5 passos para voltar a praticar exercício físico

Por: Ana Rita Coelho

Com grande parte da população a trabalhar a partir de casa há mais de um ano, aquele exercício diário que se fazia a caminho do trabalho acabou. Uma corrida até ao comboio, um passeio à hora do almoço ou a caminhada fim de dia perderam-se e, com eles, um dos truques que mantinha as pessoas ativas sem grande esforço.
A PRIMA quis perceber como voltar ao exercício físico numa altura em que o cansaço emocional e físico levaram ao sedentarismo. Para isso, estivemos à conversa com Pedro Cardoso, personal trainer há mais de 11 anos e um dos fundadores do One by One Fitness Studio de Cascais e com Afonso Vareta, personal trainer de outdoor e jogador de rugby do Grupo Desportivo de Direito em Monsanto, onde se encontra desde que trocou o Porto por Lisboa em 2014.  

  1. Dar o primeiro passo 

Antes de iniciar o seu treino é importante não só conhecer o ser corpo, como saber os resultados que quer obter. Pedro Cardoso, aconselha caminhadas, agachamentos, abdominais e flexões para começar e deixar de lado as corridas. “Um dos erros é começar a correr. É péssimo!” continua o personal trainer, “Uma pessoa com excesso de peso, quando começa a correr, não tem massa muscular para conseguir suportar o impacto e isso pode causar problemas físicos”.  

  1. Devagar se vai ao longe 

E é a tentar controlar estes erros de principiante que deve ter em consideração que treinar significa perseverança. Os resultados só aparecem com dedicação e rotina. Afonso Vareta considera que a falta de paciência pode levar à desistência e por sua vez, à desmotivação. “O processo de treino é algo que demora o seu tempo. Muitas vezes o fator de desistência deve-se a isto mesmo. Integramos e começamos num nível acima daquele que é o nosso e com isso só vamos ter deceções, lesões e cair numa onda de desmotivação” confessa o personal trainer. Para Pedro Cardoso é importante que as pessoas percebam que não há resultado imediatos. “Se não tiverem resultado no primeiro mês, não se preocupem, vão aparecer no próximo mês” explica o responsável do One By One.  

  1. Encontrar a (necessária) motivação 

Mas para poder medir o seu progresso é necessário que não se deixe ir abaixo e para isso é importante encontrar a motivação certa. Chamar amigos para lhe fazerem companhia nos treinos, recorrer a apps de exercício físico, procurar um especialista na área ou ouvir música são algumas das coisas que podem ajudá-lo a ficar mais motivado. Pedro Cardoso não tem dúvidas. “É preciso arranjar estímulo positivo no treino”, manifesta. Algo que é corroborado por Afonso Vareta, quando aconselha associar a prática de exercício ao ar livre. “Procurar espaços outdoor para a prática da atividade física pode ser uma excelente opção” continua o atleta, “A relação com a natureza e num ambiente mais holístico pode facilitar”. 

  1. Treinar, comer, dormir, repetir  

É importante que nunca desista dos seus objetivos (sim, mesmo no exercício!) e que mantenha uma rotina irrepreensível. Pedro Cardoso assume que para ser fitness não há segredos. “Quanto mais implementar a rotina no treino mais resultados vou ter” continua, “Vou fazer exercício hoje, se passado 72h o músculo não for estimulado, já estou a perder o que trabalhei”. 

  1. Procurar um profissional 

Para obter melhores resultados é importante ser acompanhado por especialistas. Personal trainers são os melhores profissionais para o ajudarem a atingir os seus objetivos. Afonso Vareta confessa que tanto para os que têm mais facilidade em iniciar os treinos sozinhos como para os que não têm, é importante recorrer a um profissional da área. “Devem procurar ajuda profissional, mesmo que seja só numa fase inicial do processo de iniciação ao treino” assume. Pedro Cardoso não foge ao que o seu colega de profissão diz e relembra que é igualmente importante a parte da alimentação. “Façam um plano de avaliação física por um profissional e uma consulta num nutricionista, um sem o outro não sobrevivem”, afirma o personal trainer. 

Palavras-chave:

Ao assinar a VISÃO recebe informação credível, todas as semanas, a partir de €6 por mês, e tem acesso a uma VISÃO mais completa.

Uma VISÃO mais completa

Assinar agora

CAPA DA EDIÇÃO