Viagem ao misterioso mundo do olfato

Abre-se a janela e nota-se um odor diferente no ar. Conclusão baseada na experiência: o vento mudou de direção e vai chover. A fragrância emanada pelo guisado do vizinho faz crescer água na boca. Os vidros da janela do carro no parque de estacionamento fecham-se, sem ser preciso medir a quantidade de gases tóxicos. “Não me cheira a coisa boa”, pensa-se, assim que o cônjuge chega a casa a horas tardias e com o hálito alterado. Se for também o perfume, teme-se que “a mostarda chegue ao nariz” ou que a conversa acabe a “cheirar mal”. Pior é quando se torce o nariz por se notar algo de “errado” no nosso suor e fluidos corporais ou, então, no marisco que chega à mesa e dispensa o teste do palato.

De todos os sentidos, o olfato é um fiel amigo desde tempos ancestrais, mas nós damos-lhe pouco ou nenhum crédito, como atestam os resultados de um inquérito do gigante publicitário McCann Worldgroup: as novas gerações confiam mais nas tecnologias do que nesse barómetro, facilmente descartável e associado a espécies inferiores na escala evolutiva.

Já se sabia, assim, que a parte superior do epitélio olfativo é rica em recetores neuronais – descoberta que valeu um Nobel aos cientistas norte-americanos Richard Axel e Linda B. Buck, em 2004 – e que os humanos conseguem diferenciar um trilião de odores em concentrações mais baixas do que os macacos, os ratos e os porcos. Não temos o faro de um cão, mas somos capazes de detetar uma gama maior de odores do que outros animais. O biólogo sueco Matthias Laska, da Universidade de Linköping, comparou o sentido olfativo de 17 espécies de mamíferos e descobriu que os canídeos eram mais sensíveis aos ácidos gordos, componentes associados à carne das presas. Nós ficamos atrás deles nesta área, mas conseguimos identificar melhor os aromas emanados das plantas, herança dos nossos antepassados que procuravam frutos nas árvores. No total, conseguimos identificar mais de três mil odores.

Este artigo não está disponível na íntegra no site. ASSINE AQUI e leia a edição digital da VISÃO em primeira mão.
Se JÁ É ASSINANTE da VISÃO digital, leia na aplicação a nova edição ou clique AQUI.


Palavras-chave:

Ao assinar a VISÃO recebe informação credível, todas as semanas, a partir de €6 por mês, e tem acesso a uma VISÃO mais completa.

Uma VISÃO mais completa

Assinar agora

Mais na Visão

Política

OE2022: "O meu dever é enfrentar as dificuldades e eu não me demito", diz Costa

O primeiro-ministro, António Costa, defendeu hoje que o seu dever e o do Governo é "não virar as costas" ao país num momento difícil, garantindo que não se irá demitir

Visão Saúde
VISÃO Saúde

Squid Game: "Esta série tem mecanismos tão primários na nossa mente que pode pôr-nos em armadilhas, sobretudo em tempos de pandemia, quando estamos todos mais fragilizados"

A pedopsiquiatra Ana Vasconcelos falou com a VISÃO sobre o mais recente fenómeno da plataforma Netflix, a série sul-coreana Squid Game. Porque estamos viciados numa narrativa que promove a violência, a morte e o instinto de sobrevivência em detrimento de sentimentos mais humanos?

Economia

OE2022: Costa pede espírito de compromisso e diz que não se justifica fim da solução de esquerda

O primeiro-ministro afirmou hoje que o Governo quer prosseguir as negociações do Orçamento à esquerda, pediu espírito de compromisso e defendeu que nada justifica pôr fim à solução política iniciada em 2016

Mundo

ECDC alerta para possível época gripal particularmente severa para os idosos

O ECDC alertou hoje para a possibilidade da próxima época gripal ser particularmente severa para os mais idosos, na sequência da deteção precoce de alguns casos, e apelou para a vacinação

Exame
Exame

Se o OE chumbar, como se gerem as contas públicas?

Quatro perguntas sobre as consequências para as contas públicas do chumbo do OE 2022

Imobiliário

Alfama 'ganha' novo hotel junto ao Terminal de Cruzeiros

Um imóvel com 7.000 m2 vai ser reconvertido num aparthotel com mais de 70 apartamentos, a dois passos do terminal

Sociedade

Afrontamentos e alterações do humor na menopausa? Uma t-shirt pode fazer a diferença, para melhor

Uma cientista portuguesa desenvolveu uma tecnologia para regular a temperatura corporal feminina e reduzir os efeitos da menopausa

Sociedade

Gouveia e Melo, Vito Corleone ou Rambo. Eles conseguiam negociar o Orçamento e aprová-lo até quarta-feira? O Twitter aposta que sim

A poucas horas do fim do prazo, arregimenta-se no Twitter uma série de personalidades, mais ou menos fictícias, capazes de desbloquear o OE para 2022. Há de tudo, até Rambo e Don Corleone

Illia Polosukhin | Near Protocol Exame Informática
Exame Informática

Near Protocol: “Só temos duas alternativas: Ou acabamos num episódio de Black Mirror ou construímos uma Web aberta”

Illia Polosukhin lidera uma empresa de blockchain cujos ativos digitais estão avaliados em mais de seis mil milhões de dólares. Depois de ter chefiado a equipa que criou uma das ferramentas mais populares da Google, está agora determinado em criar as bases para uma nova geração de serviços online – e tem muito dinheiro para fazê-lo

Mundo

Covid-19: China confina cidade de quatro milhões após detetar surto

A China colocou em confinamento a cidade de Lanzhou, no centro do país e com quatro milhões de pessoas, devido ao aumento dos casos de covid-19 registado nos últimos dias, anunciaram hoje as autoridades

Chegámos ao fim do petróleo barato? Exame
Exame

Petróleo mais que duplica em 12 meses. Há o risco de chegar aos 100 dólares?

A cotação do barril de Brent disparou mais de 126% desde outubro do ano passado para mais de 85 dólares e os analistas avisam que a escalada pode ainda não ter terminado

Bolsa de Especialistas

Quanto vale um serviço bom e bem feito?

O especialista em imobiliário Massimo Forte guia-nos pelo seu processo de compra de casa