Legislativas 2022: Como se faz o jogo do tudo (ou nada)

Embora sem as tradicionais arruadas ou os almoços e jantares da praxe, cancelados por todos os partidos, à exceção do Chega, a campanha, em tempos de Covid-19, continua a sair à rua. Depois dos debates televisivos, e ainda com pouco domínio da comunicação digital, a presença no pequeno ecrã, em telejornais, continua a ser fundamental. Também por isso os líderes ligam o conta-quilómetros e percorrerão o País – e só no PCP se faz sentir a ausência do líder, Jerónimo de Sousa. O secretário-geral comunista foi operado de urgência, por causa de uma estenose carotídea (excesso de colesterol nas artérias, que pode causar um enfarte do miocárdio), e substituído pelos candidatos João Oliveira e João Ferreira, na fase da campanha que os comunistas mais valorizam: o contacto com a população.

Última campanha A derrota de Fernando Medina, em Lisboa, e a perda de outros bastiões levantam novos desafios a António Costa, quatro meses depois

É a altura do tudo ou nada, numa eleição que se espera renhida, se se confirmarem as projeções das sondagens, algumas das quais já chegaram a apresentar os dois maiores partidos em empate técnico. Manuel Carlos Silva, doutorado em Ciência Política, sociólogo e antigo docente da Universidade do Minho, realça que será uma eleição muito “bipolarizada e que colocará dificuldades aos partidos com menos peso parlamentar, principalmente ao BE e ao PCP. O último já começou a ser arrasado por António Costa no debate televisivo, e assim deverá continuar, porque o PS está concentrado na maioria absoluta e, para isso, tem de diminuir a votação nos partidos à sua esquerda”. Manuel Carlos Silva, apoiante bloquista, duvida de que os socialistas alcancem a maioria absoluta, mas acredita que “o PS consegue uma maioria relativa”. Costa vai ter de dar tudo por tudo – até porque já admitiu deixar a liderança do partido, se perder as eleições –, o que implica aparecer junto do eleitorado, rodeado por todo o apoio que a distância física, que tanto pede nas conferências de Imprensa do Conselho de Ministros, lhe permitir.

Campanha socialista começa nos Açores e acaba no Porto. Sociais–democratas partem de Braga para chegarem a Lisboa

Palavras-chave:

Mais na Visão

Legislativas 2022

Rio passeou por Alvalade envolvido num abraço laranja gigante e recusou convite para pingue-pongue com Costa

Rodeado pelos seus, o líder do PSD entrou em meia dúzia de lojas e restaurantes na Avenida da Igreja, em Lisboa, para cumprimentar eleitores. Recebeu uma laranja, prometeu voltar por um croquete, mas dirigentes, apoiantes e JSD garantiram que não se ficava pelas miudezas, criando um autêntico espetáculo pré-pandemia. Máquina partidária não estava à espera de tanta gente e não conseguiu evitar uma arruada “à antiga”, que acabou com Rio a acusar Costa de amedrontar os portugueses com o “papão da direita”, quando “o PSD nem sequer é de direita”, e a prometer deixar o PS a falar sozinho

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

O que falta para o voto digital?

Pode-se renovar o cartão de cidadão, uma carta de condução, pedir um registo criminal, criar uma empresa, ou até solicitar a reforma, para além de inúmeros outros atos, mas não se pode votar eletronicamente

Visão Saúde
VISÃO Saúde

Covid-19: Menino de 6 anos com teste positivo morreu no domingo no Hospital Santa Maria

Um menino de 6 anos com teste positivo para Sars-CoV-2 morreu no domingo no Hospital Santa Maria, anunciou hoje o Centro Hospitalar (CHULN), referindo que as causas estão a ser analisadas

Atualidade

Fugitivo americano que fingiu a própria morte encontrado vivo na Escócia depois de a Covid-19 o ter feito ficar ligado a um ventilador

A sua morte foi noticiada em vários órgãos de comunicação em fevereiro mas agora a Covid empurrou-o para um hospital, onde foi, finalmente, detido

Sociedade

Covid-19: Aberto autoagendamento para maiores de 40 anos para dose de reforço

A marcação da toma da dose de reforço da vacina contra a covid-19 está disponível, desde hoje, para pessoas com 40 ou mais anos no portal do autoagendamento da Direção-Geral da Saúde

Sociedade

Afinal, meteorito proveniente de Marte não contém sinais de vida primitiva no planeta vermelho

Em 1996, uma equipa da NASA anunciou que os compostos orgânicos encontrados num meteorito de 4 mil milhões de anos proveniente de Marte e descoberto em 1984 na Antártida podiam ser sinais de vida marciana antiga. Um novo estudo desfaz essa ideia à volta do polémico meteorito

Mundo

Covid-19: Grécia começa a multar pessoas com mais de 60 anos que não estejam vacinadas

Cerca de 300 mil gregos acima dos 60 anos poderão ser obrigados a pagar uma multa por não estarem vacinados, já que termina hoje o prazo que o Governo grego estabeleceu para se imunizarem contra a doença covid-19

Mundo

Covid-19: Maioria dos brasileiros acredita que Bolsonaro dificulta vacinação de crianças

Seis em cada dez brasileiros disseram acreditar que o Presidente do país, Jair Bolsonaro, dificulta a vacinação de crianças contra a covid-19, de acordo com uma sondagem do Instituto DataFolha publicada hoje

Legislativas 2022

Costa avisa: Rio abriu "brecha". Se "normaliza" perpétua, tudo o resto corre risco. E "candidatos muito modernos" também são de recear e ter debaixo de olho

Pousado em Lisboa ao segundo dia de campanha, Costa mandou um recado a Rio: o líder do PSD abriu "uma brecha" ao tentar "normalizar" propostas do Chega. Sem falar no nome do social-democrata, o secretário-geral do PS alertou que, após esse gesto, "se começa a achar" que se pode normalizar desde o racismo à homofobia, mas também preveniu para os candidatos "com ar muito moderno"

Mundo

Os 10 homens mais ricos do mundo duplicaram a sua riqueza durante a pandemia

No mesmo período, cerca de 160 milhões de pessoas passaram a situação de pobreza

Economia

Músico Armando Gama morre aos 67 anos

O cantor Armando Gama morreu na madrugada de hoje, aos 67 anos, no Instituto Português de Oncologia (IPO), em Lisboa, onde se encontrava internado, disse à Lusa fonte próxima da família

Visão Saúde
VISÃO Saúde

Covid-19: Portugal é quarto país da UE e sexto do mundo com mais novos contágios diários

Portugal é o quarto país da União Europeia (UE) e sexto do mundo com mais novos casos diários de contágio com SARS-CoV-2 por milhão de habitantes nos últimos sete dias, segundo o 'site' estatístico Our World in Data