Germano Silva: ‘‘Tenho pena de que os portuenses não conheçam  a sua cidade”

Senhor Porto O jornalista descobriu a História e histórias da cidade como nenhum outro Foto: Lucília Monteiro

Chega antes da hora marcada aos jardins do Palácio de Cristal, palco habitual dos passeios guiados que, há muito, Germano Silva faz da cidade. Quem o visse a caminhar pela Avenida das Tílias, passo apressado e firme, não lhe adivinharia a idade: 90 anos feitos nesta quarta-feira, 13, no mesmo dia em que lançou mais um livro de crónicas, Porto: As Histórias que Faltavam. “A minha vida não tem nada de especial”, dirá à jornalista (após um abraço, suspenso por um ano e meio de pandemia) o recoletor de histórias e o conhecedor da cidade do Porto como ninguém, à qual chegou ao colo da mãe desde São Martinho de Recezinhos, Penafiel, nos anos 30 do século passado. Filho de um guarda-freio e de uma criada de servir, o mais velho de quatro irmãos passou os primeiros anos com a avó Júlia, com quem aprendeu a “conhecer as árvores e o canto dos pássaros”. Aos 11 anos, começou a trabalhar numa retrosaria, depois numa fábrica de fósforos, mais tarde noutra de lanifícios. “Foram tempos difíceis, que me serviram como exemplo de vida. Nunca olho para trás com recriminações”, dirá. Já jovem adulto, voltou aos estudos, na Escola Comercial Oliveira Martins, ambicionando uma carreira nos seguros ou num banco. Acabou por se fazer jornalista – esteve 40 anos no Jornal de Notícias e, entre outros meios, passou por O Jornal e foi um dos fundadores da VISÃO, em 1993, onde era responsável pela delegação do Porto – movido pela curiosidade e o gosto de ouvir e de contar histórias, que o levaram a andar de alfarrabista em alfarrabista, durante sete décadas, à procura das entranhas do Porto. Recentemente, doou mais de mil documentos ao Arquivo Histórico Municipal que, no próximo dia 28, hão de dar uma exposição. “Germano é o Porto”, dizia o seu grande amigo e poeta Manuel António Pina.

Entrevista à sombra das tílias, na companhia de pavões, entre (perdoar-me-á o leitor a parcialidade…) a jornalista e um dos seus mestres – que, gentilmente, sempre a tratou por “princesa”.

CAPA DA EDIÇÃO

Mais na Visão

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

Costa vai perder?

Temos um primeiro-ministro, e um adversário que também quer ser. Mas para o pretendente chegar lá, o primeiro tem de perder

Política

Advogado da família de homem atropelado na A6 pondera pedir abertura de instrução

O advogado da família do trabalhador que morreu atropelado na autoestrada A6 pelo carro onde seguia o ex-ministro Eduardo Cabrita admitiu hoje requerer a instrução do processo para tentar que o antigo governante "assuma a sua responsabilidade criminal"

Sociedade

Covid-19: A plataforma online onde pode marcar testes PCR e antigénio, sem filas e sem ter de correr várias farmácias

A The Loop Co, uma startup tecnológica de Coimbra, assina a plataforma por detrás da marcação de todos os testes da Associação Nacional das Farmácias e da Cruz Vermelha Portuguesa

Política

Advogada de motorista do ex-MAI admite abertura de instrução por "incongruências do inquérito"

A advogada do motorista acusado de homicídio por negligência pelo atropelamento mortal de um trabalhador na A6 está "a pensar" pedir a abertura de instrução por incongruências do inquérito

Mundo

Novo chanceler da Alemanha escolhe epidemiologista para ministro da Saúde

O futuro chanceler da Alemanha, o social-democrata Olaf Scholz, anunciou hoje o epidemiologista Karl Lauterbach como novo ministro da Saúde, a pasta que faltava preencher na distribuição de cargos do governo de coligação com Verdes e liberais

Exame Informática
Exame Informática

Robô humanoide recria expressões faciais humanas

O robô recria expressões faciais humanas que têm tanto de engraçadas como de assustadoras

VISÃO VERDE
VISÃO Verde

China fez chover para garantir céu limpo e reduzir poluição antes de celebração política

O governo de Xi Jinping usou uma técnica chamada cloud-seeding para controlar a meteorologia em Pequim, garantindo céus limpos durante a celebração do centenário do Partido Comunista Chinês

Política

Novas regras do regime de teletrabalho entram em vigor em 01 de janeiro de 2022

As novas regras do regime de teletrabalho, aprovadas a 05 de novembro no parlamento, foram hoje publicadas em Diário da República e entram em vigor em 01 de janeiro de 2022

Opinião

Um animal de estimação pelo Natal? Talvez não seja um bom presente para os seus filhos

Um brinquedo pode ser um presente, pode ser usado exaustivamente e deitado fora, uma vida não. O apelo à cautela na hora de escolher aceder, ou não, aos pedidos dos mais novos, do veterinário João Seabra Catela

Visão Saúde
VISÃO Saúde

Próxima pandemia pode ser ainda mais letal, avisa uma das criadoras da vacina da AstraZeneca

A Covid-19 já matou mais de 5.25 milhões de pessoas em todo o mundo e virou do avesso a vida de milhares de milhões. Mas "a próxima pode ser pior", acredita Sarah Gilbert, professora de vacinologia da Universidade de Oxford

Bolsa de Especialistas

A independência do sistema judiciário na Europa

A tentação por parte do poder político para, num quadro de reforma do sistema judicial, introduzir mecanismos de controle dos juízes e dos magistrados do Ministério Público, tem sido uma constante em vários Estados-Membros, de que não é exceção Portugal