Como lidar com chefes tóxicos

Edição de 24 de Junho, quinta-feira nas bancas

“Gritos, gritos, gritos.” É desta forma que Pedro Pereira, 36 anos, resume os seus dias de trabalho nos últimos 18 anos. O assistente operacional de um hospital de Lisboa foi obrigado a habituar-se a ouvir a enfermeira-chefe a chamar a si e aos seus colegas “criados”. “Às tantas, já a conhecia pelo andar e estava sempre atento para, quando ouvisse os seus passos, fugir para outro sítio. Se me cruzasse com ela, era certo de que ia pôr defeitos no meu trabalho”, conta.

Era habitual ser-lhe pedido para desempenhar tarefas que não lhe competiam ou mesmo para fazer recados pessoais. “Uma vez, cheguei ao hospital às oito da manhã, ela veio ter comigo toda simpática e pediu-me para lhe levar os sapatos ao sapateiro, porque tinha partido os saltos. Andei à procura de um sapateiro pela cidade inteira e, quando voltei, ela ainda me acusou de ter demorado muito”, recorda. As ameaças de despedimento ou de processos disciplinares eram constantes. E o desgaste foi-se acumulando. “Ela chamava-me ‘burro’, mas as outras pessoas elogiavam o meu trabalho. Tinha uma boa autoestima fora do hospital, mas lá dentro sentia-me espezinhado”, confessa.

Já tinha apresentado várias queixas à administração, mas a gota de água aconteceu em plena pandemia, quando Pedro Pereira pediu autorização para faltar no sentido de acompanhar um familiar que ia ser operado. Apesar de ter autorização da hierarquia superior, a enfermeira-chefe quis instaurar-lhe um processo disciplinar por abandono do posto de trabalho. “O que me valeu foi eu ter a autorização por escrito”, diz, aliviado.

(…)

+

  • 12 sinais de um chefe pouco saudável
  • Saiba como se proteger à luz da lei
  • Como se tornar um chefe melhor
  • O chefe ideal dos portugueses

Este artigo não está disponível no site. ASSINE AQUI e leia a edição digital da VISÃO em primeira mão.
Se JÁ É ASSINANTE da VISÃO digital, leia na aplicação a nova edição ou clique AQUI.

Assine a VISÃO digital e receba a VISÃO Saúde, Edição Especial “70 Perguntas e Respostas sobre Saúde”, também em formato digital.

EM TEMPOS DIFÍCEIS É PRECISO TER VISÃO

ASSINE JÁ!

Mais na Visão

Política

OE2021: IVA gasto em alguns setores vai poder ser recuperado nas compras seguintes

O IVA suportado pelos consumidores em serviços ou produtos dos setores mais afetadas pelo impacto da pandemia poderá ser recuperado nas compras seguintes realizadas nos mesmos setores

Política

Morreu o autor argentino Quino, criador de Mafalda

O autor argentino Quino, célebre por ter criado a contestatária personagem de banda desenhada Mafalda, morreu hoje, em Mendoza, na Argentina, aos 88 anos, revelou a agência Efe

Exame Informática
Internet

Facebook funde Messenger com sistema de mensagens do Instagram

O Instagram começou a apresentar a opção de ligar a funcionalidade Mensagem com o Messenger do Facebook, o que permite enviar mensagens para utilizadores do Messenger através do Instagram e vice-versa

Política

Covid-19: Madrid alerta que mais de 250 casos por 100 mil habitantes pode levar a descontrolo

O Ministério da Saúde espanhol alerta, numa proposta apresentada às comunidades autónomas para conter a pandemia, que existe alto risco de transmissão descontrolada da covid-19 nos territórios que registam taxas de incidência acima de 250 casos por 100.000 habitantes

Bolsa de Especialistas

O que deve considerar na altura de escolher um seguro de saúde

Saiba quais elementos que deve ter atenção para fazer a melhor escolha para as suas necessidades

Irrevogável

Tiago Brandão Rodrigues: “Se olharmos para o sistema de ensino como se fosse uma região, o número de casos positivos nas escolas é o mais baixo do País”

“Não temos a escola sonhada nem a escola ideal, mas temos a escola possível”, afirmou o Ministro da Educação no programa Irrevogável da VISÃO. A colocação e substituição de professores "está bem oleada", e as falhas no arranque do ano numa escola específica devem-se a "negligência" da direção. Rever curriculo da disciplina de cidadania não é opção

Imobiliário

Tem ou vai contrair um crédito à habitação? Não aceite 'spreads' acima de 1%

Se comprou casa entre 2011 e 2016 ou tem um spread acima de 1,5%, está na hora de rever as condições do crédito habitação

Sociedade

“Vermelho período”, a nova cor da Pantone

Uma escolha que pretende ajudar a acabar de vez com o estigma que, em muitas partes do mundo, ainda recai sobre a menstruação

Visão Saúde
VISÃO Saúde

Mais um estudo aponta para papel relevante da vitamina D para evitar complicações potencialmente fatais da Covid-19

Pacientes com níveis suficientes de vitamina D apresentam menos risco de desenvolver problemas graves como consequência da Covid-19

Economia

Deputados aprovam 'período de nojo' de três anos entre funções na banca e Banco de Portugal

A Comissão de Orçamento e Finanças aprovou hoje a fixação de um 'período de nojo' de três anos entre o exercício de funções na banca comercial e cargos no Banco de Portugal

Exame Informática
Hardware

Lenovo ThinkPad X1 Fold, o portátil com ecrã que se dobra, chega nas próximas semanas

A Lenovo anunciou que o inovador portátil com ecrã dobrável chega a Portugal em breve, com os preços a começar nos 2499 euros

Política

Bélgica nomeia novo primeiro-ministro e põe fim a 16 meses de crise política

O atual ministro das Finanças da Bélgica, Alexander de Croo, toma posse esta quinta-feira como primeiro-ministro, depois de ter sido hoje formalmente nomeado para o cargo, pondo fim a uma longa maratona de 16 meses de crise política