Está aí a primeira crise do streaming?

Está aí a primeira crise do streaming?

Quantos serviços de streaming quer mesmo ter? E quantos consegue pagar? O colapso em bolsa da Netflix – motivado por uma quebra inesperada no número de utilizadores – sugere que a plataforma pode ter batido no teto do crescimento. No entanto, se a empresa que se tornou sinónimo de streaming atravessa uma crise, é possível que toda a indústria tenha um problema. Depois de ter convencido os gigantes de média que lhes ia salvar o negócio, o streaming pode estar a enfrentar a sua primeira grande crise.

A Netflix esperava ter angariado 2,5 milhões de novos utilizadores no primeiro trimestre deste ano. Os investidores tinham expectativas ainda mais elevadas: 2,7 milhões. Na verdade, a plataforma de streaming perdeu 200 mil clientes. Foi a primeira quebra em dez anos, provocando uma hemorragia nos mercados, com as ações da empresa a afundarem num contexto em que as tecnológicas norte-americanas já estavam a ser castigadas em bolsa.

Mais na Visão