Ana Gomes: A vida e os combates da indignada militante

Nos tempos em que era universitária e próxima do MRPP

Os primeiros tempos em Jacarta foram exigentes. Ana Gomes passava os dias em contactos com as autoridades indonésias e com a resistência timorense. À noite, durante horas a fio, a embaixadora produzia os reports para Lisboa, em que descrevia o ambiente político que se vivia entre Timor-Leste e a Indonésia, relatava as conversas que tinha mantido com as diferentes fontes, tentava antecipar soluções para concretizar o processo de independência timorense, ao mesmo tempo que geria a diferença horária entre Lisboa e a capital indonésia nos contactos telefónicos com o governo português. “Durante semanas, dormiu três ou quatro horas por noite”, recorda um antigo colega diplomata. “Queixava-se de que a missão era esgotante, sim, mas tinha um drive louco por aquela questão, percebia o que estava em jogo, o papel que podia ter, e assumiu o cargo com garra.” Não houve outra causa como Timor naquelas duas décadas de carreira diplomática.

Passaram mais de 20 anos. Hoje, com a diplomacia arrumada e depois de uma longa passagem pelo Parlamento Europeu, o nome de Ana Gomes ganha peso para uma candidatura à Presidência da República. Depois de recusar em absoluto essa hipótese, recuou. Está a “refletir”, mas, num aspeto, pouco mudou: está sempre ligada à ficha. É comum vê-la publicar tweets até depois das duas da manhã e perceber que, a partir das sete, os seus mais de 80 mil seguidores já estão a ser bombardeados com notícias de jornais, interpelações diretas aos principais governantes europeus, recomendações – até comentários de outros utilizadores que lhe dirigem críticas diretas são partilhados pela ex-eurodeputada. “Trabalhadora”, “incansável”, uma ativista política que não abdica de lutar pelas suas causas. Alguém “sem medo”, “bem preparada”, “inteligente”. Estas opiniões cristalizaram-se, são unânimes entre amigos de longa data, antigos colegas e até adversários políticos. Menos consensuais são as armas que ela escolhe para travar os seus combates.

“É uma pessoa indiscutivelmente combativa, com uma abordagem temática quase obsessivamente ligada à corrupção, mas com um defeito”, ressalva o eurodeputado do CDS, Nuno Melo. “Afirma certezas absolutas que podem enlamear a honra de pessoas a quem ela não deu a possibilidade de contraditório”, resume o antigo adversário no Parlamento Europeu, com quem Ana Gomes travou debates intensos. E, ainda que lhe aprecie o “impulso” justiceiro, Nuno Melo considera que, “muitas vezes”, Ana Gomes “foi para lá do que devia ir”.

Este artigo não está disponível no site. ASSINE AQUI e leia a edição digital da VISÃO em primeira mão.
Se JÁ É ASSINANTE da VISÃO digital, leia na aplicação a nova edição ou clique AQUI.

Palavras-chave:

ESTE VERÃO ASSINE A VISÃO, EM PAPEL OU DIGITAL, E RECEBA ATÉ SEIS MESES DE LEITURA GRÁTIS

PRECISAMOS DE SI: ASSINE!

ASSINE

Mais na Visão

Salgado e Sócrates tiveram cinco encontros quando o segundo era primeiro-ministro
Atualidade

Acusação do BES tem 4117 páginas. Salgado esteve sob escuta e vai a julgamento por 65 crimes

Negócios com Venezuela vão ser investigados noutro processo. Despacho de acusação a que a VISÃO teve acesso dita que Ricardo Salgado vai a julgamento por um crime de associação criminosa, doze crimes de corrupção ativa no setor privado, 29 crimes de burla qualificada, cinco de infidelidade, dois de manipulação de mercado, sete de branqueamento, oito de falsificação de documento e um de crime de falsificação de documento qualificado

Atualidade

25 arguidos acusados no caso BES

Ministério Público acusa 18 pessoas e 7 sociedades no primeiro processo-crime nascido da queda do Banco Espírito Santo. Ricardo Salgado, administradores, diretores e funcionários ligados ao DFME, gestores da sociedade suíça Eurofin e João Alexandre, do BES Madeira, são os visados

LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

A UE passou a Fundo Predador

A União, agora, descaradamente, funciona assim: anuncia programas e ajudas de milhares de milhões de euros, para manter a ficção da solidariedade e coesão, mas os pormenores, e os detalhes, do diabo, levam uma eternidade a ajustar, a negociar, e sem isso não há dinheiro

Exame
Inconsistência problemática

Covid-19. Uma oportunidade para reformar as regras orçamentais da UE?

A pandemia provocará a explosão dos défices e das dívidas dos países europeus, com enorme incerteza em torno da possibilidade e força de uma recuperação. Com as regras orçamentais suspensas, há quem veja neste momento uma oportunidade para as reformar. De saída do Eurogrupo, Mário Centeno explica à VISÃO que esses constrangimentos não podem voltar a ser ativados de um dia para o outro, como um interruptor. E antecipa que a generalidade das economias demorará mais de dois anos a recuperar totalemente

Visão Saúde
VISÃO Saúde

Covid-19: O que seria preciso, afinal, para ficarmos infetados através do contacto com uma superfície

As dúvidas em relação ao comportamento e transmissão do coronavírus persistem e continuam a ser fonte de inquietação. A possibilidade de transmissão por contacto indireto, tal como por superfícies, é um dos temas mais polémicos

Imobiliário

Trabalhadores mais jovens são os que menos apreciam o teletrabalho

Poderá o teletrabalho aniquilar os edifícios de escritórios e o ambiente empresarial a que estávamos habituados? Uma pergunta a que a consultora JLL dá resposta no seu mais recente estudo

Sociedade

Encontrados jornais num glaciar que poderão estar relacionados com acidente aéreo

O degelo de um glaciar no Monte Branco revelou a presença de jornais, perfeitamente preservado,s que remontam aos anos 60, época em que ocorreu um desastre aéreo na zona

História

Homicídio às mãos de D. João II

Isabel Stilwell leva-nos a conhecer, em video e podcast, os lugares que marcaram a vida do rei D. Manuel I. De norte a sul de Portugal, dez lugares de aventura e crueldade, de riqueza e desgraça, de amor e ódio. 7º episódio

Visão Saúde
VISÃO Saúde

Estudo mostra porque é que o lopinavir e a hidroxicloroquina não são eficazes no combate ao coronavírus

O lopinavir é um medicamento utilizado no tratamento do VIH e, por sua vez, a hidroxicloroquina é usada contra a malária e o reumatismo. Têm sido várias as tentativas para verificar se os dois medicamentos poderiam, efetivamente, ter mais do que um propósito e, neste caso, ajudar no combate à Covid-19

Huawei Stayaway Covid Exame Informática
Software

Aplicação Stayaway Covid não vai funcionar em smartphones Huawei sem serviços Google

Huawei terminou primeiro trimestre como a segunda marca que mais smartphones vende em Portugal. Tecnológica vendeu poucos smartphones ‘sem Google’ no mercado português e por isso o número de utilizadores que não vão ter acesso à Stayaway Covid será baixo

Exame
Exame

Central a carvão em Sines fecha dentro de seis meses

Perda de rentabilidade das centrais a carvão, com maior peso das licenças de CO2 e menores custos do gás natural, determinaram fecho antecipado, justifica EDP. Central só deveria encerrar dentro de três anos, em setembro de 2023

Visão Saúde
VISÃO Saúde

Baixo consumo de peixe durante gravidez pode afetar neurodesenvolvimento das crianças

Um estudo da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) mostra que um baixo consumo de peixe durante a gravidez pode ter impacto negativo e afetar o neurodesenvolvimento das crianças, foi hoje anunciado