Está na hora de acabar com o desperdício alimentar

O repto foi lançado no ano passado pela assembleia geral das Nações Unidas, em Nova Iorque, depois de se saber que 14% da alimentação do mundo se perdia entre o produtor e o distribuidor – e mais ainda depois de chegar às prateleiras dos supermercados. Tudo junto daria para alimentar qualquer coisa como dois mil milhões de pessoas. Ou seja, permitiria dar de comer duas vezes a todos aqueles e aquelas que passam fome em todo o mundo. 

Se olharmos só para o nosso País, o cenário não é melhor. Embora não haja dados oficiais, estima-se que cerca de um milhão de toneladas de alimentos são, anualmente, deitadas para o lixo. Um desperdício de 50 mil refeições diárias. Feitas as contas, daria para cobrir as carências alimentares dos 360 mil portugueses nessa situação. 

Razões mais que suficientes, considerou a presidente da Federação Portuguesa de Bancos Alimentares, Isabel Jonet, para lançar um novo movimento. Algo que, a nível nacional, congregue práticas e vontades.  E a ocasião escolhida para o lançar foi exatamente este primeiro Dia Internacional para a Consciencialização sobre Perda e Desperdício Alimentar.

“É preciso dizer que o desperdício de alimentos não é tolerável e que é um problema de todos”, insiste. Mais ainda, acrescenta, num mundo em crise. “É uma irracionalidade económica, cujo fim pode estar nas nossas mãos”. É por isso que reafirma algo que para quem está nesta luta já é óbvio há muito tempo. “Vamos ter – todos – de passar a olhar para comida como algo que tem valor. E que não é justo para quem não tem que os outros possam continuar a deitar fora”.  

Boas práticas

Mas não só. É preciso saber quanto se desperdiça efetivamente em Portugal –  “para que se possa olhar para o problema de frente” – e ainda, sinaliza a mentora de mais uma iniciativa, agilizar a legislação. “Continua a apresentar muitos entraves às instituições do setor alimentar que querem doar o que não conseguem escoar.” 

A iniciativa do Intermarché de Sacavém começou no início do confinamento e não mais parou

Felizmente, há já várias boas práticas de aproveitamento dos excedentes ao fim do dia, assinala Isabel Jonet. E os exemplos estão à vista de quem quiser ver. Desde comida doada pelos restaurantes, recolhida e redistribuída pelos voluntários da Refood, até iniciativas das empresas de distribuição, que criaram zonas de produtos em fim de prazo ou até doam o pão do dia anterior a quem não tiver como pagar.  

“Começámos a fazê-lo quando começou o confinamento e a iniciativa foi tão bem recebida que a mantivemos”, confirma, orgulhoso, o gabinete de comunicação do Intermarché de Sacavém. Uma prática que se juntou à já regular doação de bens excedentes a outras instituições.

“É isto que é preciso multiplicar”, remata a economista que há quase 30 anos lançou o Banco Alimentar contra a Fome – e que agora quer ir mais além e influenciar até as políticas públicas. “Ter leis penalizadoras não é nada bom. É muito mais mobilizador quando se premeia quem consegue ajudar”.  

Um movimento que quer unir o País contra o desperdício 

Chama-se Unidos contra o Desperdício e é um movimento cívico que quer unir a sociedade num combate ativo e positivo ao desperdício alimentar, reforçando a importância de cada um de nós nesta luta. Com o patrocínio da Presidência da República, nasce neste primeiro Dia Internacional da Consciencialização sobre Perdas e Desperdício Alimentar. O secretário-geral da ONU, António Guterres, não só manifestou o seu apoio institucional à iniciativa como apelou à adesão de todos.  
Além da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares, contam-se como membros fundadores a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), a Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição, a Associação Portuguesa de Logística, a Câmara Municipal de Lisboa no âmbito da Lisboa Capital Verde Europeia 2020 (CML), a Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), a Confederação Empresarial de Portugal (CIP), a Comissão Nacional de Combate ao Desperdício Alimentar (CNCDA), a Dariacordar/Zero Desperdício e a Refood.
Uma iniciativa a que a VISÃO e o grupo Trust In News também se associaram, e sobre a qual pode saber mais em www.unidoscontraodesperdício.pt

Assine a Revista VISÃO, em digital, por €1 e apoie o jornalismo de qualidade.

ASSINE JÁ

ASSINE JÁ!

Mais na Visão

LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Quatro avisos nada tranquilizadores

Não é nada bom dar más notícias. Não é nada salutar estar sempre a advertir para mais um pandemónio. Mas invulgar, insólito, preocupante, é que todos estes alertas, de pessoas e entidades distintas, aconteceram na mesma altura. E a razão é simples: todos eles, e todos nós, vemos os mesmos indicadores, consultamos os mesmos gráficos, e acedemos à mesma informação

Política

Francisco Camacho: Ao que vai o único candidato à liderança da Juventude Popular

No próximo fim de semana, a Juventude Popular reúne-se em congresso para escolher o novo líder. Esta é a primeira reunião magna desde a saída de Francisco Rodrigues dos Santos para a presidência do CDS e há apenas um candidato: Francisco Camacho

Sociedade

Covid-19: Governo disponibiliza sete milhões para escolas comprarem material de proteção

O Ministério da Educação anunciou hoje que disponibilizou cerca de sete milhões de euros para as escolas comprarem máscaras e outros materiais e equipamentos de proteção individual contra a covid-19

Imobiliário

Moratórias: o que deve fazer antes do final do prazo

A DECO avança com algumas soluções para evitar um impacto devastador, numa altura em que as famílias já estão fragilizadas economicamente

Economia

Presidente da Groundforce diz que resposta do Governo é "ultimato inaceitável"

O presidente da Groundforce considerou hoje que resposta que recebeu do Governo à sua proposta para viabilizar a empresa é "insultuosa", constituindo "chantagem e um ultimato inaceitável"

Exame Informática
Ciência

Portugueses criam sistema de interface cérebro-computador para controlar cadeiras de rodas

Equipa de investigadores da Universidade de Coimbra e do Instituto Politécnico de Tomar revela ter desenvolvido um sistema de controlo de cadeira de rodas através do cérebro com praticamente 100% de precisão e fiabilidade

Exame Informática
Insólitos

Elon Musk quer construir a cidade Starbase no Texas

Controverso CEO da SpaceX anuncia no Twitter a intenção de construir uma cidade completa no Texas, dog-friendly e liderada pelo The Doge, numa referência à cibermoeda DOGE

Política

Carlos Moedas quer unir o centro direita em Lisboa. CML "é o meu sonho, não tenho outro"

Ex-comissário europeu recusa a ideia de estar a juntar “uma coleção de partidos”, mas quer unir o máximo de forças partidárias e independentes para “derrotar esta governação da cidade já quase com 14 anos”

Mundo

Detetada 'superterra' com condições para se estudar atmosfera e 'habitabilidade'

Cientistas detetaram uma 'superterra', planeta extrassolar com uma massa maior do que a da Terra, que dista da sua estrela o suficiente para se estudar a eventual presença de água à sua superfície e uma atmosfera, foi hoje divulgado

Imobiliário

Investimento imobiliário vai voltar em força no segundo semestre

Os fundos institucionais têm milhões para investir mas estão a aguardar por um maior controlo da pandemia através da vacinação

Economia

PRR: "Ninguém tem de desistir dos projetos que não cabem" no plano

O ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, reconheceu hoje que nem todos os projetos apresentados tiveram cabimento no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), mas salientou que "ninguém tem de desistir" deles

Visão Saúde
VISÃO Saúde

Covid-19: Mais doenças podem ser prioritárias para vacinação, anunciou Comissão Técnica

Está a ser analisada a inclusão de pessoas com doenças que não tinham sido consideradas prioritárias para receberem a vacina contra a covid-19, disse o coordenador da Comissão Técnica