as pessoas querem mais do que sexo ou dinheiro são o reconhecimento e o elogio.” Esta frase de Mary Kay Ash, a fundadora da empresa de cosméticos Mary Kay, resume um dos temas críticos na sociedade actual: ser reconhecido!!!

Ricardo Gonçalves
10.000 horas para ser um expert?

10.000 horas para ser um expert?

Não espere ser verdadeiramente bom em algo onde só se aplicou durante algumas horas. E prepare-se para ser criticado por não ter sucesso imediato

Ricardo Gonçalves
Prontos para trabalhar cerca de metade do novo ano para pagar impostos?

Deve sair do seu “círculo de competências”?

O Círculo de Competências foi um conceito popularizado por Warren Buffet, um dos homens mais ricos do mundo. E explica-se da seguinte forma: pense em tudo o que sabe e conhece e desenhe uma linha imaginária à volta de todo este conhecimento

Ricardo Gonçalves
Responsabilidade social das empresa vai ser distinguida

Procuram-se mentores

Todos devem ter um mentor! Independentemente de o seu objectivo ser desenvolvimento pessoal, profissional, a criação de um negócio, melhorar a performance ou simplesmente trocar ideias, deve procurar ter um mentor que o ajude em todas estas etapas

Ricardo Gonçalves
Valor de fusões e aquisições em Portugal disparou quase 80% num ano

Sabe comunicar o que sabe fazer?

Comunicar eficazmente é um dos atributos mais valorizados mas, aparentemente, um dos menos trabalhados

Ricardo Gonçalves
O que desmotiva os trabalhadores portugueses... segundo os chefes

Gap (não) geracional

Nas organizações modernas, o importante é a atitude de cada um e não a sua faixa etária, género, etnia ou cultura

Ricardo Gonçalves
RGPD: setores público e privado – dois pesos para a mesma medida?

Truques e dicas para um bom CV

O curriculum vitae continua a ser uma das ferramentas mais importantes para poder ser recrutado . Mas como deve ser estruturado? Que informação deve conter? O que não devo escrever?

Ricardo Gonçalves
Sim, Senhor Ministro

Melhor educação = Mais e melhor emprego

Ter um diploma é, certamente, importante, mas aprender os valores da sociedade, aprender a viver em comunidade, a respeitar e ajudar os outros é ainda mais importante

Ricardo Gonçalves
Skills e Competências para a nova era tecnológica

Skills e Competências para a nova era tecnológica

Em 20 anos 47% das funções podem estar automatizadas. Em 2030 poderemos ter mais máquinas inteligentes do que trabalhadores humanos no activo…

Ricardo Gonçalves
O seu trabalho faz-lhe sentido?

O seu trabalho faz-lhe sentido?

Vai trabalhar com vontade e energia? Sente-se inspirado pelos seus colegas? Sente que o que faz tem um propósito? Esse propósito realiza-o(a)?

Ricardo Gonçalves
Informação de milhões de clientes da Uber em todo o mundo foi pirateada

“Collaborative Economy”: uma nova realidade

O “eu quero, logo, compro” dá hoje lugar a “Eu quero, logo, pago para usar” ou ainda “o que é meu é teu, e o que é teu é meu”. Estas são algumas das premissas da economia colaborativa ou de partilha, como é frequentemente designada

Ricardo Gonçalves