O protesto contra a presença de Marine Le Pen em Portugal em 18 imagens

O protesto contra a presença de Marine Le Pen em Portugal em 18 imagens

O cartaz de João Jorge dizia apenas “Fratelli Tutti” (“Todos irmãos”). O jovem católico de 28 anos não pertence a qualquer das muitas organizações envolvidas no protesto deste domingo, 10, contra a “receção antifascista a Marine Le Pen”. À Lusa, contou que hoje foi a primeira vez que participou numa manifestação, porque agora “a democracia está em perigo”. João foi um dos mais de 200 participantes no protesto convocado pela Rede Unitária Antifascista (RUA), que juntou organizações antifascistas, antirracistas, de defesa dos direitos laborais, ecologistas, feministas e pelos direitos LGBTQIA+.

A concentração contra a presença da líder da União Nacional francesa, Marine Le Pen, em Lisboa, para o lançamento da campanha eleitoral do candidato presidencial do Chega, André Ventura, começou às 11 horas no Largo Camões. “Está em perigo o desmoronar de um progresso civilizacional que é a democracia, que tem os seus defeitos, mas é o cúmulo da civilização”, alertou João Jorge, que participou na manifestação ao lado da mulher, Cátia Tuna, que também se estreou hoje em protestos de rua.

“Existe meia dúzia de oportunistas que podem pôr em causa aquilo que de bom tanto custou a tantas vidas construir. Melhor do que isto não temos. Esses senhores são oportunistas e é uma vergonha”, alertou, referindo-se a André Ventura e aos simpatizantes do partido Chega. O jovem admitiu sentir “vergonha enquanto cristão” por existirem em Portugal “correntes de cristianismo contrárias ao próprio evangelho e que defendem exatamente o seu contrário”. Lembrando a mensagem do papa Francisco que pede que o amor ultrapasse “as barreiras da geografia e do espaço”, João Jorge escolheu a simplicidade do título da Enciclíca do Papa – “Fratelli Tutti” – para o seu cartaz.

Cátia Tuna acrescentou que “Ventura e Le Pen estão a estragar aquilo que demorou muito tempo a construir, que é a democracia e a liberdade”. “A razão que nos traz aqui tem uma dupla vertente: porque somos cristãos, e porque somos contra o autoritarismo e o nacionalismo”, explicou.

Por outras palavras, Danilo Moreira, da Rede Unitária Antifascista, corroborou a ideia do casal: “Ficamos indignados com a presença de Le Pen e não podemos ficar em silêncio”. “Achamos inadmissíveis os discursos de ódio perpetuados de André Ventura e pelo próprio partido de Le Pen”, acrescentou Danilo Moreira, em declarações à Lusa, lembrando que “os direitos humanos de todos estão postos em casa”. Em risco estão também os direitos laborais, acrescentou, lembrando que “quem tem acompanhado os grupos de extrema-direita vê que tentam erradicar todos os direitos dos trabalhadores”.

Durante toda a manhã ouviram-se palavras de ordem e entoaram-se cânticos defendendo que “o país não permanecerá em silêncio face ao desfile da intolerância”. Os manifestantes prometeram continuar a lutar por uma “sociedade livre de racismo e xenofobia, intolerância, discriminação, sexismo, homofobia e desigualdade”. Na luta e no alerta contra a normalização da extrema-direita em Portugal feitos hoje no Largo Camões em Lisboa, vários manifestantes lembraram o recente acordo, nos Açores, entre o Chega e o PSD.

O protesto foi pacífico e tentou respeitar as regras de segurança sanitária devido à pandemia de covid-19. O uso de máscara era generalizado, mas nem sempre se cumpriu o distanciamento físico. No manifesto escrito para o protesto de hoje recordou-se a frase de André Ventura em declarações ao Jornal de Notícias: “Será um orgulho enorme ter a Marine Le Pen ao meu lado em Lisboa”.

Os manifestantes recordaram declarações da líder da Frente Nacional, “a cara da extrema-direita francesa” e de um partido que tem como “prática comum” atacar imigrantes, refugiados e pessoas de várias raças. Durante o protesto foi também recordado o ataque perpetrado pelo partido de Le Pen, em 2015, a um clube português no sudeste de Paris, com frases como “Morte aos portugueses. Viva a FN”. Os protestantes criticaram ainda que o Chega use a campanha presidencial “para dar mais alcance aos seus ideais fascistas”.

“Impedir a normalização dos discursos populistas e fascistas que se aproveitam das desigualdades e do preconceito para enganar milhares de pessoas, virando trabalhadores contra trabalhadores”, foi outro dos motivos do protesto, onde a frase mais ouvida foi “Fascismo nunca mais. Não passarão”.

Recorde-se que foi uma visita marcada por outra polémica, logo à chegada de Marine Le Pen, quando na sexta-feira, 8, os repórteres de imagem (vídeo e fotografia) de vários órgãos de comunicação social, nacionais e estrangeiros, abandonaram a conferência de imprensa do candidato do Chega e da líder nacionalista francesa Marine Le Pen em protesto pelas condições sanitárias,

A sala reservada para o efeito, num hotel lisboeta, não apresentava as regras mínimas de cuidados sanitários face à pandemia de covid-19 e os “cameramen” e fotojornalistas saíram em protesto.

Ao todo, encontravam-se mais de 40 pessoas na sala e a organização do partido Chega só chegou à unidade hoteleira pelas 15 h50, ou seja, meia hora depois do previsto.

A assessoria de imprensa do partido da extrema-direita parlamentar explicou entretanto que houve um excesso de presenças, nomeadamente por parte de órgãos de comunicação social que não procederam à devida credenciação.

Com Lusa

LEIA A VISÃO, ASSINE A PARTIR DE 6€/MÊS

ASSINE AQUI

Mais na Visão

Mais Notícias

O vestido perfeito para a praia e para uma saída à noite

O vestido perfeito para a praia e para uma saída à noite

Maria Cerqueira Gomes faz sucesso com visual verde a que chama

Maria Cerqueira Gomes faz sucesso com visual verde a que chama "manjerico"

Guia prático para preparar o seu jardim (ou varanda!) para o verão

Guia prático para preparar o seu jardim (ou varanda!) para o verão

Jéssica Biscaia, a menina que morreu em Setúbal, foi acompanhada durante dois anos pelo Tribunal de Família e Menores

Jéssica Biscaia, a menina que morreu em Setúbal, foi acompanhada durante dois anos pelo Tribunal de Família e Menores

A história do Ballett Gulbenkian

A história do Ballett Gulbenkian

Lisboa depois dos turistas

Lisboa depois dos turistas

PRIMA ECO. Quatro mulheres empenhadas na causa sustentável

PRIMA ECO. Quatro mulheres empenhadas na causa sustentável

Sugestões confortáveis para aproveitar os dias de sol

Sugestões confortáveis para aproveitar os dias de sol

Letizia recupera vestido de couro para presidir a entrega de prémios de sustentabilidade

Letizia recupera vestido de couro para presidir a entrega de prémios de sustentabilidade

Em

Em "Quero É Viver", Irene apanha Olga e Santiago na cama

Não pode ser só o setor público a pagar proteção da costa - Mourinho Félix

Não pode ser só o setor público a pagar proteção da costa - Mourinho Félix

Boxes para correr apps em televisores mais antigos

Boxes para correr apps em televisores mais antigos

Tecnologia Renault para os carros do futuro

Tecnologia Renault para os carros do futuro

Júlia Palha está na nova novela da SIC:

Júlia Palha está na nova novela da SIC: "É uma rapariga muito diferente da Fátima”

Quem resiste a estes saldos da Natura?

Quem resiste a estes saldos da Natura?

Ecossintonia: quatro atrizes juntas na atitude sustentável

Ecossintonia: quatro atrizes juntas na atitude sustentável

Ministro diz que Cobnferência dos Oceanos é

Ministro diz que Cobnferência dos Oceanos é "oportunidade única"

António Costa defende carros híbridos até 2040 para UE não perder apoio dos cidadãos

António Costa defende carros híbridos até 2040 para UE não perder apoio dos cidadãos

TikTok torna viral novo desafio que

TikTok torna viral novo desafio que "apenas 1% das pessoas consegue resolver"

Fotografe o Peugeot e-208 no Oeiras EcoRally e ganhe prémios

Fotografe o Peugeot e-208 no Oeiras EcoRally e ganhe prémios

As noites algarvias mudaram! Conheça o Vilamoura Night Village

As noites algarvias mudaram! Conheça o Vilamoura Night Village

Namorada de longa data de Tom Mann morre na manhã do casamento

Namorada de longa data de Tom Mann morre na manhã do casamento

Raquel André: Uma Língua Portuguesa afiada

Raquel André: Uma Língua Portuguesa afiada

Como a Salsa usa tecnologia para melhorar a interação com os clientes

Como a Salsa usa tecnologia para melhorar a interação com os clientes

A difícil 'missão' da princesa Leonor: tornar-se mais próxima da população do que os seus pais

A difícil 'missão' da princesa Leonor: tornar-se mais próxima da população do que os seus pais

Laurinda Alves disse mesmo que dar bilhetes do Rock in Rio a pessoas em situação de sem-abrigo podia potenciar risco de consumos, mas que tinham sido distribuídas 350 entradas

Laurinda Alves disse mesmo que dar bilhetes do Rock in Rio a pessoas em situação de sem-abrigo podia potenciar risco de consumos, mas que tinham sido distribuídas 350 entradas

Família Real da Holanda inova ao posar para as fotografias de verão

Família Real da Holanda inova ao posar para as fotografias de verão

Inspirações para relaxar

Inspirações para relaxar

Letizia recupera vestido de couro para presidir a entrega de prémios de sustentabilidade

Letizia recupera vestido de couro para presidir a entrega de prémios de sustentabilidade

Oeiras EcoRally arranca sexta-feira com a participação da Exame Informática

Oeiras EcoRally arranca sexta-feira com a participação da Exame Informática

Os destaques da semana: Um smartphone surpreendente e um relógio luxuoso

Os destaques da semana: Um smartphone surpreendente e um relógio luxuoso

As figuras da PRIMA 16

As figuras da PRIMA 16

Charlene do Mónaco deslumbra em vestido assimétrico verde

Charlene do Mónaco deslumbra em vestido assimétrico verde