Partos: Histórias de violência na hora de ter um filho

No início é o sonho, fica-se “de esperanças” e deseja-se a chegada feliz de um novo ser, sem conceber que a experiência assuma contornos de pesadelo. Práticas e intervenções evitáveis ou não consentidas, como exames de toque excessivos, indução do parto com ocitocina para acelerar as contrações do útero, cesarianas, episiotomias (incisão no períneo durante o parto) por rotina ou a manobra de Kristeller (pressão na barriga banida por não ter base científica), podem ser exemplos de violência obstétrica. A expressão põe os cabelos em pé aos profissionais de saúde – “maltrato” é mais aceitável, segundo a Ordem dos Médicos –, mas é uma realidade para uma imensa minoria de mulheres disposta a falar abertamente sobre isso.

Choque Raquel Bulha esteve cinco horas à espera da sutura e ouviu um médico comentar: “Vê lá se isso fica bonito para o marido continuar a ter prazer”

“Um médico cuja arrogância era maior do que a sua altura chega até mim com os seus 20 alunos e não me diz ‘boa-noite’. Explica aos alunos que está ali uma mulher sem dilatação e todos me olham como um dinossauro no Museu de História Natural.” Assim começa a crónica da radialista e autora Inês Meneses, no jornal Público, em abril, sobre as duras memórias do seu parto, aos 36 anos. “Fiz terapia e não tive mais filhos e hoje teria comprado a minha ausência de dor recorrendo ao setor privado, mas é triste ser assim”, confessa à VISÃO, admitindo que “felizmente, a arrogância tremenda por parte de alguns médicos foi-se diluindo com a era da internet e das redes sociais (ver caixa)”.

Mais na Visão

Bolsa de Especialistas

A independência do sistema judiciário na Europa

A tentação por parte do poder político para, num quadro de reforma do sistema judicial, introduzir mecanismos de controle dos juízes e dos magistrados do Ministério Público, tem sido uma constante em vários Estados-Membros, de que não é exceção Portugal

Café Central

O sistema está em baixo

A saga de Henrique Costa Santos numa interminável fila para um Loja do Cidadão, numa madrugada de dezembro em que "a internet" foi abaixo

Opinião

A evolução da Covid em Portugal nos últimos 3 meses

Analisando os últimos 3 meses há tendências interessantes a considerar e explicações que poderão ajudar-nos a encarar melhor o futuro

VISÃO DO DIA
Exclusivo

VISÃO DO DIA: Ómicron vs Delta. Duelo de titãs ou nem por isso?

Telegrama

Telegrama: Será que estamos a tomar as medidas certas para travar a Ómicron?

Cultura

Covid-19: DGS recomenda uso de máscaras em bares e discotecas sempre que possível

A Direção-Geral da Saúde indicou hoje que recomenda a utilização de máscara em bares e discotecas sempre que possível, ainda que o uso obrigatório seja para os trabalhadores destes espaços

VISÃO VERDE
VISÃO Verde

Covid-19: Madeira prevê começar a vacinar crianças no próximo dia 14

A Madeira ainda não registou qualquer caso de infeção pela variante Ómicron e prevê começar a vacinar as 14.715 crianças entre os cinco e os 11 anos, a 14 de dezembro

Visão Saúde
VISÃO Saúde

10 regras para manter a mente saudável

Numa altura em que o cansaço emocional atinge cada vez mais pessoas, a psicóloga Alexandra Nunes explica o que se deve fazer para ter a “cabeça” em ordem. Gerir o stresse e as emoções, seguir uma boa alimentação e dosear o uso das novas tecnologias são algumas das medidas mais importantes

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

De quem é a tese do passageiro?

O PM foi ainda mais gráfico e explosivo: "é das coisas mais revoltantes e desprezíveis a que tenho assistido!" Por que raio se demitiu, afinal, Eduardo Cabrita?

Ideias

"Se conseguimos sinteticamente reproduzir a pele de uma raposa, e até podemos mudar-lhe a cor, para azul-turquesa, por exemplo, não vejo necessidade nenhuma de andar a criar raposas para fazer casacos"

Entrevista a Ricardo Preto, designer de moda e diretor criativo da Amorim Luxury

Política

Covid-19: Se adesão à vacinação continuar "não há nada para tornar obrigatório"

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde considerou hoje que "não há nada para tornar obrigatório" se a adesão à vacinação contra a covid-19 se mantiver

Mundo

Covid-19: Primeiros sinais sobre gravidade da Ómicron são "encorajadores", considera Fauci

O conselheiro da Casa Branca para a crise sanitária afirmou que os sinais sobre a gravidade dos casos associados à variante Ómicron são "algo encorajadores" mas que são dados preliminares