Autárquicas: PSD procura reconciliação com Rui Moreira

Estávamos a 22 de outubro de 2013: Rui Moreira tomava posse como presidente da Câmara Municipal do Porto. Do púlpito, nos Paços do Concelho, o independente virou-se para o homem sentado à sua direita, numa poltrona em tons de dourado, e destacou, por “imperativo de gratidão, o legado cívico e político” que a cidade e ele próprio recebiam de Rui Rio, que chefiara durante 12 anos a autarquia. “Mais do que as obras, mais do que a exigência, o rigor e a transparência exemplares com que geriu os dinheiros públicos que lhe foram confiados”, o recém-eleito edil gabou ao antecessor o “modelo de pedagogia democrática”, a interpretação do “sentido mais fundo do interesse público” e o combate aos “interesses instalados” que procuravam “capturar, em benefício próprio”, aquilo que pertencia a todos os portuenses. O antecessor segurou as lágrimas, mas o abraço apertado, no final do discurso, era sintoma da cumplicidade entre ambos.

Sete anos volvidos, as palavras do atual líder do executivo camarário e a reação do agora presidente do PSD parecem tão remotas quanto improváveis. De lá para cá, houve diversos arrufos pessoais e desaguisados políticos. Um dos exemplos de que quem os conhece fala com insistência é o do pedido de Moreira para que o fundo imobiliário do Bairro do Aleixo, criado pelo anterior presidente, fosse auditado. Rio viu no ato um ataque à sua reputação de gestor rigoroso e de autarca de contas certas.

De costas voltadas desde então, Rio fez um statement em 2017, quando participou numa arruada de campanha ao lado de Álvaro Almeida, o independente que Pedro Passos Coelho escolheu para concorrer ao Porto e que viria a entrar para o partido pela mão do agora líder do partido. Pormenor: nessas eleições, o PSD sofreu uma derrota de proporções bíblicas. Não foi além dos 10,39% dos votos, muito aquém dos 44,46% registados pelo movimento encabeçado por Moreira.

Este artigo não está disponível na íntegra no site. ASSINE AQUI e leia a edição digital da VISÃO em primeira mão.
Se JÁ É ASSINANTE da VISÃO digital, leia na aplicação a nova edição ou clique AQUI.

Palavras-chave:

Assine a Revista VISÃO, em digital, por €1 e apoie o jornalismo de qualidade.

ASSINE JÁ

ASSINE JÁ!

Mais na Visão

Visão Saúde
VISÃO Saúde

Covid-19: Portugal deixa de estar entre regiões da UE de risco elevado após baixar infeções

Portugal deixou de estar entre as regiões europeias de risco muito elevado devido à pandemia de covid-19 nos mapas do ECDC, que servem de apoio às decisões sobre viagens

Fotografia

Pinguins em família, um urso prestes a perder a casa, um morcego em voo rasante e mais imagens brilhantes do prémio Frank Hurley de 2020

Houve mais de 1200 inscrições de 26 países, neste concurso organizado pela Fundação Mawson's Hut. Quatro dos cinco vencedores são australianos, uma honra, já que os prémios de fotografia Frank Hurley foram criados para homenagear o espírito aventureiro do fotógrafo australiano James (Frank) Francis Hurley

OLHO VIVO

"Falta um plano com as linhas vermelhas. Governo deixa que seja a opinião pública a decidir por ele"

Com números dos contágios e internamentos a melhorarem, as atenções voltaram-se para a próxima etapa: o desconfinamento. Quando e como desconfinar, afinal, eis a questão? Não existe ainda um plano conhecido com dados e metas objetivas, algo que era desejável

Atualidade

Quando a biblioteca vai a casa: Uma volta por Lisboa na carrinha que leva livros no porta-bagagens

Com o acesso às livrarias interditado, pelo menos em parte, o novo serviço das bibliotecas de Lisboa veio mesmo a calhar. Agora, é possível encomendar até cinco obras e recebê-las no conforto de casa, sem furar o confinamento. Reportagem 'on the road' pelas ruas da capital, com oito paragens porta-a-porta

Atualidade

Covid-19: Vacina para variante Sul Africana começa a ser testada em humanos

Caso os testes comprovem a eficácia, pode passar a ser dada mais uma dose de reforço

Zoom | Videoconferência Exame Informática
Ciência

Fica cansado depois de uma videochamada? Novo estudo explica efeito ‘fadiga do Zoom’

Com o teletrabalho cada vez mais presente, as videoconferências tornaram-se um hábito com causas e consequências ainda por conhecer. Um estudo da Universidade de Stanford pretende analisar esta tendência e produzir recomendações para evitar a ‘Fadiga do Zoom’

Fotografia

Como se mantém o palácio de Kensington, já com mais de 400 anos? Com manutenção e restauro

O Palácio de Kensington, atual residencia de William e Kate Middleton (os duques de Cambridge), tem 416 anos. Nestas imagens, saiba como se exacutam os restauros do edíficio, a propósito do grande projeto do Fundo de Recuperação da Cultura

Mundo

A história das mensagens escondidas no rover da NASA que chegou agora a Marte

Além da mensagem secreta que o paraquedas gigante do rover Perseverance já mostrou, há mais um enigma a bordo para descobrir. Pelo menos

VISÃO VERDE
Ambiente

Grande parte de uma reserva florestal de Singapura foi devastada por engano

Oito hectares da área protegida de Kranji, no norte de Singapura, foram destruídos. A empresa responsável pelo acontecimento diz que se tratou de um “erro”: os trabalhos de limpeza começaram antes de o estudo ambiental estar concluído

Newsletters

Está frio? É o aquecimento, estúpido

Visão Saúde
VISÃO Saúde

De apenas pensar em comer até engordar mesmo: Os 12 passos que levam ao acumular de gordura

Desde o momento que pensamos em comida, até ao momento em que subimos na balança e notamos que engordamos... O que é que contece no nosso organismo?

Em sincronização

Ainda não deu para perceber que as reuniões do Infarmed não funcionam?

Estas reuniões não são mais do que uma espécie de conferência, onde todos vão apresentar os seus pontos de vista. São audições técnicas, mas servem apenas para deixar ideias soltas, pontos numa folha em branco. Para unir estes pontos e traçar um desenho coerente de resposta, o Governo fica sozinho. E isso não faz sentido algum